29 de abril de 2018

LEITURA COLETIVA: O Morro dos Ventos Uivantes, de Emily Brontë!

Olá gente lindaaa!
A postagem de hoje é suuuper especial, pois se trata de um convite!
O Confissões Femininas... e vários outros blogs e uma autora nacional se uniram para realizar a leitura coletiva de "O Morro dos Ventos Uivantes", de Emily Brontë.
Essa será sua chance de ler (ou reler) esse clássico da literatura mundial.

No vídeo abaixo eu explico certinho como a LEITURA COLETIVA vai funcionar:


26 de abril de 2018

Na Telinha ou na Telona... #121

Olá gente lindaaa!!!
A indicação de dorama da semana é o fofíssimo "Radio Romance" (Romance de rádio), que foi exibido de 29 de janeiro a 20 de março de 2018, pela emissora sul-coreana KBS2. E, vou logo dizendo que o que me motivou a assistir esse dorama foi a vontade de rever Yoon Doo Joon, que conquistou meu coração no mini drama "Splash Splash Love". Me julguem!

Sinopse: Soo Ho é um grande ator com uma carreira brilhante. Ele estreou ainda criança, e já muito novo percebeu que, para fazer sucesso, precisava esconder seu verdadeiro eu por trás de uma máscara. Geu Rim é uma jovem e apaixonada roteirista de um programa de rádio. Ela é uma mulher com iniciativa e ímpeto. Seus fortes são pensamento positivo e obstinação. A história deles começa quando Geu Rim escala Soo Ho para o seu programa.
ELENCO PRINCIPAL:

- Yoon Doo Joon como Ji Soo Ho (um ator top que está acostumado a agir com base em scripts. Ele acaba se tornando o DJ de um programa de rádio ao vivo onde nada acontece conforme o planejado);
- Kim So Hyun como Song Geu Rim (sonha em ser escritora de rádio, mas está há anos trabalhando como assistente da escritora principal; ela não tem habilidades de escrita, mas possui excelentes habilidades de planejamento);
- Yoon Park como Lee Kang (diretor de produção competente da estação de rádio; por causa de seu perfeccionismo, cada programa que ele realiza alcançou o primeiro lugar nas classificações dos ouvintes; o problema é seu temperamento...);
- Yura como Jin Tae Ri (uma atriz antiga atriz mirim que não faz mais sucesso, mas usa de todos os artifícios possíveis para voltar ao estrelato).

Minha opinião: Adorei!
Nossa protagonista, a jovem Song Geu Rim, sonha em ser uma escritora de rádio. Desde que a mãe ficou sega, quando Song Geu Rim ainda era adolescente, ela passou a descrever tudo com riqueza de detalhes para a mãe, para que ela tivesse a sensação de estar vendo. E é exatamente isso que ela deseja poder fazer como escritora de rádio, permitir que os ouvintes apreciem as pequenas coisas do nosso dia-a-dia a que damos pouco valor, como a cor do céus ao entardecer, por exemplo.
No entanto, desde que começou a trabalhar no radio, há uns cinco anos, só o que ela faz é correr atrás de famosos e convencê-los a ser DJ de programas de rádio, tendo de suportar humilhações e se sujeitar a muitas coisas desagradáveis. Além de aguentar sua superior, uma escritora de verdade... e insuportável.
As coisas começam a mudar (vejam, eu não disse "melhorar") quando Geu Rim é demitida de seu cargo como escritora assistente. Tudo parecia estar perdido, mas no mesmo período o produtor Lee Kang (que também podemos chamar de Namastê) volta de suas "férias forçadas" e decide (re)contratar Geu Rim, mas desta vez como a escritora principal de um novo programa de rádio, mas ela tem uma missão: precisa convencer o famoso ator Ji Soo Ho a ser o DJ. Tarefa nada fácil.

19 de abril de 2018

Na Telinha ou na Telona... #120

Olá gente lindaaa!
A indicação de dorama de hoje é "Shool 2017" (Escola 2017), ao mesmo tempo em que tem todo aquele tom leve de doramas colegiais que cuja história gira em torno do dia-a-dia de alunos do Ensino Médio, também trata de assuntos como meritocracia nas escolas coreanas, relacionamentos abusivos etc.
"School 2017" foi ar ar de 17 de julho a 5 de setembro de 2017, pela emissora sul-coreana  KBS2.

Sinopse: A animada aluna do ensino médio Ra Eun Ho (Kim Sejeong) tira notas baixas, não tem dinheiro e nem prestígio. Mesmo que a melhor amiga dela, Oh Sa Rang (Park Se Wan), saiba que a faculdade não é uma opção para garotas pobres como elas, Eun Ho ainda sonha em ir à universidade. O sistema de notas do colégio conspira contra ela, mas ela espera que seu trabalho em webtoons seja suficiente para conseguir entrar na faculdade. Isto é, até acusarem Eun Ho de ser o problemático Aluno X. Após a ameaça de expulsão, o único jeito de salvar a própria pele é encontrar o real culpado, mas quem pode ser? Será que Ra Eun Ho conseguirá descobrir quem é o aluno que está jogando a culpa nela ou ela terá que encarar a verdade de que o colégio simplesmente não é feito para uma menina sem influência? 

ELENCO PRINCIPAL:

- Kim Sejeong como Ra Eun Ho (uma aluna do ensino médio que só tira notas baixas, não tem dinheiro e nem prestígio; sonha em ir à universidade);
- Kim Jung Hyun como Hyun Tae Woon (filho rebelde e temperamental do reitor do colégio e, por causa da riqueza e influência do pai, os professores ignoram todos os erros que ele comete);
- Jang Dong Yoon como Song Dae Hwi (é o líder da turma e um aluno brilhante que consegue se sair bem apesar dos problemas familiares. Ele dá aula para alunos ricos para ganhar um dinheiro extra);
- Sul In Ah como Hong Nam Joo (namorada de Dong Yoon; finge ser rica apesar de ser filha de um taxista e ter uma família grande e humilde)
- Han Joo Wan como Shim Kang Myung (um professor atencioso que tem dificuldades para falar com autoridades).

Minha opinião: Gostei!
Comecei a assistir "School 2017" por indicação de uma amiga que amou o dorama, e como nós temos gostos bastante parecidos, não pensei duas vezes.
Doramas escolares não os meus favoritos, mas como gostei bastante de "Who are You - School 2015" (dorama da mesma, School), acreditei que também iria gostar dessa edição. E gostei.
O foco de "School 2017" é o sistema de meritocracia nas escolas sul-coreanas. Assim, o enredo gira em todo de uma turma em um colégio de prestígio, que tentam superar o estresse causado pela classificação por notas de exames, pela concorrência estimulada pela própria escola, enfim, tentando enfrentar as dificuldades de ser um adolescente em um sistema de alta pressão e corrupto. Além do tema central, a meritocracia, o dorama aborda também questões como relacionamento abusivo e bullying, por exemplo.
As coisas são levadas tão ao extremo no colégio, que até mesmo a ordem na fila do refeitório é decidida por meio da classificação dos alunos, ou seja, os que têm piores notas são os últimos a comer. Dá para acreditar?
Nossa protagonista, Ra Eun Ho é uma jovem de família simples. Seu pai tinha uma situação financeira melhor, mas foi enganado e acabou perdendo tudo. Agora tocam um pequeno restaurante de frango frito. Ela não é uma aluna exemplar, suas notas são sempre baixas, mas ele tem um grande talento pare desenho e sonha em entrar em uma universidade e se tornar cartunista. No entanto, por ter péssimas notas esse sonho é pouco realista.

12 de abril de 2018

Na Telinha ou na Telona... #119

Olá gente lindaaa!
Eu tenho que informar vocês que eu me tornei uma maquina de assistir doramas! ahaha Espero que quando essa resenha for ao ar eu já esteja trabalhando e, portanto, tenha me tornado gente grande de novo e parado de maratonar um dorama atrás do outro haha (só pra situar vocês, estou escrevendo essa resenha em 1º de março).
A indicação de dorama hoje é "Another Oh Hae Young" (A outra Oh Hae Young), também conhecido como "Another Miss Oh", que foi ao ar de 2 de maio a 28 de junho de 2016.

Sinopse: O que você faria se nunca conseguisse escapar da sombra de outra pessoa, homônima sua? Oh Hae Young (Seo Hyun Jin) trabalha como assistente administrativa em uma grande empresa de catering. Mas há uma “outra” Oh Hae Young (Jun Hye Bin), que vem causando confusões de identidade e sendo motivo de dor de cabeça para Hae Young durante toda a sua vida. Por capricho do destino, a outra Oh Hae Young também trabalha na mesma empresa, em um cargo de escalão superior. A outra Oh Hae Young também frequentou as mesmas escolas que Hae Young, e sempre foi considerada a mais bonita, inteligente e popular. Park Do Kyung (Eric Mun) trabalha como o principal diretor de som de uma produtora de cinema. Quando ele subitamente desenvolve a habilidade de prever o futuro, se vê envolvido com ambas as Oh Hae Youngs. O que acontecerá a Do Kyung e suas duas Oh Hae Youngs?

ELENCO PRINCIPAL:

- Eric Mun como Park Do Kyung (um competente diretor de áudio de uma empresa de dublagem de 36 anos; tem uma personalidade muito reservada e distante e bastante meticuloso com seu trabalho. Um ano atrás foi abandonado no altar pela então noiva (Bela) Oh Hae-young);
- Seo Hyun Jin como (Apenas) Oh Hae Young (uma mulher de 32 anos que passou toda sua vida escolar sendo comparada com uma colega de classe com o mesmo nome, mas melhor em tudo; é largada pelo noivo um dia antes de seu casamento);
- Jeon Hye Bin como (Bela) Oh Hae Young (uma mulher de 32 anos; ex-noiva de Do Kyung e ex-colega de classe de (Apenas) Oh Hae Young; vem de uma família rica com muitas questões matrimoniais; sempre aparenta estar feliz, mas sofre silenciosamente por não ter amor de seus pais);
- Lee Jae-yoon como Han Tae Jin (tem 36 anos, é empresário e ex-noivo de (Apenas) Oh Hae Young; termina com a noiva um dia antes de seu casamento após ser levado à falência e ser mandado para a cadeia. Ele esconde essas razões da noiva e termina de forma um tanto quanto cruel);
- Kim Mi-kyung como Hwang Deok Yi (mãe de (Apenas) Oh Hae Young; uma mulher de 57 anos que se sente pressionada depois que sua filha cancelou seu casamento, enquanto seus amigos no bairro continuam falando sobre sua filha pelaas costas. Ela tem um estranho hábito de tirar suas roupas quando está brava);
- Ha Shi Eun como Kim Hee Ran (melhor amiga de (Apenas) Oh Hae Young; é produtora de filmes e colega de trabalho de Do Kyung e acaba criando um grande mal entendido ao contar que a amiga vai se casar em breve, fazendo com que Do Kyung pense se tratar de sua ex-noiva).

Minha opinião: Amei!
"Another Oh Hae Young" é um dorama do qual ouço falar pouco e vi pouquíssimas postagens até mesmo nos grupos sobre doramas dos quais faço parte no Facebook, mas após assistir ao MV de uma música da ost desse dorama, fiquei bem curiosa e resolvi arriscar. Só sinto pelo fato de não ter conhecido esse doramão antes, pois é daquelas histórias em que TUDO que pode acontecer acontece... e logo nos primeiros episódios. 
Logo no início nos deparamos com Oh Hae Young, uma jovem às vésperas de seu casamento chegando em casa (e encontrando a família e vários parentes super animados com os preparativos do casório) e anunciando que não irá se casar, que terminou com o noivo e fim de história.
Claro que todo mundo ficou em polvorosa e logo Hae Young passou a ser o tópico de toda e qualquer fofoca na vizinhança, além de ser colocada para fora de casa pelos pais que nem conseguem andar pela rua de cabeça erguida após ver a filha tomar essa decisão irracional e agir de maneira ainda mais louca nos dias seguintes.
No entanto, logo descobrimos que, na verdade, Hae Young foi largada pelo noivo na véspera, mas pediu para que ele a deixasse dizer para todos que foi ela quem terminou, a fim de  preservar o mínimo de orgulho possível. O motivo de o noivo ter terminado o noivado é o fato de ele ter ido a falência, mas Hae Young não sabe disso, já que ele deu desculpas absurdas para terminar o noivado, como o fato de não amá-la o suficiente não suportar vê-la comer (Oi?).

7 de abril de 2018

Na Minha Caixa de Correio!! #157

Olá gente lindaaaa!!!
Faz nada menos que NOVE meses que não posto caixinha de correio por aqui. Isso porque não tenho comprado nada nos últimos tempos, infelizmente. 
Bem, acontece que na última semana ganhei alguns livros e quis logo dividir com vocês, pois vocês entendem o sentimento bom que é ganhar livros, né?!
Confiram!

- A Cruz de Fogo - Parte 1 (Outlander #5) - Diana Gabaldon (Editora Arqueiro)
720 páginas (amarelas).
Nessa Páscoa, resolvi trocar meu ovo de chocolate por Jamie Fraser... ops, por mais um volume da série Outlander (obrigada, namorado!). Aos poucos eu chego lá, aos poucos vou completando minha série queridinha. Agora só falta a parte 2 do quinto volume para que eu tenha todos os volumes relançados pela Arqueiro. Jamie Fraser nunca é de mais, não é mesmo?

5 de abril de 2018

Na Telinha ou na Telona... #118

Olá gente lindaaa!
Hoje eu finalmente vim falar de mais um dorama coreano do meu mozão, Ji Chang Wook. Os dorameiros de plantão devem saber que o ator está cumprindo o serviço militar obrigatório e estará fora das telinhas até maio de 2019, então pra matar a saudade precisamos recorrer aos doramas que essa belezinha já fez, né?!
Desta vez optei por "Healer" (Curador / Curandeiro), um dorama que eu estava adiando para quando a saudade batesse forte rs.

Sinopse: Como um evento ocorrido há décadas se relaciona com três pessoas que aparentemente não possuem nada em comum? Kim Moon Ho (Yoo Ji Tae) é um popular âncora televisivo de um grande jornal. Chae Young Shin (Park Min Young) é uma repórter para um tabloide online de segunda qualidade. Seo Jung Hoo (Ji Chang Wook) é um garoto de recados (mensageiro) misterioso conhecido pelo codinome "Healer". Quando essas três pessoas se encontram, passam por uma jornada incomum para descobrir o que aconteceu há tantos anos, quando um grupo de amigos operavam uma radiodifusão ilegal e tentam ajudar as pessoas afetadas pelo evento. A jornada que os levou a descobrir o passado poderá ajudá-los a desvendar seus destinos futuros? "Healer" é um drama sul coreano dirigido por Lee Jung Sup.

ELENCO PRINCIPAL:

- Ji Chang Wook como Seo Jung Hoo/Park Bong Soo/Healer (equipado com dispositivos inteligentes, ele completa qualquer missão com sua incrível intuição e habilidades de artes marciais. Seu objetivo é comprar uma ilha deserta e viver sozinho, mas seu plano começa a mudar quando ele conhece Yeong Shin);
- Park Min Young como Chae Young Shin/Oh Ji An (brilhante e excêntrica repórter do jornal online "Someday". Apesar de trabalhar em um jornal de quinta categoria, sonha em ser uma repórter lendária);
- Yoo Ji Tae como Kim Moon Ho (famoso repórter adorado pelo povo por sempre defender "causas nobres" e "revelar a verdade"; ele está a procura de uma pessoa que ele desconfia estar viva, embora todos acreditem estar morta e, para conseguir tirar a dúvida, acaba contratando os serviços do famoso mensageiro noturno, o Healer);
- Kim Mi Kyung como Jo Min Ja (hacker habilidosa que é parceira de Healer em todas as missões; embora o próprio Healer nunca tenha visto o rosto da parceira, confia nela cegamente);
- Park Sang Myun como Chae Chi Soo (pai adotivo de Young Shin; um advogado que tem uma cafeteria por hobbie e acaba empregando ex-presidiários).

Minha opinião: Amei!
Não há como eu começar essa resenha, senão dizendo que Ji Chang Wook mozão não decepciona. Dito isto, começo a apresentação dos três personagens principais, que acabam se envolvendo se saber que estão fortemente ligados e relacionados por um passado em comum.
Chang Wook (também conhecido como meu futuro marido, ainda que apenas nos meus sonhos) interpreta  o misterioso mensageiro conhecido como Healer, ninguém conhece seu rosto ou identidade, mas sabem que ele é bom no que faz. Seu trabalho pode envolver praticamente qualquer tipo de serviço, menos assassinato, desde que seja muito bem pago, obrigada!
O sonho do nosso Healer, cujo nome real é Seo Jung Hoo, é comprar uma ilha deserta no pacífico e viver sozinho e tranquilo. De acordo com suas contas, ele já possui mais de 60% do valor necessário para isso, de modo que ainda precisa fazer alguns trabalhos.
Com suas habilidades físicas (e que físico, SEM. OR!) e as habilidades de sua parceira hacker, ele é capaz de fazer aquilo que é ago para fazer, independentemente do que seja.
E é ao realizar mais um trabalho que ele conhece Chae Young Shin, de quem ele precisar pegar uma amostra de DNA pedida pelo cliente. Lembrando que assim como ninguém conhece a identidade do Healer ele também não conhece as identidades de seus clientes. Trata-se apenas de uma transação comercial, uma prestação de serviços.

4 de abril de 2018

DIVULGANDO: Pré-venda de "Senhorita Aurora"!

Olá gente lindaaa!
Há algum tempo eu não trazia postagens desse tipo aqui no blog, né?! Mas, como vocês bem sabem, sou super fã da autora nacional Babi A. Sette, por isso não poderia deixar de dividir com vocês essa super novidade.


O livro "Senhorita Aurora" (que já resenhei aqui no blog) finalmente será lançado no formato impresso e, melhor ainda, já está na pré-venda. Vocês podem imaginar minha ansiedade por ter meu exemplar na estante, né?! #VemSenhoritaAurora #VemMaestro.

Conheçam outros livros da autora:

Confiram abaixo a sinopse dessa história incrível (mais uma, né?! Não dá pra esperar menos da Babi!).

2 de abril de 2018

RESENHA: O Sal da Vida

Editora: Valentina
Autor(a): Françoise Héritier
Número de páginas: 108

Sinopse: Nesta meditação, nesta espécie de poema em prosa em homenagem à vida, totalmente íntimo e sensorial, a renomada antropóloga Françoise Héritier vai atrás das pequenas coisas agradáveis (às vezes nem tanto) às quais aspira o mais profundo do nosso ser: as imagens e as emoções, os momentos marcados de recordações que dão sabor à vida, que a tornam mais rica e mais interessante do que muitas vezes acreditamos que ela seja, e que nada nem ninguém poderá nos tirar, nunca, jamais!

Olá gente lindaaaa!
Hoje trago a resenha de um livro que me surpreendeu de diversas formas diferentes, tanto pelo fato de eu ter iniciado a leitura sem ao menos saber do que se tratava (entendam, trata-se de um livro que comprei em 2014 apenas por estar na promoção, sem nunca ler a sinopse), como também por ser tão simples e ao mesmo tempo tão sensível e real.
Logo nas primeiras páginas, ainda na apresentação do livro, a autora explica que o livro surgiu quando ela recebeu uma carta de um amigo e resolveu respondê-la listando pequenas coisas agradáveis (ou não) que, segundo ela, fazem a vida valer a pena, aquilo que ela chama de "sal da vida", aquilo que dá gosto, dá sabor à nossa existência.
"Existe, sim, uma forma de leveza e de graça no simples fato de existir, que vai além das ocupações profissionais, além dos sentimentos poderosos, além dos engajamentos políticos e de todos os gêneros, e foi unicamente sobre isso que eu quis falar. Sobre esse pequeno plus que nos é dado a todos: O SAL DA VIDA." (página 10)
Sem nenhuma ordem específica a autora vai listando aquilo que ela acredita ser o sal de sua vida, e por mais simples e "insignificantes" que essas coisas possam parecer, o leitor (eu, no caso) acaba se identificando e compreendendo os motivos de cada item estar na lista. A vida é feita, afinal, de pequenas coisas, pequenas conquistas, pequenas perdas, pequenos acontecimentos. Nós é que não sabemos dar o devido valor às coisas.

1 de abril de 2018

Top 5: Bandas corenas!

Olá gente lindaaa!
Primeiramente, FELIZ PÁSCOA!! 
Segundamente, aproveitando que hoje (assim como qualquer outro dia) é dia de conhecer novas músicas, novas bandas, lhes apresento minhas bandas coreanas favoritas. Já adianto que não sou "k-popeira", então não esperem que eu cite os famosos grupos de K-POP com 43 integrantes super jovens e que dançam maravilhosamente bem. 
E vamos ao meu TOP 5 bandas coreanas favoritas! É claro que ouço / curto muitas outras bandas, mas quero lhes apresentar as mais "diferentonas", aquelas que acho que vocês não conhecem ainda.

1. Urban Zakapa


É um grupo sul-coreano de cantores e compositores de R&B (Rhythm and blues) formado em 2009 pela Fluxus Music. Originalmente um grupo de 9 membros, em 2012 eles se tornaram um trio, composto por Park Yong-in, Jo Hyunah e Kwon Soon-il.
P.S.: Já conheci o grupo sendo um trio. E que trio! <3
Confiram abaixo o MV de "I Don't Love You", uma das minhas músicas favoritas do Urban Zakapa.