13 de outubro de 2014

RESENHA: Entre o Amor e o Silêncio

Editora: Talentos da Literatura Brasileira (Novo Século)
Autor(a): Babi A. Sette
Número de Páginas: 528

Sinopse: Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?


Olá gente lindaaa!!!
Hoje venho falar com vocês sobre um livro nacional do qual eu gostei muito (a começar pela capa) e, embora eu tivesse altas expectativas em relação a história, ainda assim me surpreendi a cada página, ora pelo rumo que a trama ia tomando, ora pela escrita da autora que tem um "Q" de poesia, um "Q" de intimidade... enfim, uma escrita crua e sensível ao mesmo tempo. Não é sem motivo que a primeira edição do livro já está esgotada na editora e quem em breve haverá uma segunda edição... com dois capítulos adicionais! *-*

Você bem sabem que sou uma romântica incurável, né?! Assim, quando 'descobri' o livro e, por consequência" entrei em contato com a autora e firmamos parceria (Obrigada, Babi!) logo imaginei que apaixonaria pela história. Só não sabia que a paixão seria tanta!
A história é ambientada principalmente em Nova York, a cacofonia urbana que a protagonista Francesca tanto ama. Francesca nunca conseguiu superar o abandono do pai, a quem nunca conheceu. Ela o esperou até seus quinze anos de idade. Depois, não mais.
Aos 26 anos, em um relacionamento sério e intenso de três anos com um promissor diretor de teatro, Francesca fica desolada ao ser traída. De novo. Primeiro o pai que a abandonou e nunca a procurou nem retornou suas tentativas de contato, agora Vince, seu namorado, a traindo em cima de um palco com uma atriz qualquer.
Francesca vai nos contando como tudo começou, como a relação entre atriz e diretor acabou saindo do controle e se tornando uma relação de amor e sexo, quando ela decidiu fazer teatro para tentar suprir suas faltas. Desde muito jovem ela se encontra com uma terapeuta e a recomendação é que ela se ocupe com diversas atividades para poder dispensar quaisquer remédios. Porém, o teatro nunca passou de um hobby, sua paixão mesmo é escrever histórias e, há algum tempo, está trabalhando em seu primeiro livro, que fala de algo que ela conhece bem: a Falta.
A fim de superar a traição de Vince, se ocupar e também ter a oportunidade de concluir seu livro, Francesca decide participar de um programa criado por um hospital da cidade, que consiste em fazer leituras para pacientes em coma. É assim que ela conhece Mitchell.
"Ela se abaixou até quase encostar os lábios na orelha dele e sussurrou:
- Sei que o lugar que você está deve ser pacífico e acolhedor. Deve ser difícil querer sair daí e voltar para toda essa bagunça, não é mesmo? Mas, pense bem, você pode fazer valer a pena."
(página 61)
Acontece que, em sua própria carência, bem como o fato de notar que ninguém mais visita Mitchell apesar de ele estar em coma há alguns meses, Francesca acaba se envolvendo demais. Ela pesquisa tudo sobre a vida do homem que, mesmo inconsciente, acaba ocupando quase todas as horas de seu dia... ela pesquisa sobre métodos de tratamento alternativos, afim de ajudar na recuperação de Mitchell. O inevitável acontece: ela se apaixona. Gente, ela se apaixona por um homem inconsciente. Se pararmos para pensar no assunto, é ridículo! Mas também é lindo. O modo como isso acontece, o modo como a Babi vai envolvendo o leitor, torna algo tão completamente absurdo em algo compreensível.
Ao mesmo tempo em que acompanhamos os diversos sentimentos e apreensões de Francesca e torcemos para que Mitchell acorde e eles 'vivam um conto de fadas', vamos acompanhando a narrativa de seu livro. Em cada capítulo que ela lê para ele, conseguimos relacionar, de alguma forma, com o que a própria protagonista está passando.
"No começo ia algumas horas por dia. Aquilo passou a não ser suficiente. Então, passou a ficar o máximo que era permitido. Todos os dias. No começo era por caridade. Não soube quando passou a ser por necessidade." (página 87)
Mitchell, por sua vez, sempre foi o melhor em tudo, conhecido por ser viciado em trabalho e um verdadeiro 'perigo' nas negociações, do tipo que nunca perde. Seu histórico de casos amorosos (ou sexuais?) é bastante extensa. Sua relação com a família, por outro lado, é fria como o gelo. Seu contato com a mãe se limita ao que se refere às finanças da família e da empresa multimilionária. Por algum motivo que desconhecemos, ele nutre uma mágoa pela mãe e um sentimento de traição em relação a irmã.
Ele sempre foi (e nunca fez o mínimo esforço para negar) um cara frio e arrogante. Assim, conforme Francie (Francesca) vai descobrindo mais informações sobre o passado dele e, ainda assim, construindo uma imagem perfeita e irreal dele, é inevitável esperar por mais uma decepção.
NÃO É SPOILER, mas é claro que nós sabemos que Mitchell vai acordar em algum momento e vai rolar um romance. É óbvio, é o esperado! Mas, o modo como isso acontece é surpreendente. Quando iniciei a leitura e acompanhei as várias visitas feitas por Francie à Mitchell, eu imaginei que a história seria, basicamente, essa rotina. Imaginei que ela leria seu livro inteiro para ele, conseguiria curar suas próprias feridas na medida em que o próprio Mitchell fosse se curando e voltando à consciência. Imaginei que, em um belo dia, ele acordaria, se depararia com uma mulher linda em seu leito de hospital e dissesse algo clichê como "Foi sua voz que me trouxe de volta!". Eu sei, piegas até mesmo para mim, mas era exatamente isso que eu estava esperando (mesmo de um livro com mais de 500 páginas) e, se esse fosse o caso (e não foi) eu estaria satisfeita da mesma forma, pois a escrita da Babi faz isso: ela te prende do começo ao fim. Bem, nada disso acontece. O modo como Mitchell recupera a consciência e muitas e muitas e muitas reviravoltas acontecem me deixou completamente apaixonada.
"- Você se apaixonou por mim uma vez. Acho que foi mais fácil porque eu não estava lá, acordado, estragando as minhas chances." (página 390)
***
Com uma narrativa em terceira pessoa, a autora vai desnunando os protagonistas de uma forma tão exata, tão certeira e tão real que me espanta. Francie não é uma personagem qualquer, ela é como eu e você, ela tem suas inseguranças (e como...), suas dores, suas alegrias. Só mesmo alguém de uma sensibilidade singular seria capaz de se apaixonar por alguém inconsciente e vulnerável, sem esperar nada em troca, nem mesmo a reciprocidade do sentimento. os personagens secundários também dão um show, a melhor amiga, o amigo gato-gay, a enfermeira. Todos tem papel indispensável na trama e, embora não sejam tão explorados, são igualmente bem construídos. Aos fãs de literatura erótica, aviso que o livro tem umas ceninhas mais calientes, mas na medida certa, nada descritivo ou explícito demais.
Infelizmente eu não posso entrar em detalhes ou falar das minhas cenas favoritas (gente, masquei tantas quotes que só Deus na caus!) pois acabaria soltando vários spoilers. Mas é inegável que eu recomendo mil vezes. Favoritei não apenas o livro, mas também a autora. E mais, vou admitir que ao final o meu primeiro pensamento foi: "Como eu gostaria de ter escrito esse livro!"
Mais uma vez eu gostaria de agradecer a autora pela oportunidade de conhecer essa história de amor, destino, esperança e superação. Adorei cada página!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

19 comentários

  1. Uau Amanda! Quanta sensibilidade! Eu quem agradeço por suas palavras, você escreve muito bem e fiquei emocionada lendo a sua impressão. Parabéns pelo blog e sucesso sempre para ti, em todos os seus sonhos e projetos. Beijos com carinho Babi

    ResponderExcluir
  2. Ola Amanda lindona sou totalmente suspeita para falar da Babi, ja resenhei o livro e se tornou um de meus favoritos, a sensibilidade que encontramos na Francie é maravilhosa, a história encanta do começo ao fim . Sem contar a riqueza dos detalhes de Paris e Itália lindo. Fico feliz que tenha gostado também. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito legal a resenha eu nao conhecia essa autora e parece que os livros contem historiaws bem senciveis e romanticas!
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Estou tão curiosa por esse livro!
    É a segunda resenha cheia de elogios tanto à trama quanto a autora, que foi impossível não me prender.
    E confesso que tenho uma queda por esses personagens, frios e frívolos, que não dão valor às mulheres e se rendem depois (espero realmente que isso aconteça...)

    Ótima resenha Lady Amanda!

    The Queen’s Castle, Ana P. Maia ♛
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Aaai que liiiinda *-*

    Eu estou com o livro em casa é o meu proximo livro talvez, já li varias resenhas sobre o livro mas nenhum me animou tanto quanto a sua, foi de uma sensibilidade incrivel. Parabéns, também já imaginava que ele ia acordar, agora quero saber como. *-*

    Estou mais animada ainda com a leitura.

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Amanda!
    Não é o primeiro blog que eu vejo falando sobre o livro e desde a primeira resenha que li me interessei pela história. Estou suuuper curiosa para saber o desffecho, como sera quando Mitchell acordar.

    Tive muita dificuldade para terminar a leitura da sua resenha por conta da fonte; que é extremamente pequena (aqui ficou pequena :\ ) e num certo ponto começou incomodar. :(

    ~ Blog:
    Cantar Em Verso . Fbook Cantar em Verso

    ~ Pessoal:
    Fbook . silvianecasemiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Sua resenha me desanimou por dois motivos: 1) fiquei sabendo de mais coisas que queria saber e 2) não curti nem um pouco a segunda edição ter capítulos adicionais, acho muito injusto quando fazem isso. De qualquer maneira, vou ler, mas sem a mesma empolgação. Que bom que gostou tanto assim. Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá

    Não conhecia o livro, mas a capa chama muito a atenção, além de ser nacional. Pela resenha parece ser bem cliché, o cara rico e a mocinha com a vida sofrida e tals, mas parece ser bom, essa expectativa criada se o Mitchel vai acorda e quando acordar como vai ser épico muito curioso. Gostei da resenha.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Já havia lidos outros elogios ao livro, e pelo visto ele deve ser realmente muito bem amarrado com passagens bem delicadas e sensíveis. Adorei sua resenha,e estou com vontade de ler.

    PS.: a capa é realmente linda.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi flor, tudo bem?
    Só tenho lido comentários positivos sobre essa obra, e também firmei parceira com a autora. Recebi a caixa essa semana e estou DOIDA para conferir essa história que, com certeza, irá me fazer chorar!
    A vida de Francie não parece nada fácil, e fiquei com o coração na mão quando você citou que o namorado a traiu no palco - a ausência do pai foi algo que vivenciei então não é algo que me choca como um todo. E então ela decide ler para pessoas em coma! Que gesto bonito :') Fiquei emocionada só de pensar! E é claro, apesar de clichê, acho que a autora soube trabalhar muito bem a ligação de Francie com Mitchell (escrevi certo?!). E ai, fiquei curiosa para saber o que acontece quando ele acorda, COMO acontece, e todos esses tipos de questionamento D: PRECISO CONFERIR ESSA OBRA!!!!

    Beijos,
    Cássia :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  11. Olá

    O livro não faz meu estilo, mas achei sua resenha muito empolgada e mostrando diversos detalhes acerca da obra que são importantes para aqueles que estão em dúvida sobre ler ou não ler a obra. Confesso que a capa chama atenção mas por conta das cores utilizadas, não gosto muito de gente em capa porque sou chato mas acredito que esteja em sintonia com a história. Que bom que curtiu sua leitura chegando até favoritar a autora haha fico feliz que suas expectativas tenham sido supridas.

    Abraço
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Flor! Tudo bom?
    Sua resenha vai ser a primeira que vou ter o prazer de ler. Desde que li a sinopse e a capa foi amor á primeira vista, agora vamos saber o que essa história está me reservando. Uau, começamos com leve toque de drama, não é mesmo? Francesca passou por poucas e boas, ser abandonada pelo pai e seu namorado ainda trair?! Alguém precisa tomar banho de sal grosso, não acha?
    Adorei ler que ela escreve para canalizar toda a tristeza, pode ser uma ótima maneira de livrar-se dela por alguns instantes. Meu coração já palpitou ao ler que ela conheceu Mitchell, da pra sentir algo ai. Estamos em um equilíbrio perfeito, entre achar lindo o fato dela se apaixonar por ele, apenas pesquisando e é trágico, quase inaceitável isso acontecer, como pode? Aposto que ela está passando uma barra com isso, ele está lá, deitado sem saber o que acontece e ela alimenta um sentimento lindo por ele. Aposto que essa história vai render muitas lágrimas. Vou dar meu jeito de conseguir meu exemplar logo, não tem como não querer ler esse livro depois da sua maravilhosa resenha! <3

    Beijinhos,
    Percepções Blog | Grupo: Mais um livro, Por favor!

    ResponderExcluir
  13. Oi Amanda.
    Esse livro de capa linda anda dominando a blogosfera.
    Bom, tenho lido opiniões diversificadas sobre ele, o que me desanimou ainda mais, já que não achei o enredo tão convidativo.
    Mas o importante é que mesmo com expectativas você conseguiu ser surpreendida, a leitura cumpriu a função contigo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  14. Eu ganhei o livro na bienal, mas até então só tinha visto uma opinião bem negativa e uma meio neutra sobre esse livro (ela fez muitas parcerias, mas poucas pessoas já o leram). A sua resenha foi a primeira que li super elogiando o livro, o que até me surpreendeu. Também acho ridícula essa situação de se apaixonar por um cara em coma, mas a mente humana é tão complexa que não duvido nem um pouco de que isso tenha acontecido na vida real.
    Eu vi que a Babi foi puxada pro selo principal da NS. Boa sorte e sucesso a ela!
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  15. A capa não me chamou a atenção e o livro não é do meu estilo favorito, por isso não lerei.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Apesar de não conseguir conectar a capa com a enredo acho os dois lindos e apaixonantes <3
    Acho a proposta lindíssima e como você também imaginaria algo super clichê! Como assim o rumo é diferente!! Choquei e fiquei mega curiosa hahaha
    A única coisa que me deixa balançada é que vi opiniões muito diferentes e extremamente desanimadoras. Caso tenha a oportunidade de ler, espero gostar =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  17. Oi,
    É tão bom quando o protagonista do livro é tão real assim, né? Nos sentimentos mais próximos da realidade do livro. Eu acho essa capa linda e adorei o kit que a autora enviou aos parceiros.
    Essa é a primeira resenha que li do livro e só posso dizer que me encantei ainda mais. Eu não sou muito fã de romance, poucos conseguem me deixar com essa vontade de ler! rs
    Acredito que é ainda melhor quando a autora foge de certos clichês! Fiquei mega interessado!! :P Sua resenha me cativou!

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá.... amei muito a sua resenha porque a história é encantadora e eu quero tanto ler... venho namorando essa capa há um tempo, mas não consigo achar o livro para comprar... descobri que ele está esgotado e meu coração está em frangalhos em saber que terei que esperar a próxima edição sair como assim??? Vai demorar muito... mas enfim fazer o quê... essa história é o tipo de romance que gosto de ler... e achei a premissa muito interessante... Xero!!!

    ResponderExcluir
  19. O livro parece ser um daqueles que só dá vontade de largar quando se lê ele todo!! A estória é diferente, a protagonista começa a se apaixonar por alguém que está em coma!! Como pode isto acontecer? E eu acho que o amor é isto mesmo a gente se doar para as pessoas sem pedir algo em troca!! Torço muito por um final feliz!!

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)