15 de julho de 2022

RESENHA: Verity

Editora: Galera Record
Autor(a): Colleen Hoover
Número de páginas: 320
Sinopse: O  amor é capaz de superar a pior das verdades?
Verity Crawford é a autora best-seller por trás de uma série de sucesso. Ela está no auge de sua carreira, aclamada pela crítica e pelo público, no entanto, um súbito e terrível acidente acaba interrompendo suas atividades, deixando-a sem condições de concluir a história... E é nessa complexa circunstância que surge Lowen Ashleigh, uma escritora à beira da falência convidada a escrever, sob um pseudônimo, os três livros restantes da já consolidada série.
Para que consiga entender melhor o processo criativo de Verity com relação aos livros publicados e, ainda, tentar descobrir seus possíveis planos para os próximos, Lowen decide passar alguns dias na casa dos Crawford, imersa no caótico escritório de Verity – e, lá, encontra uma espécie de autobiografia onde a escritora narra os fatos acontecidos desde o dia em que conhece Jeremy, seu marido, até os instantes imediatamente anteriores a seu acidente – incluindo sua perspectiva sobre as tragédias ocorridas às filhas do casal.
Quanto mais o tempo passa, mais Lowen se percebe envolvida em uma confusa rede de mentiras e segredos, e, lentamente, adquire sua própria posição no jogo psicológico que rodeia aquela casa. Emocional e fisicamente atraída por Jeremy, ela precisa decidir: expor uma versão que nem ele conhece sobre a própria esposa ou manter o sigilo dos escritos de Verity? 

Olá gente lindaaaa!
Que delícia começar esta resenha e que delícia sentir essa empolgação de novo. Desde muito tempo eu não tenho sido a melhor das leitoras (vida adulta, sabem como é...), mas ontem à noite finalizei a leitura de um livro que me fez lembrar os velhos tempos, quando eu devorava livros e trazia resenha toda semana aqui no blog.
Comprei "Verity", de Colleen Hoover, na Bienal, por indicação de uma amiga. Eu não li a sinopse, não sabia qual era o gênero do livro. Nada. Confiei na indicação e me senti intrigada quando ela disse que esse livro me tiraria dessa ressaca permanente em que me encontro desde meados de 2015. E funcionou. Cá estou após ler um livro em três dias (só ontem li 240 páginas, pasmem!). Que satisfação! Mas vamos ao que interessa, a resenha de Varity, que se inicia com a seguinte frase:
"Ouço o barulho do crânio se quebrando antes mesmo de o sangue respingar em mim." 

17 de janeiro de 2022

RESENHA: Perfeitamente Inadequado

Editora: Planeta
Autor(a): Thays Lessa
Número de páginas: 208
Sinopse: Quando a mudança começa de dentro, o de fora também jamais será o mesmo INADEQUADA era a palavra que mais me descrevia. Desde muito cedo eu lutei contra a ideia do não pertencimento, de que eu não era suficiente, ou que eu tivesse vindo com defeito.
Usei várias "armas" para tentar lidar com esse sentimento. Muitas vezes corri para o distúrbio alimentar ou para as máscaras de camuflagem. Ninguém podia perceber que eu não era o que pensavam. Eu era a Thays, e por algum motivo eu achava isso um verdadeiro insulto.
Nesta longa (e acredito que quase eterna jornada), descobri na vulnerabilidade as ferramentas que me libertaram do medo da autenticidade e que me fizeram abraçar não só a mim, mas os inúmeros inadequados que existiam ao meu redor. Eu convido você a embarcar nessa viagem. Do outro lado do muro da insegurança existe um lugar novo para você: ser quem é!
Este livro é pra você que já sentiu que não pertencia a lugar algum. Pra você que por muitos dias e muitas noites rejeitou a própria essência por achar que não era suficiente. Pra você que foi calado pela comparação. Que foi rejeitado. Que já usou máscaras para camuflar sua identidade. Pra você que foi perfeitamente criado – da forma mais inadequada possível!

Olá gente lindaaaa!
A resenha de hoje (e, pasmem, a frequência das resenhas está aumentando. Glória a Deuxxx!) é de um livro simples, leve e, ao mesmo tempo, super necessário: "Perfeitamente Inadequado", de Thays Lessa. Conheci a Thays em 2019, por meio de um vídeo sobre as cinco linguagens do amor, postado em seu canal. Depois disso, assisti alguns vídeos com temas que julguei relevantes para mim. Lembro-me de ter achado interessante alguém tão jovem abordar temas tão necessários, tais como autocuidado, autenticidade, amor próprio, etc. 

Quanto ao livro, confesso que comprei esperando algo completamente diferente (poesia, talvez?), mas encontrei um livro leve, cheio de frases motivacionais e lembretes importantes, além de textos em que a autora explora suas próprias vivências e questões, as lutas e conflitos que teve ao longo da vida, como um percurso de autoconhecimento, digamos assim. 

"Se você pensa que ao se comparar você se coloca em um lugar de competição contra todos, está enganado, porque é uma competição contra a sua própria essência." (página 22)