5 de abril de 2018

Na Telinha ou na Telona... #118

Olá gente lindaaa!
Hoje eu finalmente vim falar de mais um dorama coreano do meu mozão, Ji Chang Wook. Os dorameiros de plantão devem saber que o ator está cumprindo o serviço militar obrigatório e estará fora das telinhas até maio de 2019, então pra matar a saudade precisamos recorrer aos doramas que essa belezinha já fez, né?!
Desta vez optei por "Healer" (Curador / Curandeiro), um dorama que eu estava adiando para quando a saudade batesse forte rs.

Sinopse: Como um evento ocorrido há décadas se relaciona com três pessoas que aparentemente não possuem nada em comum? Kim Moon Ho (Yoo Ji Tae) é um popular âncora televisivo de um grande jornal. Chae Young Shin (Park Min Young) é uma repórter para um tabloide online de segunda qualidade. Seo Jung Hoo (Ji Chang Wook) é um garoto de recados (mensageiro) misterioso conhecido pelo codinome "Healer". Quando essas três pessoas se encontram, passam por uma jornada incomum para descobrir o que aconteceu há tantos anos, quando um grupo de amigos operavam uma radiodifusão ilegal e tentam ajudar as pessoas afetadas pelo evento. A jornada que os levou a descobrir o passado poderá ajudá-los a desvendar seus destinos futuros? "Healer" é um drama sul coreano dirigido por Lee Jung Sup.

ELENCO PRINCIPAL:

- Ji Chang Wook como Seo Jung Hoo/Park Bong Soo/Healer (equipado com dispositivos inteligentes, ele completa qualquer missão com sua incrível intuição e habilidades de artes marciais. Seu objetivo é comprar uma ilha deserta e viver sozinho, mas seu plano começa a mudar quando ele conhece Yeong Shin);
- Park Min Young como Chae Young Shin/Oh Ji An (brilhante e excêntrica repórter do jornal online "Someday". Apesar de trabalhar em um jornal de quinta categoria, sonha em ser uma repórter lendária);
- Yoo Ji Tae como Kim Moon Ho (famoso repórter adorado pelo povo por sempre defender "causas nobres" e "revelar a verdade"; ele está a procura de uma pessoa que ele desconfia estar viva, embora todos acreditem estar morta e, para conseguir tirar a dúvida, acaba contratando os serviços do famoso mensageiro noturno, o Healer);
- Kim Mi Kyung como Jo Min Ja (hacker habilidosa que é parceira de Healer em todas as missões; embora o próprio Healer nunca tenha visto o rosto da parceira, confia nela cegamente);
- Park Sang Myun como Chae Chi Soo (pai adotivo de Young Shin; um advogado que tem uma cafeteria por hobbie e acaba empregando ex-presidiários).

Minha opinião: Amei!
Não há como eu começar essa resenha, senão dizendo que Ji Chang Wook mozão não decepciona. Dito isto, começo a apresentação dos três personagens principais, que acabam se envolvendo se saber que estão fortemente ligados e relacionados por um passado em comum.
Chang Wook (também conhecido como meu futuro marido, ainda que apenas nos meus sonhos) interpreta  o misterioso mensageiro conhecido como Healer, ninguém conhece seu rosto ou identidade, mas sabem que ele é bom no que faz. Seu trabalho pode envolver praticamente qualquer tipo de serviço, menos assassinato, desde que seja muito bem pago, obrigada!
O sonho do nosso Healer, cujo nome real é Seo Jung Hoo, é comprar uma ilha deserta no pacífico e viver sozinho e tranquilo. De acordo com suas contas, ele já possui mais de 60% do valor necessário para isso, de modo que ainda precisa fazer alguns trabalhos.
Com suas habilidades físicas (e que físico, SEM. OR!) e as habilidades de sua parceira hacker, ele é capaz de fazer aquilo que é ago para fazer, independentemente do que seja.
E é ao realizar mais um trabalho que ele conhece Chae Young Shin, de quem ele precisar pegar uma amostra de DNA pedida pelo cliente. Lembrando que assim como ninguém conhece a identidade do Healer ele também não conhece as identidades de seus clientes. Trata-se apenas de uma transação comercial, uma prestação de serviços.

Young Shin não é boba como a maioria das pessoas, embora seja imprudente.  Ela logo percebe estar sendo seguida por um estranho, e após ter a mochila roubada em um momento de distração, acaba perseguindo Healer. E esse é o primeiro contato entre eles. O primeiro de muitos.
Young Shin deseja se tornar uma repórter famosa, assim como o ídolo Kim Moon Ho. No entanto, por ora, trabalha em um jornal online de terceira categoria...
Apesar da infância sofrida, Young Shin é uma pessoa extremamente animada, divertida, falante, contagiante. E sua relação com o pai adotivo é a coisa mais linda de se ver. Ri demais com a "família" nada convencional de Young Shin, já que o pai, sendo advogando e tendo um grande coração, acaba recebendo de braços abertos e, muitas vezes, oferecendo um emprego aos ex-clientes, ou seja, ex-presidiários. Crescendo em meio a esse ex-clientes, Young Shin tem vários tios e aprendeu com eles várias habilidades que uma garota jamais deveria saber.
De algum modo Jung Hoo se vê obrigado a ficar por perto de Young Shin e descobrir algumas coisas... como o motivo de a garota ter uma foto dele (Healer) na parede de seu quarto. E para tornar essa aproximação menos suspeita, ele se disfarça e acaba começando a trabalhar no jornal online, com o nome Park Bong Soo, um desajeitado jornalista novato. E é aí que começa a história coreana do Superman. haha É sério, gente! Qualquer semelhança não deve ser mera coincidência. Em diversos momentos o novato desajeitado desaparece e o Healer salva a cena... e quando o Healer desaparece magicamente, o desajeitado Park Bong Soo reaparece. E claro, ninguém desconfia.
E por ter sido salva (algumas vezes) pelo misterioso Healer, Young Shin acaba se apaixonado pelo desconhecidao, sem ao menos conhecer seu rosto... e sem imaginar que ele é, na verdade, seu colega de trabalho.
Mas, calma! Não se trata de uma versão de Superman e fica por isso mesmo. Além de mostrar o crescimento, ou nascimento talvez, de verdadeiros repórteres brigando com poderosos, trata-se de uma história sobre destino. Isso porque nossos três personagens principais, Jung Hoo, Young Shin e o renomado repórter Kim Moon Ho estão intimamente ligados desde o passado. E com o passar dos episódios vamos descobrindo, assim como os próprios personagens, a relação deles com um grupo de cinco pessoas que eram melhores amigos vinte anos atrás. E como essa amizade terminou...
Aliás, logo no primeiro episódio já conhecemos esses cinco amigos, ainda que não saibamos sua relação com nosso trio protagonista. Com o passar dos episódios vamos sabendo "quem é quem" no passado e no presente e conhecendo alguns segredos obscuros do irmão de Kim Moon Ho, um dos cinco amigos.
Algo que preciso dizer é o quanto eu fiquei com o pé atrás com relação a Moon He. Gente, mesmo quando o repórter fazia algo bom, eu duvidava do coitado. Acho que isso se deve ao fato de não de tratar de um personagem transparente, ou mesmo de um personagem simples. Ele possui várias batalhas internas, isso sem contar o fato de que um dos vilões do dorama é seu irmão mais velho, que o criou como um filho pelo que podemos observar em algumas cenas do passado.
Eu poderia ficar horas escrevendo sobre as cenas de ação muito bem desempenhadas pelo meu mozão, ou da atuação da Ahjumma, a parceira hacker de Healer (que é aquela atris que está em praticamente todos os doramas... cheguei a assistir três doramas seguidos com ela), ou mesmo do quanto eu amei a Young Shin, mas acho que a resenha ficaria longa demais, pois tenho muuuuuito o que dizer sobre esses três personagens.
Então prefiro já concluir dizendo que "Healer" term o melhor equilíbrio entre ação e romance que eu já vi em muito tempo. E muitas cenas fofíssimas no meio do dorama que nos deixam morrendo de medo de um final trágico... sabem como é, nos doramas, se o casal está muito bem no início ou meio, é sinal de que vem desgraceira por aí rs.
Confesso que achei o final corrido demais e senti falta de ver alguns personagens se ferrando muuuuuuito, mas...
E não poderia deixar de comentar sobre meu sonho de princesa... que é acordar pela manhã e me deparar com essa cena. Será que é pedir demais?


Quando a ost, viciei em Eternal Love (Michael Learns to Rock), You (Ben) e I'll Protect You (Ji Chang Wook).

Se quiserem conferir o mozão arrasando em mais um dorama cheio de ação e romance, os 20 episódios estão disponíveis gratuitamente no Viki e no Drama Fever (para usuário Premium)

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)