7 de fevereiro de 2016

#ASedutora: Playlist!


Olá gente lindaaa!
Estão gostando de conhecer um pouco mais o novo livro da Babi Barreto? Já divulguei a capa, sinopse e várias quotes incríveis. Hoje, para dar continuidade à ação, lhes apresento uma playlist exclusiva que a autora preparou.

Deliciem-se!


***
Beijos e amassos!!

6 de fevereiro de 2016

#ASedutora: Quotes!

Olá gente lindaaaa!
Vocês devem ter visto algumas postagens que fiz na Fanpage do blog (AQUI e AQUI, por exemplo), falando sobre "A Sedutora", pois bem, para atiçar ainda mais a curiosidade de vocês, hoje venho apresentar algumas quotes da obra, o primeiro livro erótico da autora nacional (e independente, por enquanto) Babi Barreto. se quiserem conferir a capa e sinopse, basta clicar aqui.

Se acompanharem as postagens dos próximos dias, poderão conferir mais informações sobre o livro, bem como a resenha, que sai em breve.

 







***
Beijos e amassos!!

5 de fevereiro de 2016

#ASedutora: Capa, sinopse e pré-venda!

Olá gente lindaaaa!
Depois de certo suspense na Fanpage do blog, eu finalmente venho lhes apresentar o livro "A Sedutora", da autora nacional Babi Barreto.
Confiram abaixo a capa, sinopse e link da pré-venda. Espero que vocês gostem!

P.S.: Aguardem resenha em breve. ;)

A Sedutora
Autor(a): Babi Barreto
Número de Páginas: 274
Skoob

COMPRE NA PRÉ-VENDA!

Sinopse: Ao se deleitar com a visão de uma jovem dançarina de uma boate, na periferia carioca, um perfeito cavalheiro atravessa o limite do perigo que encontramos no submundo do crime. 
James Dixon tem um futuro perfeito, mas por vários motivos terá sua trajetória de vida alterada. Consumido pelo desejo por Lana, descobre que ela esconde um terrível passado, e não é capaz de enxergar qualquer futuro além dos seus próprios planos. 
Em meio a jogos de poder, intrigas e manipulações, a obsessão de um pelo outro os consome, lançando toda sorte de perigo. Morrer passa a ser uma opção; e matar, uma necessidade. 
Quando a vingança se torna sua meta, a obsessão pode ser perigosamente atrativa.

Preparem-se, pois a semana #ASedutora está apenas começando!

***
Beijos e amassos!!!

4 de fevereiro de 2016

RESENHA: O que Há de Estranho em Mim

Editora: Arqueiro
Autor(a): Gayle Forman
Número de Páginas: 224

Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade. 
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão. 
Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.
Olá gente lindaaaa!!!
Hoje venho falar de um super lançamento da Editora Arqueiro, o livro "O que Há de Estranho em Mim", da autora Gayle Forman. Eu conheci a escrita da autora por meio da duologia "If I Stay" e, após a "decepção" com "Se eu ficar" e o êxtase com "Para onde ela foi", eu achei que seria uma boa hora ler mais algum livro da autora e decidir se eu gosto mesmo da escrita dela. E vocês vão conferir a resposta a isso ao longo dessa resenha.

Brit é uma adolescente comum, com hábitos comuns, embora não seja essa a opinião de seu pai. Guitarrista e vocalista de uma banda, a garota chega tarde dos shows e, aparentemente, não gosta de cumprir regras (segundo sua madrasta megera). Normal para um adolescente, né?! Entretanto, acreditando estar ajudando a filha a superar um acontecimento trágico ocorrido anos atrás, o pai de Brit resolve mandá-la para um colégio especial, comumente conhecido como reformatório.
"- É para o seu próprio bem.
Vi que ele estava chorando e fiquei ainda mais apavorada.
Fui jogada numa saleta abafada e a porta foi trancada. Soluçando, esperei que papai caísse na real, visse a grande besteira que estava fazendo e viesse me buscar. Mas não foi o que aconteceu.. Ouvi-o conversando com uma mulher e depois o barulho do nosso carro indo embora." (página 11)
Porém, todos desconhecem os métodos nada éticos e profissionais da Red Rock, um reformatório que tem dentre os tantos métodos duvidosos, o de incentivar as jovens a xingarem umas as outras. A "vítima" nessa situação, fica no centro de um círculo e é ofendida por todas as outras jovens e, consequentemente, levada ao seu limite. Seus problemas, em vez de serem tratados e trabalhados da maneira certa, são expostos como grandes defeitos, tornando-as aberrações diante de si mesmas.
"Bem-vindos à 'Terapia Confrontativa': um recurso para, supostamente, no fazer encarar nossos problemas, mas que na verdade só faz a gente chorar. De repente, era esse mesmo o objetivo daquilo, pois só depois que a pessoa começava a chorar é que tinha permissão para sair do círculo e 'processar tudo o que tinha acontecido ali." (página 22)
O desejo dos pais de cada jovem é que a personalidade delas seja moldada, que elas sejam consertadas, porém, se algo verdadeiramente acontece na Red Rock é que elas acabam perdendo sua identidade, sua motivação, sua esperança. O medo é cultivado diariamente com o intuito de deixá-las nas rédias curtas. As jovens são constantemente colocadas em situações humilhantes, de modo que algumas delas até acreditam que são tudo o que lhes dizem que elas são. São tratadas como loucas e acabam acreditando nisso.
Na Red Rock, o cultivo de amizades é praticamente proibido, já que a união faz a força. Porém, em meio aos constantes observadores - dentre eles outras jovens, que ganham recompensas por delatarem umas as outras - Brit se aproxima de outras jovens (Martha, Bebe, V, Cassie) e, juntas, compõem um grupo bastante diversificado. Mas uma coisa elas têm em comum: todas odeiam o manicômio em que foram jogadas e estão determinadas a desmascar a falsa instituição. 
"Quem eram os doidos de verdade? Martha ou os pais dela, obcecados pela magreza? Cassie ou seus pais homofóbicos? V ou os pais ricaços, que nem lembravam que tinham uma filha? Bebe ou a mãe que mal parava em casa e só queria saber de cosméticos? Eu ou meu pai, que gostava de se iludir? Quanto mais eu pensava nessas coisas, mais a chama dentro de mim era atiçada." (página 157)
Dentre tantas características comuns a um adolescente, como aversão a madrasta ou fazer parte de uma banda, ser gay ou acima do peso também são tidos como desvios, como passíveis de cura. PELO AMOR DE DEUS! Isso me deixou tão irritada, mas ao mesmo tempo tão chocada. Chocada porque não está tão distante da nossa realidade, né?! Prova disso são os constantes casos de bullying.  
"- É só isso que a gente pode fazer, Brit. Um passo de cada vez. Quando a gente menos espera, chegou a algum lugar." (página 202)
***
O livro nos faz pensar no quão complicada pode ser a adolescência, no diferente modo como as pessoas lidam com certas coisas e, acima de tudo, no modo como a maioria das pessoas não está preparada para ouvir o outro. Pensem comigo: se os pais de cada um dos adolescentes da história optassem por dialogar e tentar ajudar os filhos de uma forma diferente, os resultados seriam outros. Como a própria autora aponta em nota no final do livro "há momentos na vida em que ter alguém que nos ouça pode ser de grande valia". E é isso o que acontece entre as meninas, as "Irmãs Insanas" do Red Rock. Elas fazem sua própria terapia, ouvindo umas as outras e fazendo o possível para se consolarem mutuamente. Sim, a união faz a força, mas a amizade faz milagres!
A narrativa é bastante envolvente, de modo que a leitura flui que você nem percebe. E, respondendo ao que deixei pendente no início da resenha: minhas ressalvas ou dúvidas em relação a escrita da autora acabaram. Super recomendo! E mais: com certeza, esse livro vai te pegar de algum modo. 

Classificação:

***
Beijos e amassos!

28 de janeiro de 2016

Na Telinha ou na Telona... #53

Olá gente lindaaaa!!!
Hoje é dia de falar de mais um dorama! Aeeee! o/
Nas verdade, por se tratar de uma série tailandesa, o termo correto é "lakorn", mas nessa postagem eu irei generalizar e continuar chamando de dorama, ok?!
Bem, o dorama de hoje é "Kiss Me", o segundo lakorn que eu assisto e a terceira live action do anime Itazura na Kiss. <3

Sinopse: Kiss Me (รัก ล้น ใจ นาย แกล้ง จุ๊บ) é a sexta adaptação do drama da série de mangá "Itazura na Kiss" escrito por Kaoru Tada. O drama estrelado por Sucharat Manaying como Taliw (sendo a nossa querida Kotoko Aihara) e Pirath Nitipaisalkul como Tenten (sendo o amado Naoki Irie).
Taliw é uma menina desajeitada e bonita, tem uma queda por um gênio muito popular, Tenten um novo aluno com um QI de 200. Tenten acaba de voltar do Japão com sua família. Como Taliw vai lidar com seus sentimentos em relação a Tenten? Às vezes, ele a trata com bondade e se preocupa com ela e outras vezes ele brinca e envergonha ela na frente de todos. Os pais de Taliw e Tenten são amigos íntimos e quando a casa de Taliw é destruída ela foi forçada a morar com Tenten. Taliw só tem sentimentos por Tenten, mas seu melhor amigo "King" se apaixonou por ela e está tentando o seu melhor para conquistar seu coração. Taliw também tem uma rival Namkang, uma garota que é mais alta, mais bonita e mais brilhante do que ela. Namkang parece ser a pessoa perfeita para Tenten. O que Taliw vai fazer com esta situação?
P.S.: Sinopse retirada do site Dopeka.com.

ELENCO PRINCIPAL:

- Aom Sushar como Taliw (uma garota meiga, super atrapalhada e não muito inteligente; apaixonada pelo garoto mais inteligente do colégio);
- Mike D. Angelo como Tenten (o garoto com QI de 200, super frio e arrogante; por seus próprios motivos e repele Taliw a todo custo);
- Sattaphong Phiangphor como King (amigo de Taliw, por quem nutre um amor não correspondido desde a escola primaria);
- Suthada Jongjaiphar como Yuyee (uma das melhores amigas de Taliw);
- Pimpatchara Vajrasevee como Nana (amiga e ex-namorada de Tenten, que reaparece em certo momento do lakorn);
- Techin Chayuti como Dan (veterano da faculdade, apaixonado por Namkang);
- Pim Bubear como Namkang ("concorrente" de Taliw; é magra, alta e tem um QI próximo ao de Tenten).


Minha opinião: Adorei!
Ai, gente, eu sei que você não aguentam mais ler nada sobre Itazura na Kiss e, pra ser sincera, nem tenho mais idade pra gostar tanto dessa história, né?! Mas, não consigo evitar.
E vou falar pra vocês, essa versão é, de longe, a mais fofa de todas! *-*
Não sei se vocês se lembram, mas nas postagens que fiz sobre a versão coreana (Playfull Kiss) e da taiwanesa (It Start With a Kiss / They Kiss Again) eu comentei que a taiwanesa era super fiel ao anime (que eu não resenhei, embora tenha assistido duas vezes :P). "Kiss Me", por sua vez, embora tenha muitos aspectos diferentes, mantem a essência da história e, na minha opinião, é mais romântica que o próprio anime. Ah, sei lá, se eu rever a versão taiwanesa (com o fofíssimo Joe Chang) eu vou dizer o contrário rs.
Nessa versão, nosso casal protagonista é formado por Tenten, o gatíssimo super sério e frio e com, nada mais, nada menos, que 200 de QI, e nossa fofa, meiga e atrapalhada Taliw. Após se conhecerem na escolha meses antes do início das aulas, Taliw se apaixona por Tenten, sem saber que ele é, na verdade, alguém que conheceu na infância.
Tenten, por sua vez, quando as aulas têm início, se mostra bem diferente do garoto gentil que Taliw conheceu meses antes. Apesar disso, a garota não desanima e resolve entregar uma carta a seu amado. No entanto, com o intuito de humilhá-la, Tenten coloca a carta no mural do colégio para que todos tenham acesso. Maldoso, não? 
Bem, não bastasse essa humilhação, após um terremoto, a casa de Taliw desaba e ela não tem para onde ir. É aí que reaparece um grande amigo de seu pai, convidando os dois para ficarem em sua casa até as coisas se ajeitarem. O problema (ou não) é que esse amigo é pai de Tenten, de modo que de um dia para o outro Taliw passa a viver sob o mesmo teto que o garoto de quem gosta e que deixou claro que não é retribuída.
O tempo todos nos vemos que Tenten também fica mexido com a presença constante de Taliw, mas ele é duro na queda. Sempre dá um jeito de expressar certa frieza e menosprezar a garota, embora saibamos que ele não é imune aos encantos de Taliw.
Mas muitos obstáculos vão se impor para impedir a relação entre eles, ou melhor, para deixar cada vez mais claro o quanto eles são diferentes e o quanto Tenten está distante do alcance de Taliw.
Paralelamente a isso, temos King, um amigo de infância de Taliw, que nutre por ela um amor não correspondido. Ele é uma fofura, gente! Sempre que Tenten fazia a garota chorar (e ele faz isso com bastante frequência), King dava um jeito de arrancar algum sorriso dela (como na imagem abaixo, quando ele usa uma fantasia bastante ridícula apenas para deixá-la feliz).
Taliw é super fofinha e bastante persistente no que se refere a Tenten, mas eu gostei do modo como ela age no final, quando acredita que é hora de seguir em frente após anos esperando ser notada por Tenten.
Ela, apesar do sofrimento, tenta se manter forte e dar continuidade a sua vida, longe de Tenten. Nesse ponto, acho que Taliw é diferente das mocinhas das outras versões. Ela correu atrás de Tenten, sim, mas acho que se humilhou menos. Ela, a princípio, tomou decisões que a deixassem mais perto de Tenten, mas em seguida se esforçava por ela mesma, para provar que era capaz. Gostei disso.
E o que dizer da química entre os protagonistas? Sério, nunca vi casal mais fofo, gente! A química agradou tanto no último lakorn que eles protagonizaram (Full House Thai), que ninguém temei que a combinação não desse certo. <3
Ahhhh, não posso deixar de dizer o quanto eu gostei do final, do modo como Tenten agiu, da fofura que foi o "reencontro".
Quanto a trilha sonora, indico a música interpretada pelo casal de protagonistas, "Kiss Me" (Aom & Mike).

Vocês encontram todos os episódios (são apenas 20) legendados em português no Viki.com.

Confiram o Trailer do lakorn (infelizmente não encontrei legendado):


***
Espero que gostem!!

27 de janeiro de 2016

PROMOÇÃO: 5 anos de Confissões femininas...!


Olá gente lindaaaa!!!
Você acreditam que o blog já está completando 5 anos? E, posso contar?? Vai rolar a festaaa!
Esse ano a promoção será mais modesta, pois não tive muito tempo de entrar em contato com as editoras parceiras, mas montei três kits que espero que vocês gostem!

Bem, para participar basta preencher os formulários abaixo, ok?!


a Rafflecopter giveaway


a Rafflecopter giveaway


a Rafflecopter giveaway

***
> A promoção começa hoje, 27/01, e termina dia 28/02;
> Perfis fakes serão desclassificados.

***
Boa sorte a todos!!

Beijos e amassos!!

25 de janeiro de 2016

DIVULGANDO: Setembro Inevitável, de Aline Sant'Ana!



Olá gente lindaaa!
Hoje venho dividir com vocês uma novidade da Editora Charme...
Vocês acreditam que a série "De Janeiro a Janeiro" já está no sétimo livro? Pois é, dia 27 de janeiro será o lançamento oficial do livro "Setembro Inevitável", da autora Aline Sant'Ana. Entretanto, para as ansiosas de plantão, uma boa notícia: a pré-venda já foi liberada: http://goo.gl/CLHetF

Confiram a capa e a sinopse de "Setembro Inevitável":

Formato: eBook Kindle
Tamanho do arquivo: 732 KB
Número de páginas: 68 páginas

Sinopse: Gabriel Russell tem um amor platônico há anos. Ele é apaixonado por sua melhor amiga, Angela Martini, sua fiel companheira desde que eram crianças. 
Angela, no entanto, é incapaz de notar Gabriel. Ele é ​o ​seu melhor amigo e ela jamais sonharia em estragar essa amizade. Portanto, curte a vida com outros caras até encontrar o verdadeiro amor. 
Em uma madrugada aparentemente comum, Gabriel abre sua porta e se depara com uma Angela bêbada e cheia de problemas. Sua melhor amiga​,​ em meio ao desespero, solta uma surpresa inesperada. 
Setembro Inevitável prova que é nas horas mais difíceis que surgem os sentimentos mais sinceros e que, às vezes, o amor está tão perto que tudo o que temos que fazer é olhar para quem está ao nosso lado.

***
Beijos e amassos!!