27 de fevereiro de 2014

Na Telinha ou na Telona... #28

Olá gente lindaaaa!
Hoje venho falar com vocês sobre um filme que assisti. Na verdade é um k-movie, ou seja, um filme coreano (só para não perder o hábito, né?!) que vi em alguma página de doramas do Facebook e consegui assistir no Youtube. O nome do filme é "200 Pounds Beauty" e é do ano de 2006.


Sinopse: Hanna é uma cantora, mas devido a sua aparência, Ammy, que é magra e bonita dubla sua voz enquanto Hanna canta por três do palco. Mesmo sendo ignorada por causa de sua aparência ela é meiga e sensível até o dia em que é humilhada, então toma a decisão de passar por uma cirurgia plástica de corpo inteiro para dar a volta por cima, correndo o risco de ser reconhecida....

ELENCO PRINCIPAL:

- Kim Ah Joong como Kang Han-na / Jenny (uma cantora que, por ser totalmente fora do padrão de beleza (gorda) canta nos bastidores, enquanto o reconhecimento fica com a garota magra que a dubla);
- Joo Jin-mo como Han Sang-jun (produtor musical de Ammy, a falsa cantora que dubla a linda voz de Hanna; amor platônico de Hanna que confunde sua gentileza com interesse);
- Ji Seo-yoon como Ammy (é uma falsa cantora; ex dançarina de boate, ela tenta a carreira de cantora as custas da voz de Hanna, que canta dos bastidores);
- Kim Hyun-sook como Park Jung-min (amiga de Hanna, que assim como ela trabalha como cantora);
- Im Hyun-shik como Pai de Hanna (um senhor que vive em uma casa de repouso e tem alguns problemas mentais, ao ponto de pensar que Hanna é sua falecida esposa);
- Lee Han-wi como Lee Kong-hak (cirurgião plástico e ligador assíduo do tele sexo de Hanna).


Mina opinião: Amei!!
Como eu disse anteriormente, vi um comentário a respeito desse filme em uma Fanpage de doramas e, o comentário era algo do tipo "Filme super indicado. Adorei por isso, isso e isso. E a voz da protagonista é linda" (claro que o texto não era esse, mas o conteúdo era semelhante). Para quem não sabe, eu ADORO filmes musicais. Não precisa se inteiro cantado, mas adoro quando algum personagem canta, quaisquer que forem as circunstâncias. Assim, após ler o comentário eu digitei o nome do filme no Youtube com a intenção de achar alguma música da trilha sonora e, se desse sorte, encontrar alguma que fosse interpretada pela tal atriz. Para minha surpresa (e contentamento), encontrei o filme na íntegra, legendado em português.

Bem, Hanna tem mesmo uma voz linda. Apenas a voz. Ela é Hanna, a esquisitona.
Por ser gorda, principalmente para os padrões asiáticos, ela só pode se realizar profissionalmente cantando nas coxias. Enquanto a megera Ammy arrasa no palco dublando a bela voz de Hanna, a coitada é objeto de zoação da equipe da produtora / gravadora. O único que a trata bem é Han Sang-jun que, coincidentemente (só que não) é o amor platônico de Hanna. Pelo fato de ele ser gentil com Hanna, a coitada acaba acreditando que ele gosta dela, no sentido mais romântico do termo.
Porém, na comemoração do aniversário de Han Sang-jun, em que Hanna é uma das convidadas acontece uma situação constrangedora: Hanna aparece com um vestido super justo que acredita ter sido presente do aniversariante. Porém, quando Ammy chega arrasando com um vestido idêntico, fica claro que Hanna foi motivo de piada mais uma vez.
Após o ocorrido, após pensar em se matar Hanna recorre a um 'fã inusitado' de sua voz (não vou dizer como ele conhece a voz dela, mas garanto que é muuuuuito engraçado!). Bem, o fato é que esse fã é um cirurgião plástico que acaba sendo convencido (ou chantageado?) por Hanna a transformá-la em uma nova mulher.
Assim, Hanna sobe sem deixar rastros e faz cirusgias plásticas da cabeça aos pés e retorna após um ano. Linda.
Como a gravadora ainda não encontrou uma substituta para Hanna, ou ninguém que aceitasse cantar sem receber o devido reconhecimento do público, Hanna usa uma nova identidade, Jenny, para ser sua própria substituta.
O filme é recheado de cenas engraçadas, cenas fofas e alguns momentos de dar dó. De verdade. A mensagem que o filme passa é realmente séria. Como pode uma pessoa ser sujeitada a dar sua voz a outra pessoa porque sua aparência é considerada asquerosa? Isso é horrível!
Bem, o fato é que mesmo tendo ficado com raiva de Han Sang-jun quando ele disse para Ammy que eles estavam apenas usando Hanna e blablablá, adorei o modo como ele a defendeu de Jenny (Hanna magra) dizendo que ela era especial para ele e que Jenny não é nem metade do que Hanna era (não no sentido físico, ok? haha).
Vocês sabem (óbvio!) da minha queba por orientais e, não será uma novidade se eu disser que fiquei apaixonada por Han Sang-jun (agora sim, no sentido físico da coisa).
Fiquei na dúvida se a Hanna gorda e a Hanna magra eram interpretadas pela mesma atriz e fiquei um pouco chocada quando soube que sim. Fizeram um ótimo trabalho!
Super recomendo, gente! Uma comédia com um toque de musica, drama e romance.

A trilha sonora fica por conta de Byul (Kim Ah Joong) e Maria (Kim Ah Joong). Também adorei a versão de Stand by Me. ^^

Para quem quiser assistir, basta dar um pulo no Youtube. ;)

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!


26 de fevereiro de 2014

(Pre)Destinação...

Déjà vu ou Déjà vi, segundo diversas definições é uma sensação de reconhecimento. Uma sensação de lembrança que ocorre através de uma memória de algo que aconteceu rapidamente e, de alguma forma ficou armazenado a longo prazo.  Porém, me pego pensando numa definição para o oposto a isso. Que nome dar à sensação, não de lembrança, mas de pressentimento.
Como chamar quando encontramos alguém e, de alguma maneira desconhecida, sabemos que essa pessoa nos será especial até o fim dos nossos dias? Pode ser que em um primeiro momento haja apenas uma rápida troca de olhares, mas não importa. Haverá um reencontro. Não se sabe quando. Não se sabe onde. Mas é inevitável.
Certa tarde a garota andava apressada pela calçada. Estava sempre correndo, sempre atrasada. Um garoto atravessava a rua, com seus inseparáveis fones de ouvido. O choque entre eles foi inevitável. Não apenas porque ambos estavam olhando apenas para os próprios passos. Mas porque o destino não brinca em serviço.
Em meio ao livros, sacolas, chaves e tudo que é possível encontrar em uma bolsa feminina, uma troca de olhar, tão rápida quanto um piscar de olhos e ao mesmo tempo tão lenta quando o desabrochar de uma flor. A partir daquele momentos eles estavam unidos. Finalmente. E, ainda que não fizessem ideia, esse seria apenas o primeiro encontro.
Um rápida troca de desculpas. Mal puderam observar o rosto um do outro. A garota apressada voltou a andar rapidamente. Estava sempre correndo, sempre atrasada. O garoto, com seus inseparáveis fones de ouvido também seguiu seu caminho, andando despreocupadamente. Tudo pareceria igual, não fosse o fato de que tudo havia mudado. Agora que o destino finalmente os colocou em seus devidos lugares, no caminho um do outro, o emaranhado de fios invisíveis que os unem, iniciaram seu desemaranhamento. É uma questão de tempo para o próximo encontrão, para a próxima troca de olhares. Pra que se percebam. Para que se notem. E nunca voltem a se separar. É inevitável. É mais que um pressentimento, é , de certa forma, um preenchimento.


24 de fevereiro de 2014

RESENHA: O Livro do Amanhã

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Cecelia Ahern
Número de Páginas: 368

Sinopse: Nascida no luxo, Tamara Goodwin, de 16 anos, nunca precisou olhar para o amanhã, até que a morte abrupta de seu pai deixa a ela e a sua mãe uma montanha de dívidas e as obriga a se mudarem para a casa dos tios de Tamara, em um vilarejo no interior. Solitária e entediada, a única diversão de Tamara é uma biblioteca itinerante. E ali, ela encontra um livro muito misterioso. Tamara vê inscrições com sua própria letra e datadas para o dia seguinte. Quando tudo acontece exatamente como o livro previa, ela percebe que pode ter encontrado a solução para seus problemas. No entanto, Tamara descobre que é melhor não virar algumas páginas e que, apesar de muito tentar, não pode mudar o destino.

Olá gente lindaaaa!!
Hoje trouxe para vocês mais uma resenha feita pela nova colunista do blog, a Kety Fagundes. O livro da vez é "O Livro do Amanhã", da irlandesa Cecelia Ahern. Quem quiser conferir outros títulos da autora, é só dar uma olhadinha nas resenhas que fiz de "P.S. Eu te Amo", "A Vez da Minha Vida" e "O Presente".
 ***
Tamara Goodwin, garota de 16 anos que sempre viveu no completo luxo, encontra o pai morto em seu escritório e tem sua vida e de sua mãe viradas do avesso, descobrindo que ele deixara para elas dívidas suficientes para perder tudo que possuíam, tendo como única saída ir para casa dos tios excêntricos (Arthur e Rosaleen) em um vilarejo no interior.
“Não sei por quanto tempo vamos morar aqui. Ninguém me respondeu. Arthur apenas não fala, minha mãe se fechou em copas e Rosaleen não tem capacidade de lidar com uma pergunta dessa magnitude.”
Além de todos os problemas, do lugar e das pessoas desconhecidas, a mãe de Tamara se fecha completamente, apenas dormindo e falando coisas sem sentido, deixando assim a menina sozinha. Em meio a esses dias de solidão e tédio, aparece uma biblioteca itinerante em qual Tamara pega um livro e descobre nele anotações com sua caligrafia sobre o próximo dia, que para sua surpresa se revelam verdadeiras. A partir de então começa analisar o amanhã como nunca havia feito e nota que apesar de tentar não dá para mudar o seu destino.
A garota sempre entediada e conhecendo seu amanhã, começa a reparar em detalhes e perceber coisas que levam o rumo de sua vida para um lado inesperado e surpreendente.
“Deitei na cama e tentei bloquear o eco das palavras de Rosaleen em minha mente. Havia história da qual eu não sabia, isso era certo, mas nada podia fazer, agora, para tentar descobrir do que se tratava e o que significava. Ontem era um livro fechado, amanhã, contudo, era outra história.”
A personagem principal no começo é bem chatinha, até ela mesma assume que nunca foi uma pessoa boa, nunca agradecera nada a ninguém e nem mesmo pedira desculpas por suas frequentes grosserias e rebeldias, mas com todos os acontecimentos do decorrer de sua história começa amadurecer e a mudar, se tornando mais agradável. Os personagens no geral possuem suas personalidades bem destacadas, com detalhes que diferem muito uns dos outros e que nos explica até mesmo suas atitudes ao longo da história.
O livro em si conseguiu me prender a leitura, apesar de no começo ser mais lento o seu ritmo, a partir do meio com todos os mistérios me fez querer continuar lendo para saber o que aconteceria, resultando em um final que julgo realmente surpreendente e bom me deixando impressionada, o único detalhe que acredito ter ficado perdido no ar foi a origem do diário, mas que de qualquer modo não muda o fato de valer a pena a leitura.

Classificação:

Kety Fagundes

***
Espero que vocês gostem de mais essa resenha da Kety e resolvam conhecer a obra de Cecelia Ahern. Vale a pena!!

***
Beijos e amassos!!

22 de fevereiro de 2014

Na Minha Caixa de Correio!! #114


Olá gente lindaaaa!!
Na última semana eu recebi pouca coisa, mas livros que quero MUITOOOOO ler.
Estou pensando seriamente e fazer uma pausa na leitura de "Um Conto do Destino" (sim, ainda estou lendo ele) e ler um dos que recebi essa semana. ^^

PARCERIA: 

- Tentação sem Limites (Sem Limites #2) - Abbi Glines (Editora Arqueiro)
208 páginas (amarelas).
Estou bastante curiosa em relação esse livro e tenho certeza que, quando começar a ler, será uma leitura vapt-vulpt. ^^



- Um Perfeito Cavalheiro (Os Bridgerton #3) - Julia Quinn (Editora Arqueiro)
304 páginas (amarelas).
Ahhhh os Bridgertons! Essa autora se tornou uma das minhas queridinhas com esses romances de época deliciosos. mal posso esperar para ver Benedict apaixonado!



- Carta / marcador / identidade - Editora Novo Conceito
Recebi esse kitzinho de divulgação do livro "Quando eu era Joe". ^^ Achei bem criativo. Como sempre editora arrasa, né?! Sempre surpreendendo os parceiros.



VISÃO GERAL:

***
LENDO:
- Um Conto do Destino - Mark Helprin (Editora Novo Conceito)

***
Beijos e amassos!!

20 de fevereiro de 2014

Na Telinha ou na Telona... #27



Olá gente lindaaa!
Consegui assistir mais um dorama nessas férias e adorei!
O dorama da vez é "The King of Dramas" (O Rei dos Dramas / doramas), uma produção coreana que conta com o Siwon (gato, lindo, fofo) no elenco (confesso que foi esse o motivo de eu ter me interessado pelo dorama).

Sinopse: O drama fala sobre o que acontece por trás do mundo dos negócios do entretenimento coreano, e em especial os dramas. O drama gira em torno de Anthony Kim o CEO brilhante de uma empresa de produção de drama que fará qualquer coisa por causa dinheiro, fama e sucesso. Ele é conhecido por possuir o toque de Midas, criou vários dramas de sucesso. Mas quando uma morte ocorre graças a um de seus dramas, sua queda é iminente. Três anos depois, Anthony tenta recuperar seu status anterior, colocando o drama "A manhã de Gyeongseong" no ar. E para conseguir isso, ele precisa da ajuda da roteirista que ele desprezou anos atrás, a idealista Lee Go-Eun, que sonha em se tornar uma escritora top algum dia, e o ator bonito, mas egoísta Kang Hyun-Min.

ELENCO PRINCIPAL:

- Kim Myung Min como Anthony Kim (famoso produtor de dramas coreanos que, após causar uma morte em seu último trabalho foi praticamente expulso do universo do entretenimento e, após três anos quer dar a volta por cima -  igualmente desonesto e egoísta); 
- Jung Ryu Won como Lee Go Eun (aspirante a roteirista que teve sua carreira devastada pelo produtor Anthony Kim. Após 3 anos ela tem a chance de tentar mais uma vez, desde que consiga esquecer o passado);
- Choi Si Won como Kang Hyun Min (famoso ator coreano que, apesar de ter muitas fãs é um péssimo ator e só se importa com dinheiro. Consegue vários trabalhos apenas por sua aparência);
- Oh Ji Eun como Sung Min Ah (atriz famosa; ex-namorada de Anthony que ainda não superou a separação; INSUPORTÁVEL!);
Jung Man Shik como Oh Jin Wan (ex-assistente de Anthony que teve um papel importante na queda do "Rei dos Dramas" e agora, bem sucedido, não medirá esforços para impedir o retorno de Anthony Kim).



Minha opinião: Adorei!!
Como eu disse anteriormente, o principal (talvez único) motivo que tive para começar a assistir esse dorama foi a presença do gatíssimo Siwon (dos doramas Oh! My Lady e Skip Beat!) no elenco. Porém, logo no primeiro episódio, mesmo sem a aparição do dito cujo, eu já sabia que iria adorar esse dorama.
Anthony Kim é o cara no que se refere a produção de dramas (me refiro aos doramas em geral e não ao gênero drama). Praticamente 90% dos dramas que produziu foram muito bem recebidos pelo púbico e geraram grandes índices de audiência. Ele entende muito mais de porcentagens e números, seja sua conta bancária, os índices de audiência ou os patrocínios para seus dramas do que de pessoas, por isso não se importa muito com elas.
Assim, na produção do último episódio de "Elegant Revenge", quando um funcionário acaba morrendo, Anthony Kim não se importa em deixar o homem estendido em uma rodovia enquento segue seu rumo para entregar a fita com a gravação do episódio que deve ser exibido imediatamente.
São nessas circunstâncias que ele e a escritora secundária de "Elegant Revenge",  Lee Go Eun se conhecem e, após convencê-la a mudar algumas partes do episódio originalmente escrito pela roteirista oficial (mentora de Lee Go Eun) e prometer dar uma chance ao dorama que a aspirante a roteirista escreveu cinco anos antes, ela cai na lábia do produtor.
Resultado: antes de cair de seu reinado, Anthony tira sua mascara, finge nunca ter prometido nada a Lee Go Eun e ainda a coloca em maus lençóis com sua mentora.
Três anos depois, Anthony tenta retornar ao mundo do entretenimento e, embora sofra de depressão, tome remédios para não chorar (isso mesmo, sem os remédios ele entra em prantos hahah), ele continua arrogante como nunca.
Mas, quado surge a oportunidade de produzir um dorama para um investidor japonês ele não mede esforços, nem que precise implorar para que Lee Go Eun aceite trabalhar com ele após tudo o que ele lhe fez. Não se enganem, não se trata de generosidade ou remorso. O caso é que o investidor quer um dorama que se passe no Japão medieval e se apaixona pelo roteiro de Lee Go Eun que Anthony Kim consegue recuperar após três anos.
É aí que a diversão acontece. Em meio a várias dificuldades, como convencer o egocêntrico ator Kang Hyun Min a fazer o dorama, conseguir um horário para exibição do dorama ou suportar a atriz Min Ah (que é ex namorada ainda apaixonada de Anthony). Lee Go Eun vive brigando para que seu roteiro não seja alterado e o impertinente Anthony sempre tanta alguma artimanha para fazer o contrário.
Me diverti horrores com a relação do produtor e da roteirista. Mesmo quando ele tinha algumas atitudes arrogantes, eu acreditava que no fundo ele estava tentando apenas bancar a fama de durão. A fofo acima é de uma cena super fofa e engraçada: Min Ah estava assistindo um filme romântico quando Anthony chega ao estúdio dela e acaba encantado com ela, e constrangido ao mesmo tempo com o choro dela. Embora ele diga que não vê nada demais nesse tipo de filme e tals e a critica por ficar chorando, mais tarde ele vai às lágrimas enquanto assiste ao filme sozinho eu seu escritório ahhaha.
Quando os remédios perdiam o efeito e ele precisava correr para algum canto para chorar enquanto tomava mais um comprimido... hahaha muito engraçado.
Genteeeee, você não têm noção do quanto eu com essa cena (ao lado). O egocêntrico e infantil Kang Hyun Min gravando cenas no mar em pleno inverno. hahahaha
Ele infernizou tanto Lee Go Eun para que ela tirasse essa cena do roteiro alegando que não queria congelar e blablablá, mas no final das contas acabou tendo que gravar essa cena incontáveis vezes para que ficasse impecável. Toda vez que ele saia quase roxo da água e o diretor pedia pra ele gravar novamente eu tinha uma síncope de tanto rir. hahahah
Adorei acompanhar o amadurecimentos de cada personagem. Torci pela formação de casais.... torci para o sucesso do dorama de Lee Go Eun. E, acredite se quiser, é impossível não simpatizar com o Anthony. Conforme vamos conhecendo sua história, apesar de não concordarmos com seus métodos, acabamos desenvolvendo um afeto por ele e torcendo para que ele tenha um final feliz.

A trilha sonora fica por conta de Winter Rain (assistam o vídeo e tenham uma noção da relação cômica entre os protagonistas haha), Crappy Love (E2RE), All Looks Like You (Melody Day), Engraved In My Heart (Lee Hyun) e Blind for love (Yesung - Super Junior).

Se interessou? Quer assistir e se divertir bastante?
Você encontra os 18 episódios legendados em português disponíveis para download no Siwon Fansubs.

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

18 de fevereiro de 2014

DIVULGANDO: 12 Anos de Escravidão,

Olá gente lindaaaa!
Hoje venho falar para vocês sobre um dos lançamentos do Grupo Editorial Pensamento, o livro "12 Anos de Escravidão", uma autobiografia escrita em 1853 por Solomon Northup.
O livro deu origem ao filme homônimo que teve NOVE indicações ao Oscar de 2013.



12 Anos de Escravidão
Autor(a): Solomon Northup
232 páginas | R$ 19,90

Sinopse: A obra que originou o filme 12 Anos de Escravidão retrata a história de Solomon Northup, um homem negro nascido livre nos Estados Unidos, que após ter recebido uma falsa proposta de trabalho, foi sequestrado, drogado e comercializado como escravo, e passou doze anos em cativeiro, trabalhando, na maior parte do tempo, em uma plantação de algodão na Louisiana. Após seu resgate, Northup, com uma escrita simples e ágil, retrata os registros excepcionalmente vívidos e detalhados da vida de um escravo. Este é um dos poucos retratos da escravidão americana, redigido por alguém tão culto quanto Solomon Northup - uma pessoa que viveu sua vida sob a óptica de uma dupla perspectiva: ter sido tanto um homem livre como um escravo.
****
Confira outros lançamentos da editora:

   

***
Beijos e amassos!!

17 de fevereiro de 2014

RESENHA: Poseidon

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Anna Banks
Número de Páginas:288

Sinopse: Galen é o príncipe de Syrena enviando à terra para encontrar uma garota que pode se comunicar com peixes. Emma está de férias na praia quando ela litaralmente corre de encontro a Galen. Ambos sentem um conexão, mas vai demorar vários encontros incluindo um mortal com um tubarão para Galen se convencer dos dons de Emma. Agora se ele pelo menos pudesse convencer Emma de que ela segura consigo a chave para seu reino... Contado a partir de ambos dos pontos de vistas, Emma e Galen, aqui está uma história de peixe fora d'água, humor que intriga e ondas de romance.

Olá gente lindaaaa!!
Hoje é dia de resenha! EEEEEEE o/
Eu sei que vocês surtaram com tantos lançamentos bons da editora Novo Conceito esse mês, por isso venho dividir com vocês minhas impressões sobre mais um desses lançamentos, o primeiro livro da trilogia "O Legado de Syrena", Poseidon.

Emma é uma jovem que sempre se destacou por diversos motivos, dentre eles sua aparência exótica. Com cabelos tão loiros que quase chegam a ser brancos e olhos violeta, ela não passa despercebida. Soma-se a isso o fato de a garota ter dois pés esquerdos e viver tropeçando pelos cantos. Se não chama a atenção pela aparência, com certeza ela dá um jeitinho de atrair todos os olhares para si da maneira mais constrangedora possível.
É assim que ela conhece Galen, se é que por conhecer você entenda esbarrar no garoto e ficar com a 'cara' colada naquele peitoral perfeito.
"Talvez ele esteja esperando que eu me equilibre. Talvez ele esteja esperando que eu reúna meu orgulho. Espero que ele tenha o dia todo para isso." (página 7)
A convite de sua amiga Chloe e sua família, Emma tem a oportunidade de passar as férias de verão em uma praia na Califórnia. Porém, o que era para ser diversão acaba se transformando em tragédia quando Chloe é atacada por um tubarão.
No momento do ataque, Emma estava com a amiga e por instinto, ela acaba 'comprando a briga' com o tubarão e nem se dá conta de que passa mais tempo debaixo da água do que seria normal para um ser humano. Porém, Galen está por perto e presencia a luta de Emma. Ele tem quase certeza: ela só pode ser uma Syrena.
Galen é um Syrena. E agora vocês devem estar se perguntando: "Que diabos é um Syrena?", a resposta é simples, uma 'sereia' (embora Galen e os Syrenas odeiem essa denominação dada pelos humanos). os Syrenas vivem no fundo do oceano (lógico) e são proibidos de ter contato com os humanos, Galen é uma exceção, pois é o Embaixador da Terra e tem como função observar os seres humanos e, com isso, impedir que seu povo seja descoberto.
Curioso em relação a Emma e as características que o fazem acreditar que ela é uma Syrena, Galen se mantem em terra firme e se matricula no colégio onde Emma estuda. Rachel, uma das poucas humanas em quem confia e que, após ter a vida salva por Galen não poupa esforços para ajudá-lo, dá um jeitinho de fazer com que Galen faça TODAS as matérias com Emma.
Claro que o reencontro entre Emma e Galen vai ser um tanto quanto confuso. Ela ainda se sente constrangida pelo modo como se conheceram e ele acredita que ela é uma Syrena e sabe disso. A bagunça está armada, né?!
"E sinto a respiração falhar. Galen. Ele está parado na porta... Não, ele está cobrindo a porta... Segurando apenas um fichário e com cara de irritado. E já está olhando para mim." (página 39)
Com o passar do tempo (pouco tempo, pois a história acontece bem rápido), e após um mal entendido criado pela mãe de Emma, ela e Galen fingem estar namorando. Ao passarem mais tempo juntos e após ele revelar que é um Syrena, ele suspeita que além de ser uma syrena, Emma é descendente de Poseidon, ao contrário dele que é descendente de Tritão.
O povo syrena é dividido em dois reinos (inimigos?), Poseidon e Tritão e, por conta de um acontecimento do passado, se Emma for mesmo uma Syrena de Poseidon e possuir o Dom, ela deve acasalar (isso mesmo, acasalar) com Grom, irmão de Galen e Rei dos Syrenas para garantir a segurança e a paz de todo o povo syrena.
"- Diz para mim o que você teria feito se fosse eu. O que teria feito se tivesse que escolher entre a sobrevivência da raça humana... (...) - diz ele, sem fôlego. Percebo que nunca vi Galen sem fôlego. - Diga se seria fácil abandoná-los se, com isso, pudesse ter a única coisa que quis a vida toda? Diga, Emma. O que você escolheria?" (página 260)
****
Gente, o que posso dizer sobre esse livro?
Nem eu entendi ainda o que achei da história. por um lado eu gostei da narrativa, mas por outro eu me decepcionei com várias coisas...
Senti falta da mitologia no livro. Sim, apesar do título e da tentativa de contextualização histórica, achei que ficou tudo muito vago. Espero que nos próximos volumes dessa trilogia o foco não seja no romance 'proibido' de Emma e Galen e sim na mitologia, ou que haja, pelo menos, um equilíbrio entre essas duas coisas.
Me diverti bastante com a inocência de Galen em relação ao mundo humano. De verdade. Porém esse jeito dominador dele me irritou algumas vezes. Outra personagem que me matou de irritação foi a Emma. Sério, gente, não consegui engolir a protagonista. Ela é extremamente chata, teimosa e irritável. Sem contar que aceitou muito facilmente toda essa história de syrenas e a possibilidade de ser uma.
Para mim os personagens secundários (Rayna e Toraf) é que foram interessantes, e espero um pouco mais de destaque para eles nos livros seguintes.
Mas uma coisa é certa: depois do final inesperado eu só posso aguardar ansiosamente pela sequência.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

16 de fevereiro de 2014

Elvis para nossos ouvidos!! #11


Olá gente lindaaaa!
Nossa, quanto tempo faz que não posto nada do meu querido Elvis para vocês, hein? 
Bem, para compensar o tempo perdido e matar a saudade, a música que escolhi hoje é "Heartbreak Hotel", gravada pelo Rei do Rock em 1953. 
O vídeo abaixo mostra Elvis interpretando a música em seu retorno aos palcos em 1968, no programa "68 Comeback".



***

Heartbreak Hotel (Hotel do Coração Partido)

Bem, desde que minha garota me deixou
Eu tive que achar outro lugar pra viver
É abaixo, no fim da Rua Solitária
No Hotel do Coração Partido

Bem, eu estarei...
Eu estarei tão solitário, querida
Bem, eu estou tão solitário
Eu estarei tão solitário, eu poderia morrer

Oh, e ainda que esteja sempre lotado,
Você sempre pode achar um quarto
Onde amantes de coração partido,
Desabafam sua tristeza.

Eles estarão tão...
Eles estarão tão solitários, querida
Bem, eles estão tão solitários
Eles estão tão solitários que podem morrer

Agora, as lágrimas da dança do sino continuam correndo
E a bancada do balconista vestida de preto
Bem, eles estão a tanto tempo na Rua Solitária,
Eles nunca deviam olhar pra trás

E isso é tão...
Bem, isso é tão solitário, querida
Bem, eles estão tão solitários
Bem, eles estão tão solitários que eles poderiam ter morrido

Bem, se sua garota te deixar
Você tem algo a contar
Bem, basta dar um passeio na Rua Solitária
Para o Hotel do Coração Partido

Onde você estará...
Você estará tão solitária, querida
Bem, você estará tão solitária
Você estará tão solitária que poderia morrer

Oh, e ainda que esteja sempre lotado,
Você sempre pode achar um quarto
Onde amantes de coração partido,
Desabafam sua tristeza.

Eles estavam tão...
Eles estão tão solitários, querida
Bem, eles estão tão solitários
Eles estarão tão solitários que poderiam morrer

***
Como não amar, hein?! <3 <3 <3

***
Espero que gostem!!


Beijos e amassos!!

15 de fevereiro de 2014

Na Minha Caixa de Correio!! #114

Olá gente lindaaaa!
Essa semana recebi pouca coisas, mas mal posso esperar para ler os livros que chegaram!

PARCERIA:

- 12 Anos de Escravidão - Solomon Northup (Grupo Editorial Pensamento)
232 páginas (amarelas).
Esse é o livro que deu origem ao filme que recebeu nada menos que 9 indicações ao Oscar de 2013. O livro é uma autobiografia comovente sobre um negro norte-americano que nasceu livre, mas foi sequestrado e feito de escravo durante 12 anos. Estou louca para ler!



- A Garota que Você deixou para Trás - Jojo Moyes (Editora Intrínseca)
384 páginas (amarelas).
mais um da diva Jojo Moyes que tem tudo para me matar de tanto chorar. Mal posso esperar. É, com certeza uma das minhas próximas leituras (se bem que minha próxima leitura vai demorar um pouco, pois estou lendo "Um Tijolo do Destino".... ops, "Um Conto do Destino" que tem 720 páginas).



VISÃO GERAL:


***
LIDO:
Poseidon - Anna Banks (Editora Novo Conceito)

LENDO:
Um Conto do Destino - Mark Helprin (Editora Novo Conceito)

***
Beijos e amassos!!

14 de fevereiro de 2014

NOVIDADE!! #125

Olá gente lindaaaa!
Hoje venho divulgar alguns lançamentos do mês de fevereiro da Editora Intrínseca. Um livro melhor que o outro!


Guia Rápido para uma Vida Longa
Autor(a): David B. Agus
192 páginas | R$ 19,90


Sinopse: Em Guia rápido para uma vida longa, o médico David B. Agus explica que o segredo para o bem-estar e a boa saúde não é nada de outro mundo. Na realidade, com algumas medidas simples fundamentadas em pesquisas científicas sérias, ele nos mostra que é perfeitamente possível viver mais e melhor.
De forma concisa, Agus sugere uma série de regras muito fáceis — como prestar atenção ao próprio corpo e preferir “comida de verdade” a produtos alimentícios processados — que ajudam a evitar doenças crônicas comuns e viver com saúde por muitos anos. 
 Recomeço
Autor(a): Cat Patrick
304 páginas | R$ 29,90

Sinopse: A guinada na vida de Daisy Appleby tem início com um trágico acidente de ônibus. Ela era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele dia, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço.
No decorrer da história, a protagonista morre mais quatro vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e recomeça tudo do zero. É ao chegar a Omaha — então com a identidade de Daisy West — que ela conhece Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade. Enquanto tenta criar raízes em mais um lar, ela começa a descobrir segredos sobre o Recomeço, e, quanto mais informações vêm à tona, mais Daisy se sente como uma marionete, tendo sua vida controlada por outras pessoas, e percebe que sempre esteve rodeada de mentiras.

A Estrela que Nunca vai se Apagar
Autor(a): Esther Earl
448 páginas | R$ 39,90


Sinopse: "Ela me faz lembrar que uma vida curta também pode ser uma vida boa e rica, que é possível viver com depressão sem ser consumido por ela e que o sentido da vida está na união, na família e nas amizades que transcendem e sobrevivem a todo tipo de sofrimento." As palavras são do autor John Green, que era amigo de Esther e escreveu a introdução de A estrela que nunca vai se apagar. A amizade dele com a adolescente foi tão intensa que a história dela serviu de inspiração para o aclamado A culpa é das estelas, publicado pela Intrínseca em julho de 2012. Desde nova, Esther gostava de escrever cartas e diários, e, durante o tratamento contra o câncer, mantinha uma rede de amigos on-line - alguns deles membros da comunidade  chamada Nerdfighteria, criada por John Green e seu irmão, Hank, em que jovens discutem sobre livros e ideias para tornar o mundo um lugar melhor. Os irmãos famosos postam regularmente vídeos no YouTube sobre assuntos variados, mas sempre pertinentes ao universo jovem. Quando estava muito debilitada, Esther realizou o desejo de passar um fim de semana na companhia dos amigos, e, com a ajuda da instituição sem fins lucrativos Make-A-Wish, ela, John e um grupo de adolescentes viveram momentos de descontração e emoção. O encontro aconteceu em Boston, em julho de 2010. Em agosto do mesmo ano, logo após seu 16º aniversário, Esther faleceu.

A Garota que Você deixou para Trás
Autor(a): Jojo Moyes
384 páginas | R$ 29,90

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra.
Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo.
Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Olhe para mim
Autor(a): Jennifer Egan
432 páginas | R$ 29,90


Sinopse: Com uma trama rica e bem elaborada, Olhe para mim, publicado originalmente em 2001, tem um enredo grandioso e interliga personagens muito diferentes. Os dois principais chamam-se Charlotte: a primeira, uma modelo com trinta e tantos anos, que depois de sofrer um terrível acidente de carro tenta reconstruir seu rosto e sua vida. A outra, filha da antiga melhor amiga de colégio da modelo, é uma adolescente imprevisível que vive numa pequena região de Illinois. Um excêntrico professor obcecado pelo passado industrial da cidade onde nasceu, um detetive particular divorciado e infeliz e um estranho enigmático que troca nomes e sotaques enquanto prepara um ataque apolítico contra a sociedade americana são outros personagens de um elenco tão diverso quanto numeroso.
Ao concluir que é impossível voltar a exercer a profissão de modelo, Charlotte é atraída por uma empresa de internet e expõe sua vida em uma página pessoal por meio de vídeos e relatos pouco fiéis à realidade. A outra Charlotte se envolve com homens mais velhos na tentativa de obter respostas para suas questões adolescentes.
***
Beijos e amassos!!