21 de setembro de 2017

Na Telinha ou na Telona... #99

Olá gente lindaaaa!!!
Hoje eu vim falar sobre o dorama coreano "Beautiful Mind" (Mente linda), do qual falei brevemente no vídeo Tag dos 50% - Doramas. Há tempos eu estava curiosa em relação a esse dorama, tanto por adorar o ator Jang Hyuk (Fated to Love You) quanto pela premissa interessantíssima. E, felizmente, o dorama não me decepcionou.

Sinopse: Quão perigoso é um genial neurocirurgião incapaz de sentir qualquer coisa pelos seus pacientes? Lee Young Oh (Jang Hyuk) é o melhor no que faz, porém, por causa de um acidente no seu lobo frontal, ele não sente simpatia pelos seus pacientes e possui uma personalidade instável. Mas, quando uma série de pacientes morrem de formas estranhas no hospital, investigadores da polícia voltam suas atenções para Young Oh. Será que uma policial novata (Park So Dam) poderá ajudar Young Oh a abrir seu coração e aprender a amar novamente? "Beautiful Mind" é uma série dramática sul-coreana de 2016, dirigida por Mo Wan Il. A série é levemente baseada no clássico romance de Mary Shelley, "Frankenstein".

ELENCO PRINCIPAL:

- Jang Hyuk como Lee Yeong Oh (um médico brilhante com mãos hábeis, lógica inigualável e firmeza destemida. No entanto, ele não tem a capacidade de simpatizar, nem mesmo com seus pacientes);
- Park So Dam como Gye Jin  Seong (uma jovem policial que age estritamente de acordo com as regras e regulamentos; inicialmente ela vê Lee Yeong Oh como alguém perigoso, mas acaba descobrindo que ele é bastante lamentável, de modo que não consegue se afastar dele);
- Yoon Hyun Min como Hyun Suk Joo (um cardiologista experiente e com mãos ágeis; é famoso entre colegas e pacientes e aquele com quem todos querem trabalhar, mas que precisa escolher entre ser um bom médico ou uma boa pessoa);
- Park Se Young como Kim Min Ji (médica no departamento de neurologia do hospital Hyunsung, se formou e uma universidade do interior, por isso é passada para trás por seus colegas de trabalho, de modo que sempre trabalha muito e é pouco reconhecida; é namorada de Lee Yeong Oh).

Minha opinião: Amei!!
Por onde começar a falar de "Beautiful Mind"? Sinceramente, não sei.
Eu costumo gostar bastante de doramas médicos, mas acho que "Beautiful Mind" se encaixa mais no gênero mistério. Já já eu explico o motivo.
Antes de mais nada devo informar que o papel do protagonista foi oferecido aos atores Kim Soo Hyun (My Love from Another Star, Producer, Dream High), Yoo Ah In (Chicago Typewriter), Lee Jong Suk (Pinocchio, W - Two Worlds) e Choi Jin Hyuk (Emergency Couple, The Heirs, Tunnel) porém todos recusaram. E, querem saber? QUE BOM QUE RECUSARAM, porque Jang Hyuk arrasou muito no papel!
Desde o primeiro episódio desse dorama eu fui fisgada completamente, não por ter sido cativada pelo charme do protagonista, ou simpatizado com ele, mas pelo fato de, por vários episódios, eu não saber em quem confiar.
Imaginem um neurocirurgião brilhantes, mas que nãos ente qualquer empatia por ninguém, nem mesmo por seus pacientes. Ele aceita ou recusa pacientes de acordo com as probabilidades de sucesso ou fracasso, pouco se importando com o desespero ou sofrimento alheio, já que ele não pode sentir, simpatizar ou entender.

Com o passar dos episódios, a história fica ainda mais interessante quando descobrimos que sua deficiência, digamos assim, é resultado de um lesão cerebral em uma parte específica do cérebro responsável pelas emoções. Desde a infância, ao ser adotado (sob circunstâncias suspeitas) por um famoso médico, ele é criado para que ninguém jamais descura sobre sua incapacidade de sentir, de modo que estuda muita mais que qualquer outra pessoa, pois ele precisa saber ler as pessoas. Se lema é "A boca pode mentir, mas o corpo não engana". E é assim que ele se relaciona com seus colegas de trabalho e pacientes, mas... até que ponto as emoções e sentimentos das pessoas podem ser lidos?
E nosso protagonista passa a se perguntar isso quando conhece a jovem policial Gye Jin Seong, que após um primeiro encontro não muito agradável, várias situações tumultuadas e desconfiança e relação ao médico, passa a ajudá-lo a entender seus pacientes. E ele passa a chamá-la de "Wi-Fi", pois ela o ajuda a se conectar, digamos assim, com seus pacientes, não de modo médico e clínico, mas de modo humano.
Quando alguns pacientes morrem de forma suspeita no hospital, Lee Yeong Oh passa a ser um dos principais suspeitos, em seguida o único além de Gye Jin Seong a acreditar que as mortes foram, na verdade, assassinatos. Por isso eu disse que "Beautiful Mind" pode ser considerado um dorama de mistério, pois há suspense em ralação a essas mortes e outras coisas que acontecem no hospital ao longo do dorama inteiro. 
Diversas foram as cenas que me arrancaram suspiros e me deram uma pontinha de esperanças em relação a Yeong Oh. Um homem adulto que cresceu sendo tratado como um monstro e, de certa forma, passou a acreditar nisso. No entanto, acredito que a principal mensagem de "Beautiful Mind" é que nós somos condicionados não pelo nascimento, mas pelo modo como somos criados, como vemos o mundo, como vemos a nós mesmo... no final das contas, os verdadeiros monstros presentes no Hospital Hyunsung era menos o médico sem quaisquer emoções e mais os donos e diretores que visaram o lucro em vez da saúde de vida dos pacientes.
Ao assistir "Beautiful Mind" eu me peguei pensando "Ah, eu queria que esse dorama fosse palpável, pois eu quero apertar esse dorama, quero abraçar forte...". Parece louco, né?! Mas foi a sensação que eu tive em diversos momentos. Sabem aquela sensação de coração quentinho? Então...
No entanto, em outros momento senti o coração na garganta, tamanha minha apreensão. Tamanhas as decepções quando algumas esperanças eram despedaçadas, ou quando algo inesperado acontecia, quando algum personagem em quem eu confiava mostrava sua verdadeira face... ai, meu coração!
Curiosamente, descobri que esse dorama teria, originalmente, 16 episódio, mas pela baixa audiência na Coréia, foi reduzido para 14 episódios. COMO ASSIM, CORÉIA?! Como é que um dorama fo%$ desses teve baixa audiência? Um dorama com um roteiro tão bom, um tema tão interessante e diferente, atuações tão emocionantes... bem, o importante é que eu tive a chance de assistir e amei cada episódio, só lamento serem tão poucos.
Gostei do protagonista (lógico) do modo como as coisas vão acontecendo entre ele e Gye Jin Seong, das equipe do hospital, dos pacientes, do crescimento de Yeong Oh...

Quanto a trilha sonora, "Dirt" (Bernard Park) ainda ressoa em meu coração. Não poderia ter escolhido uma música mais perfeita pra esse dorama. ❤❤

Os 14 (SÓ! 😢) estão disponíveis no Viki.

Assistam ao trailler:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)