2 de outubro de 2014

Na Telinha ou na Telona... #42


Olá gente lindaaa!!!
Após um bom tempo sem postar nada sobre dorama, ou melhor, um bom tempo sem assistir doramas, venho falar com vocês sobre o k-drama Fated to Love You (aka You're my destiny), remake do drama taiwanês de 2007 (do qual falei AQUI!). 

Sinopse: Cometendo um erro depois de ter demasiadas bebidas pode mudar tudo. Lee Gun (Jang Hyuk) é o sucessor de uma grande empresa administrada por sua família. Kim Mi Young (Jang Na Ra) é um secretário de aparência mediana em um escritório de advocacia que ganhou o apelido de "Post-It" por sua incapacidade de dizer não a seus colegas que despejar trabalho sobre ela. Quando os dois se cruzam uma noite depois de ter bebido muito, eles acabam por ter um caso de uma noite. Quando Mi Jovem descobre depois que ela está grávida, o que será deles? E vai Nam Se Ra e Daniel apenas ficar parado e deixar Gun e Mi jovem lidar com a situação à sua maneira? "Fated to Love You (versão coreana)" é um 2014 sul-coreano série dramática que é um remake do popular drama de Taiwan 2008 com o mesmo título.
P.S.: Sinopse retirada do blog Otakada.


ELENCO PRINCIPAL:

- Jang Hyuk como Lee Gun (herdeiro de um verdadeiro império; CEO da empresa da família, a Jangin Chemicals, uma mega fabrica de produtos de higiene);
- Jang Na Ra como Kim Mi Young (uma mulher simples, doce que tem o defeito de nunca conseguiu dizer não às pessoas; no escritório de advocacia em que trabalha é conhecida como a 'garota ficta adesiva', pois faz tudo o que mandam e em seguida é descartada);
- Choi Jin Hyuk como Daniel (um DJ que, após ter se separado da irmã, na infância, foi adotado por uma família norte-americana; há anos procura pela irmã);
- Wang Ji Won como Nam Se Ra (namorada de Lee Gun; é uma bailarina e deseja conseguir um grande papel; apesar de amar Gun, ela não consegue colocá-lo acima de sua carreira).

Minha opinião: Adorei!
Não sei dizer de qual versão eu gostei mais. São tão diferentes (embora sejam parecidas...).
Posso dizer que a carga dramática da versão taiwanesa é melhor explorada, enquanto a versão coreana apresenta um ar mais cômico, principalmente por conta do nosso protagonista é é um figuraça!

Assim como na versão original, nossa protagonista, a doce Kim Mi Young é aquela coitada de quem todos mundo se aproveita no trabalho. Ela é facilmente manipulável e acredita muito nas pessoas. Se maior mal é ser incapaz de negar qualquer coisa às pessoas.
No trabalho, querendo sempre agradar, ela acaba se iludindo com um colega que a faz pensar que ele esteja interessado nela e, quando ela ganha um viagem à Macau, ele dá um jeitinho para que ela o convide para ir junto.
Mas, ao chegar no resort, ele consegue despistá-la para curtir a noite com outra mulher. Sem saber de nada, Mi Young fica passeando pelo lugar e, após beber uma garrafa de água, acaba se sentindo mal e resolve ir se deitar.
Porém, além de ter bebido uma água "batizada", ela acaba entrando no quarto errado, onde, posteriormente, Lee Gun também entra - afinal, é o quarto dele -, igualmente grogue e eles acabam passando a noite juntos.
Lee Gun, mais uma vez, prepara um pedido de casamento para a namorada Se Ra e, de novo ela não aparece. Assim, quando ele entra em seu quarto e encontra uma mulher, ele acredita que a noive finalmente tenha aparecido.
Vocês devem estar se perguntando sobre a 'água batizada', né?! Pois bem, Lee Gun acabou adquirindo uma fábrica em uma pequena ilha e, os trabalhadores, temendo perder sua fonte de renda resolvem fazer uma armadilha para Lee Gun, para chantageá-lo com fotos comprometedoras. Mas, a mulher que contrataram para 'se aproveitar' de Lee Gun, acaba se encantando com o colega de trabalho de Mi Young. Um rolo, né?! O fato é que, após acordarem, se darem conta de que aconteceu e conseguirem se entender, Lee Gun ajuda Mi Young a dar uma humilhadinha do traste do trabalho dela e se separam ao final da viagem. Ponto final... eles não precisam se encontrar novamente, certo? Errado. A coitada é tão azarada que acaba engravidando.
Após muuuuuuitos acontecimentos, a matriarca da família Lee obriga Lee Gun e Mi Young a se casar, afinal, tudo o que ela mais queria era um neto, um herdeiro...
Nessa convivência forçada, hora nos vemos adorando Lee Gun, em outra queremos matá-lo e dar umas palmadas em Mi Young para ela deixar de ser tão tonta e submissa.
Você não fazem ideia do quanto eu ri com esse palhaço do Lee Gun. O cara é meio estranho, confesso, mas muito engraçado.
Em meio a esse casamento falso - sim, falso - Mi Young acaba estreitando seus laços de amizade com Daniel, que ela conheceu assim que descobriu que estava grávida e acabou pensando que ele era padre.
Claro que Daniel acaba se encantando por ela e sempre está por perto para ajudá-la. O típico cara secundário para quem todos torcem, mas por quem a mocinha  nunca se apaixona. ¬¬
Nesse remake a namorada de Lee Gun não me pareceu tão vaca quanto a da versão original, mas é igualmente chata.
Nem preciso dizer que Lee Gun e Mi Young acabam gostando um do outro, né?! É o que se espera de uma história tão clichê. Acontece que, não bastasse o orgulho de Gun, o remorso por ter traído Se Ra, ele não dá o braço à torcer e acaba sempre agindo como um idiota. Quando ele resolve dar uma chance ao seu casamento, ele descobre que tem uma doença hereditária e acaba decidindo se afastar de Mi Young... e aí muitos mal entendidos acontecem e separa o casal.
Na segunda fase do dorama, encontramos Lee Gun com um visual diferente e Mi Young muito mais independente. A garota fita-adesiva ficou para trás. Agora ela é uma 'super-cola'! o/
Apesar do papel cômico (idiota?) de Lee Gun e da atuação um tanto teatral, achei o ator um charme. Eu nunca assisti nada com ele, mas tenho certeza que em um papel mais sério ele deve dar um show. 
Uma diferença considerável entre os dois dramas, além do enfoque dramático ou cômico são as cenas de romance. Acho que já comentei aqui, mas enquanto os coreanos são super conservadores, de modo que até os beijos não passam de recatados selinhos, os taiwaneses não economizam amassos na hora de uma cena mais caliente.
Gente, me apaixonei pelas pinturas da Mi Young. Uma mais linda que a outra! *-*


Quanto a trilha sonora, adorei várias músicas, mas minhas favoritas foram: Morning of Canon (Baek Ah Yeon) e Goodbye, My Love (Ailee).

Se vocês ficaram curiosos e quiserem assistir, os 20 episódios estão legendados e disponíveis online no Viki.com.

Confiram o trailer:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

2 comentários

  1. Adorei a dica Amanda.
    Esse filme parece ser super divertido,e acho que vale muito a pena assistir.
    Vendo as imagens e seus comentários,fiquei aqui me divertindo. ADOREI!!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu queria só saber o final T.T o suspense de que eles vão ou não ficar juntos tá me matando T-----T, mas o Daniel tb não perde tempo, né? e.e Aqueles amigos forever alones que querem muito namorar com as amigas ~~ mesmo assim adorei a resenha <3 e quero muito saber o final :') mas acho que só assistindo mesmo .q

    XOXO <3 :*

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)