26 de dezembro de 2013

Na Telinha ou na Telona... #22


Olá gente lindaaaaa!
Como agora estou oficialmente de férias, posso assistir meus doramas sem remorsoo! Obaaa! o/
Hoje venho falar para você o que eu achei de mais um dorama, o k-drama "The Heirs" (Os Herdeiros). Para quem me conhece ou acompanha essa coluna, sabe que meu ator coreano queridinho é o Lee Min Ho, que, por coincidência (mentira, não é coincidência nenhuma) é um dos protagonistas desse dorama. O dorama é recente, foi gravado este ano, e pela primeira vez eu passei pela experiência de acompanhar enquanto ainda era exibido na Coréia, ou seja, precisei ficar esperando os episódios serem liberados e legendados por fansubs brasileiros. Uma verdadeira agonia! hahah


Sinopse: Este drama acompanha um grupo de estudantes de ensino médio elite privilegiada como eles são preparados para assumir impérios empresariais de suas famílias. Estes estudantes ricos parecem ter tudo sob controle, exceto suas vidas amorosas. Kim Tan (Lee Min Ho) é herdeiro do Grupo Empire enviado para estudar no exterior, os EUA Na realidade, é uma forma de exílio, como seu meio-irmão de volta para casa, Kim Won (Choi Jin Hyuk) esquemas para leva mais a família negócio. Enquanto nos Estados Unidos, Kim solavancos Tan em Cha Sang Eun (Park Shin Hye), quem chegou da Coréia em busca de sua irmã mais velha. Ele sente-se apaixonando por ela, sem nunca perceber que ela é a filha da governanta de sua família. Quando sua noiva Rachel Yoo (Kim Ji Won) chega para trazê-lo de volta para a Coréia, o seu coração está dividido entre o amor eo dever. Enquanto isso, Rachel meio-irmão Choi Young Do (Kim Woo Bin) desenvolve a sua própria paixão por Eun Sung. Quem disse que ser um estudante rico, bonito era fácil?

P.S.: Sinopse retirado do blog Primeira Escolha.

ELENCO PRINCIPAL: 

- Lee Min Ho como Kim Tan (Ele é um futuro herdeiro do Grupo Jeguk (Império). Um ex-valentão da escola, Kim Tan amadureceu a partir de sua estada na América. Ele é o filho da amante de seu pai, mas está listado no registro de família como o filho da segunda esposa, a fim de ser um herdeiro legítimo.);
- Park Shin-hye como Cha Eun-sang (Filha de uma empregada do Grupo Jeguk. Ela sempre tem que trabalhar em empregos a tempo parcial, a fim de progredir na vida e ir para a América como sua irmã mais velha. Sua vida esforçada se torna confuso quando Kim Tan entra em sua vida);
- Kim Woo-bin como Choi Young-do (O herdeiro do Zeus Hotel Group. Conhecido por sua astúcia e inteligência maneiras voláteis, ele é temido por seus colegas de classe. Seu pai, Choi Dong Wook, é impiedosamente rigorosa e fisicamente abusivo em relação a ele.)

- Kang Min-hyuk  como Yoon Chan-young (Filho de secretário do Grupo Jeguk. É amigo de infância de Eun-sang; ele está namorando a ex-namorada de Kim Tan, Lee Bo-na. Ele é inteligente, e é classificada como número um em sua classe. Apesar de ele estar no Grupo de Assistência Social, ele não ter pego em, porque ele é presidente da classe.


Minha opinião: Adorei!
Ok, sou super suspeita para falar desse dorama por causa da minha quedinha (tombo!) pelo Lee Min Ho, mas..... vou tentar ser imparcial. Mentira! hahaha Vou 'babar ovo' na atuação do Min Ho, mas ele tem todos os créditos. O Lee Min Ho já apareceu por aqui quando falei dos doramas Boys Before Flowers, Personal taste e City Hunter.
A atriz Park Shin-hye, que interpretar a protagonista Eun-sang também passou por aqui: Heartstrings, You're Beautiful.
Bem, a história é boa. Gostei particularmente do início, gravado na Califórnia.
Vou falar primeiro de Cha Eun-sang, que sempre teve uma vida simples ao lado da mãe e, desde que a irmã mais velha fez as malas e foi para a América estudar, Eun-sang sonha em fazer o mesmo. Ela não acha justo ficar presa na mesma fidinha difícil de sempre. Ela quer subir na vida e ajudar a mãe, que já encontra muitas dificuldades diárias por não poder falar.
Quando sua mãe lhe diz que Eun-sang porque ela vai se casar, a garota resolve ir levar o dinheiro pessoalmente e tentar a sorte na América. Porém, ao chegar lá, ela descobre que a irmã nunca foi à faculdade e que, além de tudo, precisava de dinheiro para sustentar seu namorado bêbado, com quem mora junto.
Após ser roubada pela própria irmã, Eun-sang conhece Kim Tan, um coreano que estuda e mora na América há três anos. Ele a ajuda e lhe hospeda em sua casa enquanto ela tenta entrar em contato com seu melhor amigo, Yoon Chan-young. O que ela não sabe é que Kim Tan é um dos herdeiros do Grupo Jeguk, para quem sua mãe trabalha como empregada doméstica.
Quando Eun-sang finalmente consegue voltar para casa, sem trocar nem ao menos números de telefone com Kim Tan, ela se depara com sua casa vazia: a mãe resolveu morar no trabalho, ou seja, na casa dos pais de Tan.
Kim Tan foi para a América, pois seu irmão mais velho nunca o aceitou, por ser filho da amante de seu pai. Isso mesmo, apesar de ser um dos herdeiros, Tan é filho bastardo, mas ninguém tem conhecimento sobre isso, além da família e de Choi Young-do, ex-amigo e atual rival de Tan.
Você podem imaginar a surpresa de Tan ao voltar para Coréia e reencontrar Eun-sang. Morando em sua casa. Ele só não fica mais surpresa que a própria Eun-song ao saber que ele é filho do patrão de sua mãe.
Nem preciso dizer que os dois estão caidinhos um pelo outro, né?! Nem preciso dizer também que a relação é praticamente impossível, já que o pai de Kim Tan é um tosco. De verdade. O cara tem até um filho fora do casamento e quer dar um de certinho para cima de Tan, colocando o Grupo Jeguk. acima da felicidade dos filhos. Para ela o que interessa são as parcerias feitas nos negócios. O casamento de ambos os filhos não passaram de um negócio entre empresas; união entre impérios. Na verdade todas as famílias de classe alta retratadas no dorama passam pela mesma situação. Casamento por amor? Isso é balela.
Não bastasse todas as complicações, o ex amigo de Kim Tan, Choi Young-do, decide que quer ficar com Eun-sang. no início parece que é apenas para tirá-la de Kim Tan, mas ele acaba gostando dela de verdade, embora o jeito de demonstrar isso não seja o ideal. Por ser um jovem com uma certa carência de afeto, é difícil tratar as pessoas de um modo diferente da hostilidade.

*_____*
Confesso que passados os primeiros episódios, comecei a achar a história super clichês. Sabe aquela sensação de "já vi isso em algum lugar"? Pois então, senti isso demasiadamente durante o dorama. Mas a atuação de Lee Min Ho está um show! Sério, desde as cenas de choro até as de beijo me deixaram emocionada.
Falando em beijo, quem assiste doramas sabe que a grande maioria dos beijos são sem sal pra caramba, nesse dorama também são, mas assistam o episódio 16 e sintam todo o amor e calor que nosso Min Ho tem para dar! haha
A foto ao lado, é só para vocês também favoritarem o ator! hahah.
É complicado falar de um dorama inteiro, de 20 episódios, tendo 1 hora de duração cada um, em apenas uma postagem. Por isso, sinto que tudo o que eu disse aqui vai deixar muito a desejar, mas se eu falar mais vou acabar entregando a história de bandeja para vocês e vai acabar perdendo a graça. Então ASSISTAM e me digam o que acham (e se o Min Ho não é O CARA!) haha.
Só posso adiantar que gostei bastante do dorama, embora o final não tenha sido tão satisfatório. Acredito que a intenção do final foi dizer que a história continua, que a vida segue seu curso, mas fiquei com a sensação de incompletude, sabe. E fiquei morrendo de pena do irmão do Kim Tan. :/


Quanto a trilha sonora, estou IN LOVEE! Amei todas as músicas, mas em especial: Bite my lower lip (eSNa), Serendipity (2Young) e My Wish (Lena Park).

Se quiserem conferir esse dorama, façam o download gratuito dos episódios dos blogs Portal SAED e no Meteor Dramas (precisa fazer cadastro).

 ****
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)