18 de maio de 2016

RESENHA: A Filha do Norte

Editora: Novo Século
Autor(a): Luisa Soresini
Número de Páginas: 496

Sinopse: Tudo começa quando Michelle e Meredith saem para ver as flores. Uma tempestade faz com que a bruxa perca Michelle de vista. A menina, desnorteada, sai em busca de ajuda e avista uma mansão enorme e antiga. Pensando que não mora ninguém na casa, Michelle entra no local para se abrigar e é surpreendida ao ser recebida por uma governanta tão sinistra quanto a casa, que a deixa com medo. Seu instinto lhe diz que há algo de errado, mas essa sensação passa quando entra na casa e se depara com um ambiente completamente diferente daquela fachada macabra que vira. O interior da mansão é maravilhoso, bonito e sofisticado, assim como os seus donos: os irmãos Vergamini.
O que Michelle não imagina é que às vezes é necessário ouvir nossos instintos. Ela está em perigo e talvez nem suas amigas, Elza e Meredith, as bruxas do Leste e do Sul, consigam salvá-la.
Olá gente lindaa!!
Hoje, dando continuidade ao mês de divulgação do livro "A Filha do Norte", venho falar sobre minhas impressões. Apesar da capa sombria, trata-se de um livro infanto-juvenil e não de terror. Os personagens (todos!) são extremamente cativantes e a leitura é bem fluida. Como vocês podem ver, eu gostei bastante da leitura, mas tenho algumas ressalvas a fazer no decorrer desta resenha. Confiram!

Antes de mais nada, preciso dizer que me enganei completamente quanto ao gênero desse livro. Quando li a sinopse do livro (e essa capa, também, né gente?!) eu tinha certeza de que se tratava de um thriller, um suspense e até mesmo um terror, porém não é o que encontramos em "A Filha do Norte". De certo modo, o início do livro é bastante sombrio, tanto pela chegada de Michelle na cidade de Mafaldi, quanto pelas estranhas bruxas, Elza e Meredith, que usam disfarces para acolhê-la. Além disso, em determinado momento, Michelle se perde na floresta que rodeia a cidade e vai parar em uma grande mansão mal-cuidada. Nessa mansão vive os Vergamini, sete irmão, aparentemente lindos e hospitaleiros. Aparentemente.

Por conta da chuva, Michelle aceita o estranho convite dos sete desconhecidos para passar a noite na mansão e ir embora no dia seguinte, porém o que ela menos esperava era que os setes jovens tivessem uma forma tão diferente da que aparentava quando a receberam. São todos monstros.
Feita prisioneira e, muitas vezes, torturada, Michelle não acredita que passará por tudo isso mais uma vez. Ao longo do livro, sabemos que ela foge do próprio passado e de um monstro que a persegue e a quem ela teme com todo seu ser, porém isso é tudo o que a autora nos revela.
"Contudo, para mim, era muito difícil aguentar meu passado sozinha. Quanto mais longe eu ia, mais parecia que aquele monstro estava por perto." (página 39)
Um século antes, os irmãos Vergamini foram amaldiçoados por duas bruxas, curiosamente, as mesmas bruxas que acolherão tão docemente Michelle. A partir de então, passaram de humanos a criaturas sombrias e cruéis, com características diversas. Todos sem um pingo de piedade ou misericórdia, que matam não apenas por sobrevivência, mas por prazer.
No entanto, Michelle, além de uma presa certa, se mostra um desafio aos sete monstros. Ela não demonstra medo algum e, por vezes, os enfrenta. Pela curiosidade e vontade de fazê-la temê-los, eles vão adiando a morte da garota, tentando desvendar o mistério chamado "Michelle".
"- Não nos acha traiçoeiros? - perguntei surpreso.
Ela não os achava maus? Será que também não me via como mau? Afinal, eu era como eles. Odiado e abandonado por todos.
- Trair é coisa de gente... Gatos são bons demais para fazer algo assim!"
(página 112)
Michelle é aquele tipo de personagem bem pragmático, ao mesmo tempo que tem um passado doloroso e sombrio, tem uma força inimaginável. É totalmente altruísta e pensa apenas em fazer com que as pessoas que a rodeiam sejam felizes. Porém, ela possui uma baixa-estima extrema. Confesso que, apesar de ter simpatizado com Michelle logo no início do livro, fiquei incomodada com tanta bondade, com o fato de ela se esforçar tanto para agradar os irmão Vergamini, que desejam matá-la. Tudo bem que ela não tem nada a perder. Não tem uma família para chorar sua morte, nem nada, Mas não achei convincente alguém ser tão totalmente boa. Isso existe? Alguém sem mágoa, sem raiva, que compreende prontamente as maldades das pessoas e tenta aceitá-las. Eu acho que não. Ninguém 100% bom!
E é justamente essa característica de Michelle que vai conquistando os irmãos Vergamini, um a um. E o fato de que ela consegue enxergá-los para além de suas aparências repugnantes.
"- Vocês estão criando inimigos tão fortes quanto vocês, quando poderiam ter aliados e amigos muito poderosos. Você, o Carl e o Christofer se sentem sós, mas não conseguem enxergar que não estão." (página 229)
***
Se eu gostei do livro? Adorei! Mas, confesso que no desenrolar da história eu sentia cada vez mais falta do clima sombrio do início. O que eu esperava ser um thriller/terror acabou se tornando um infanto-juvenil, um YA de fantasia, sei lá...
Não estou dizendo que isso seja ruim, só que não era o que eu estava esperando da história (a surpresa pode ser um ponto positivo, né?!). Porém, devo esclarecer que fiquei super curiosa para saber o que espera por Michelle e os Vergamini após o final INACREDITÁVEL (e imperdoável, viu Luisa?!) do livro. Ao que parece, os Irmão Vergamini são com o que Michelle menos tem de se preocupar. Há algo muito pior à espreita. E o destino de Michelle parece ainda mais complexo que seu passado. Afinal, ao que tudo indica ela é a Filha do Norte, o que quer que isso signifique...

Classificação:

***
Beijos e amassos!!

Um comentário

  1. Saudações Lady Amanda,
    Tenho visto muitas postagens dessa obra por vários reinos, e em cada um deles posso pegar um pedacinho de elogio e de impressões. O que é delicioso e aguça bastante o desejo de leitura!

    Venha visitar o Castelo
    Att Ana P. Maia ♛ The Queens Castle

    Resenha: O Segredo dos Elfos
    Música em Crônica: Felina
    Resenha: Um amor em Barcelona

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)