30 de março de 2015

RESENHA: Tensão (Collide #1)

Editora: Arqueiro
Autor(a): Gail McHugh
Número de Páginas: 336

Sinopse: Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?

Olá gente lindaaa!!!
Hoje venho falar de um dos lançamentos de fevereiro da Editora Arqueiro, o livro "Tensão", o primeiro volume da trilogia Collide. Você já deve ter visto algo sobre esse livro pipocando nas redes sociais, afinal, tá todo mundo adorando.
O livro não apresenta nenhum ingrediente extraordinário ou muito diferente do que já lemos por ái... trata-se de uma garota que se sente grata ao namorado (babaca) e, por isso, tenta negar seus sentimentos em relação ao amigo dele. Em teoria é só isso, mas.... a escrita de Gail McHugh e os personagens criados por ela não te deixarão em paz até que você termine a leitura. Eles vão entrar na sua cabeça, principalmente o dono de um par de olhos azuis penetrantes...

Emily perdeu a ma~e há poucos meses e, com a ajuda do namorado Dillon, parte para Nova York, deixando seu passado e suas lembranças para trás, no Colorado. Mais do que amor, Emily sente uma enorme gratidão por tudo o que Dillon fez nos últimos meses, por todo o apoio emocional e financeiro que lhe deu desde a morte da mãe. Claro que essa gratidão (não amor) fica a cada página mais óbvia apenas para o leitor. Emily se recusa a admitir que não ama o namorado.
Bem, quando ela conhece Gavin, o "Sr. Alto, Moreno, Gostoso e Bonitão", vários fatores - além do fato inegável de que o cara é irresistível - fazem com que seja muito fácil para Emily se sentir perigosamente atraída por ele. Um desses fatores, se me permitem dizer, é o fato de o namorado Dillon ser um babaca não ser mais o mesmo. Desde que Emily se mudou para Nova York, ela tem notado um certo sentimento de posse do namorado em relação a ela, sem contar as noite que ele diz estar trabalhando. Ele não pede nada para ela, ele simplesmente ordena e espera que ela obedeça, como se fosse algo básico. Talvez, pelo fato de tê-la ajudado financeiramente com sua instalação na cidade, ele se sinta como seu dono.
"Ser um troféu não estava entre seus objetivos de vida. No entanto, desde que se mudara para Nova York, Dillon parecera querer forçá-la a assumir esse papel. Quando saíam juntos, ele a exibia para os poucos amigos que Emily tivera a chance de conhecer. Ela também notara uma mudança no comportamento de Dillon, tratando-a como se fosse seu dono. Às vezes era fofo - coisa de namorado -, mas na maioria das ocasiões tinha algo de autoritário e perturbador." (página 24)
O modo como ela conhece Gavin, por outro lado... um encontro ao acaso e a mútua aração que recebe um balde de água fria quando ambos descobrem a identidade um do outro. Emily é namorada de Dillon que, por sua vez, é amigo de Gavin. Não tem como dar mais errado, né?! Assim, tentando negar a atração que sentem um pelo outro, eles precisam se acostumar ao fato de que terão de dividir o mesmo espaço por muitas e muitas ocasiões e, acima de tudo, tentar manter-se longe um do outro.
"- Concordo plenamente. O destino e os caminhos se apresentam para a gente. É como se tudo fosse um quebra-cabeça enorme que, no final das contas, acaba se encaixando." (página 14)
Não precisa ser nenhum gênio pra saber que essa proximidade constante não vai dar muito certo, né?! É impossível não comparar o babaca do Dillon com a perfeição de homem que é o Gavin... só não entendo por que Emily não percebe. Na verdade, no fundo ela percebe, sim, mas fica se prendendo a um senso de gratidão em relação ao namorado. Desnecessário.
E não bastasse o comportamento totalmente questionável de Dillon, a mãe dele ainda consegue ser ainda mas desagradável. É por causa de mulheres como ela que há uma nuvem negra sobre a palavra "sogra". Ô mulherzinha insuportável! Sério, nem sei se o amor é capaz de fazer alguém - em sã consciência, claro - aceitar se casar com alguém sabendo que uma sogra dessas estará sempre por perto. #DeusMeLivre
Bem, voltando ao Gavin, além de ser inquestionavelmente lindo, sexy e bem-sucedido, o cara é tudo de bom. O genro que mamãe pediu a Deus. <3 E vai ficando cada vez mais difícil resistir um ao outro e, acima de tudo, ignorar as diferenças discrepantes entre Dillon e Gavin. "Sinto muito, Dillon, mas você não tem chance alguma. Não há como competir."
"Ele a estudou por um instante.
- Você está feliz com Dillon, Emily?
Ela mordeu o lábio, tensa.
- Por que quer saber isso?" (página 112)
"Gavin gerava um maremoto de emoções dentro dela, maior e bem mais perigoso do que qualquer coisa que já conhecera." (página 193)
***
Eu super recomendo, claro!
Como eu disse anteriormente, não se trata de um livro extraordinário, original ou qualquer coisa do tipo, mas isso não o faz menos interessante ou menos viciante. Uma leitura agradável com cenas hot de tirar o fôlego e um tal "Sr. Alto, Moreno, Gostoso e Bonitão" que toda mulher pediu a Deus.
GENTEEEE, e o que foi o final desse livro? Juro pra vocês que eu fiquei procurando folheando as páginas finais do livro, procurando "pelo resto da história" hahah. Agora só me resta esperar )desesperadamente) pela sequência. Já estou sentindo abstinência de Gavin Blake.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)