14 de junho de 2018

Na Telinha ou na Telona... #128

Olá gente lindaaaa!
A indicação de dorama da semana é o sensacional "Money Flower" (Flor do dinheiro), um dos melhores (se não o melhor!) doramas sobre vingança que eu já assisti. E se tem Jang Hyuk (Fated to Love You, Beautiful Mind) no papel principal, não tem como dar ruim, né?!
"Money Flower" foi ao ar de 11 de novembro de 2017 a 3 de fevereiro de 2018, pela emissora sul-coreana MBC.

Sinopse: O poder do capital é tão forte que está envolvido em todos os aspectos da sociedade. As pessoas fazem praticamente qualquer coisa para proteger o dinheiro que têm e ficam completamente loucas quando sofrem uma pequena perda...
Todos pensam que tem poder sobre o dinheiro... Mas não seria o dinheiro que tem poder sobre as pessoas? 

ELENCO PRINCIPAL:

- Jang Hyuk como Kang Pil Joo (Diretor administrativo do Cheong-A Group e ex-advogado; ele é tão dedicado ao trabalho - muitas vezes sujo - que é conhecido como "o cachorro da Cheong-A"; seu objetivo é tornar Jang Boo Cheon presidente da empresa);
- Park Se Young como Na Mo Hyun (Ativista ambiental e professora substituta de ciências; é filha de um famoso deputado);
- Jang Seung Jo como Jang Boo Cheon (Neto mais velho da família Jang e herdeiro da fortuna do grupo Cheong-A; filho de Jang Mal Ran);
- Lee Mi Sook como Jang Mal Ran (a nora mais velha de Jang Kook Hwan, diretor da Fundação Cheong-A);
- Lee Soon Jae como Jang Kook Hwan (fundador e dono do grupo Cheong-A - o próprio capiroto desse dorama).

Minha opinião: Amei!
Já na sinopse sabemos que o que comanda e controla os personagens de "Money Flower" é o dinheiro, né?! E logo no primeiro episódio, nosso protagonista afirma, com todas as letras, que ele "transborda ganância". E essa é uma frase da qual devemos nos lembrar até o final.
A princípio conhecemos Kang Pil Joo como advogado devotado ao grupo Cheong-A, atualmente na posição de diretor administrativo da empresa. Ele é conhecido como o "cachorro da Cheong-A", porque é sempre responsável por resolver os problemas da empresa e, muitas vezes, fazer o trabalho sujo para manter o nome dos Jang (donos do grupo) sempre "limpo" e longe de qualquer burburinho.
Já no início do dorama vemos que Kang Pil Joo tem uma relação muito próxima com Jang Mal Ran, a nora mais velha da família Jang, e com Jang Boo Cheon, o neto mais velho. Percebemos também que ele se comporta, de fato, como o "cachorro da Cheong-A", até mesmo indo para a prisão no lugar de Boo Cheon (mais de uma vez). É difícil, portanto, entender o que se passa. Até que... a real identidade e a real intenção de Pil Joo vêm à tona.
Há mais de vinte anos, Pil Joo foi preso no lugar de Boo Cheon pela primeira vez, quando ainda nem se conheciam. E ao saber da identidade e da família de Boo Cheon, Pil Joo sai da prisão e faz o possível para ser aceito na família Jang como um "subordinado", um faz-tudo e se propõe a fazer de Boo Cheon o presidente da Cheong-A, e faz disso seu objetivo de vida. 
O que pode nos fazer pensar que Pil Joo é um homem ganancioso, mas suas razões para fazer isso e se juntar à família Jung por mais de vinte anos são muito mais profundas.
Ele deseja vingança. E, não, não quer vingar o fato de ter sido preso no lugar em Boo Cheon, mas o fato de sua mãe e seu irmão mais novo terem sido assassinados a mando de ninguém menos que Jang Mal Ran, há três décadas. Pil Joo é, na verdade, o filho mais neto mais velho da família Jang, mas é um filho fora do casamento. Por isso sua mãe e seu irmão morreram... e ele se sente no dever de fazer algo para vingá-los. Nada melhor que causar e assistir a derrota da megera Mal Ran e todos os Jang.
Quando eu disse que "Money Flower" se tratava de uma das melhores histórias de vingança, eu não estava exagerando. Pil Joo passou VINTE anos planejando e executando seu plano de vingança. A jogada final, no entanto, foi fazer com que Boo Cheon se casasse com Na Mo Hyun, uma ativista ambiental e filha de um deputado que irá se candidatar à presidência do país. Com o passar dos episódios acompanhamos Pil Joo planejar e executar perfeitamente a aproximação de Boo Cheon e Mo Hyun, de  modo a fazer com que a moça acredite se tratar de um encontro natural, resultado de coincidência ou destino.
Ao longo dos episódios, desenvolvemos sentimentos conflitantes em relação a diversos personagens, Boo Cheon, por exemplo, apesar de não ser o melhor dos homens, se apaixona de verdade (o que não o impede de fazer muita merda, claro), além de ser mais uma vítima nessa história, né?!
Mo Hyun, por sua vez, merece ser verdadeiramente feliz e eu torci muito para que ela encontrasse essa felicidade ao lado de Pil Joo, em vez de Boo Cheon. Sem contar que, como eu adoro casais com uma história no passado, shippei muito Mo Hyun com Pil Joo, porque ele se conheceram muitos anos antes, sem que Mo Hyun sequer imagine que Pil Joo, hoje advogado e amigo de Boo Cheon é, na verdade, o seu primeiro amor. (Uma dica: trata-se de uma história de vingança, então tentem não focar no ship ou no romance).
Pil Joo, por sua vez, mesmo sabendo disso (e também apaixonado por Mo Hyun) precisa fazer uma escolha, e escolhe a vingança, em vez do amor. Como eu sofri ao vê-lo abrir mão dos próprios sentimentos em nome de uma vingança. Mas, quem assistir ao dorama verá que apesar de um tanto irracional gastar (perder?) vinte anos de sua vida em nome de uma vingança, isso passa a parecer razoável, justificável. Tanto que passamos a torcer para que ele consiga se vingar e mal esperamos pelo momento em que a megera irá descobri a real identidade de seu braço direito. A família Jang como um todo (um todo mesmo!) é bem podre. Todos os membros da família são lixos humanos que só pensam em dinheiro, poder, controle, etc. 
O que posso dizer sobre a atuação IMPECÁVEL de Jang Hyun? Ele deu um verdadeiro show! Como é possível expressar tantas coisas apenas com os olhos? Em diversas cenas foi possível ver a raiva contida, o sofrimento reprimido de Pil Joo sem que ele dissesse uma única palavra, apenas por meio de seu olhar e alguns músculos faciais. Ele é o cara!
E em outros momentos, quando algumas coisas pareciam ter dado errado ou saído do controle, fiquei maravilhada ao ver que NADA acontecia sem que fosse planejado por Pil Joo. Cada detalhe, cada acontecimento era previsto, evitado, causado, controlado por Pil Joo. Não há ponto sem nó. Kang Pil Joo, eu te venero!
Quanto à trilha sonora, minhas músicas favoritas foram: My Way (M.C. the Max), Flame (Hani Solji - EXID), Healing (Lee Suk Hoon feat. Bubbledia), Dreamy Love (Hyo Rin) e Waiting Here For You (Min Kyung Hoon).

Se quiserem conferir esse dorama, os 24 episódios estão disponíveis no Star Dramas Fansub (necessário cadastro) e no Viki.

***
Espero que vocês gostem!!

Beijos e amassos!!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)