28 de fevereiro de 2019

Na Telinha ou na Telona... #143

Olá gente lindaaa!!
A indicação de dorama da semana é "The Undateables (Os Inconquistáveis), também conhecido como "Handsome Guy and Jung Eun", que comecei a assistir em maio de 2018 (isso mesmo!), mas acabei meio que abandonando. Na época eu estava gostando muito, principalmente por ler leve e divertido, mas acabei me enveredando para o drama cheio de sofrência e desgraceira "Come and Hug Me" (que eu amei demais!), que acabei esquecendo dessa gracinha. Porém, como umas das minhas resoluções de ano novo é terminar os 165647485 doramas que comecei no último ano, cá estou...
"The Undateables" foi ao ar na emissora sul-coreana SBS, de 23 de maio a 19 de julho de 2018.

Sinopse: Os Inamoráveis é sobre um homem, Hoon Nam, que se recusa a amar e uma mulher, Jeong Eum, que sonha em se apaixonar perdidamente, mas desiste da ideia ao encarar a realidade das coisas. Os dois se oferecem para ajudar pessoas solteiras a se apaixonarem, mas, em meio a tudo isso, acabam se apaixonando um pelo outro. Hoon Nam torna-se oficialmente o segundo filho da DMJ Foods quando sua mãe biológica, que o teve fora do casamento, morre. Por causa desse fato, ele nunca acreditou no amor e tem a capacidade de se distanciar o bastante para não ser emocionalmente afetado pelos outros. Jeong Eum, por outro lado, é do tipo que dá tudo de si, seja no dia a dia ou na vida amorosa. Ela acredita que quem ama mais é mais feliz, e foi por isso que seu primeiro amor a deixou cheia de cicatrizes. Fique ligado e veja como esses dois aparentemente perdidos e tolos acabam se apaixonando!

ELENCO PRINCIPAL:

- Namkoong Min como Kang Hoon Nam (Um especialista em relacionamentos que não acredita no amor. Tem como isso dar certo?);
- Hwang Jung Eum como Yoo Jung Eum (Uma ex-mergulhadora da equipe nacional de mergulho que acaba abandonando a carreira por conta de um trauma e se tornando uma "casamenteira" em uma agência de relacionamentos);
- Choi Tae Joon como Choi Jun Soo (Um fisioterapeuta competente e amigo de infância de Jung Eum);
- Oh Yoon Ah como Coach Yang (Treinadora da Equipe Nacional de Mergulho; melhor amiga de Jung Eum, além de ser sua ex-treinadora);
- Jung Moon Sung como Yook Ryong (primo de Hoon Nam);
- Jo Dal Hwan como Charlie (editor de uma revista).

Minha opinião: Gostei!
Vou começar essa resenha sendo bem sincerona e admitindo que só comecei a assistir ao dorama por causa do elenco, estava doida para saber como a atriz gritadeira de "Kill Me, Heal Me", "She Was Pretty" e "Secret Love" (Hwang Jung Eum) se daria com nosso eterno "Chief Kim"(Namkoong Min).
A história gira em torno de Kang Hoon Nam e Yoo Jung Eum. Ele é dono de uma galeria de arte dedicada a brinquedos e ela é uma ex-mergulhadora. Seus caminhos se cruzam diversas vezes ao longo dos anos (coisa de destino que eu amo nos doramas!), e cada um desses encontros é engraçadíssimo.
Cinco anos atrás, antes de Jung Eum abandonar a carreira na equipe nacional de mergulho, Hoon Nam presencia uma cena lamentável em que nossa protagonista se humilha no meio de um aeroporto para convencer o ex-namorado a não abandoná-la.
Ela sequer notou a presença de Hoon Nam, afinal estava perdida em meio a seu sofrimento e humilhação. Hoon Nam, no entanto, lembra bem na cena que presenciou e a reconhece ao reencontrá-la anos depois.
São muitas as situações inusitadas que acontecem toda vez que esses dois se encontram! hahaha
Após a desilusão amorosa e o trauma relacionado à água, Jung Eum deixou de ser atrela e seu pai a registrou em uma empresa relacionamentos, na esperança de encontrar um namorado para a filha. No entanto, após algum tempo ela passa de cliente a funcionária e agora precisa bancar a "casamenteira".

Hoon Nam, por sua vez, embora nunca tenha tido de fato um relacionamento, escreve uma coluna sobre relacionamentos (que é publicada por seu amigo Charlie, o editor de uma revista, como se ele próprio tivesse escrito) e ele é considerado um especialista em relacionamentos. Que irônico!
Acontece que, após ter sido encarregada de encontrar um parceiro para cada um dos membros considerados "inconquistáveis", Jung Eun se vê em uma situação desesperadora.
O único jeito é tentar contatar o famoso especialista em relacionamentos e pedir aquela mãozinha para conseguir manter seu emprego... sem saber que Hoon Nam é o tal especialista. Como eu comentei antes, toda vez que esses dois se encontram é confusão na certa, por isso nenhum deles fica feliz ao se reencontrarem. A princípio, pelo menos...
Com a convivência forçada eles acabam se tornando uma boa dupla, ela aprende uma coisa ou outra e ele aos poucos recebe partes de um brinquedo esgotado para sua coleção pessoal. O trato é: a cada cliente "inconquistável" que Hoon Nam ajuda a encontrar um parceiro, Jung Eum retribui com uma peça de um brinquedo raro, uma edição especial do boneco de lata, de O Mágico de Oz.

Tudo vai muito bem, obrigada... até que Hoon Nam resolve fazer uma aposta (bem infantil, inclusive) com seu primo: ele aposta que conquistará Jung Eum e depois dará um fora nela. Tem como isso dar certo, gente? Claro que não! Sabemos bem qual é o resultado frequente desse tipo de aposta (clichezão dos doramas): ele se apaixona por ela e ela descobre sobre a tal aposta. 😒
Apesar do ótimo elenco, da história de cada um dos personagens, tem um probleminha... para mim o casal principal teve ZERO química. Não achei que isso fosse acontecer. Ambos são lindos, talentosos pra caramba, mas... não gostei muito da combinação. Na verdade, não consegui ser cativada por Hoon Nam (que me aparece afetado demais, o verdadeiro boneco de lata da história - e, sim, há essa analogia ao longo dos episódios). Mas admito que até essa "afetação" dele tem explicação, dada a relação problemática com o pai, a mágoa, etc. Aos poucos ele vai se abrindo e melhorando, mas... ainda assim não me cativou. Não é o que podemos chamar de "mocinho tradicional de doramas".
Me envolvi muito mais com a história de Jung Eum e seu amigo de infância, Choi Jun Soo. Apesar de não ter exatamente "shipado" ela com o melhor amigo (afinal, sou dorameira velha, já tô mais esperta pra ship errado ahahah), achei que eles tiveram muito mais química e que a história deles daria um belo romance, apesar de toda a história do passado que faz com que os (re)encontros dos protagonistas sejam obra do destino.
Além de achar o protagonista muito afetado, achei o casal secundário, formado pela treinadora Yang e pelo primo de Hoon NamYook Ryong, infantis além da conta. Sério, o quanto dessa infantilidade é realidade na Coréia? Fica aí o questionamento.
Uma coisa de que eu gostei muito em "The Undateables" é que ao final de cada episódio há alguma mensagem, alguma frase (conclusão) sobre relacionamentos. Como, por exemplo:
"Relacionamentos são como peças de dominó. É difícil colocar as peças em ordem, mas leva um segundo para derrubá-las. Os fragmentos de emoções são erguidos para serem derrubados. É isso que é um relacionamento." (Episódio 6)
Quanto a ost, adorei essas: Only You (Nick & Sammy), If It's Not You (Huh Gak), Slowly (Soobin) e Your Name (Yoo Yeon Jung).

"The Undateables" tem 32 episódios (de apenas 30 minutinhos cada) e está disponível no Viki e no Fighting Fansubs (necessário cadastro).

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Deixe sua opinião ou sugestão e faça uma blogueira feliz! :)