3 de maio de 2018

Na Telinha ou na Telona... #122

Olá gente lindaaa!!
Hoje vim falar de um dos (senão "O") doramas mais engraçados que eu já assisto. Estou falando de "Welcome to Waikiki" (Bem-vindo à Waikiki), também conhecido como "Go Go Waikiki", "Eulachacha Waikiki" ou "Laughter in Waikiki", que fez fez chorar de rir em TODOS os episódios.
O dorama foi ao ar de 5 de fevereiro a 17 de abril de 2018, pela emissora sul-coreana JTBC. E foi tão bem recebido que, em vez de ter os 16 episódios inicialmente programados, acabou recebendo quatro episódios extras, totalizando 20 episódios. E sabem o que eu quero? Uma segunda, terceira, quarta... temporadas.

Sinopse: Kang Dong Goo é um diretor de cinema que já foi muito amado, mas hoje é um azarado artista que tem dificuldades para sobreviver na indústria do cinema. Ele também cuida da irmã mais bonita, a aspirante a repórter Kang Seo Jin e da ex-namorada, a modelo Min Soo Ah. 
Chun Joon Ki é um aspirante a ator que só faz papéis de apoio, e além disso, só causa problemas. Bong Doo Shik é um roteirista. Ele veio para Seul querendo alcançar seus objetivos, mas ao invés de produzir seus próprios trabalhos, Bong Doo Shik acaba trabalhando para os outros para se sustentar. Com a sugestão de Chun Joon Ki, os três amigos abrem a pensão Waikiki para ganhar dinheiro com o objetivo de produzir um filme.
E antes mesmo que eles possam olhar para frente, eles acabam falidos. Tudo parece estar desmoronando, mas a chegada de uma nova hóspede muda tudo: a mãe solteira Yoon Ah. Agora hospedando pessoas com quem eles se importam, eles não podem deixar a pensão cair em ruínas. 
ELENCO PRINCIPAL:

- Kim Jung Hyun como Kang Dong Goo (um jovem de bom coração, mas é um "ícone do infortúnio" que sonha em se tornar diretor de cinema; tende a se irritar facilmente; administra uma pensão com a irmã mais nova e dois amigos);
- Lee Yi Kyung como Lee Joon Ki (um ator desconhecido que ganha a vida atuando em papéis menores; deseja ser um ator tão bom e renomado como o pai, mas deseja chegar ao topo por seu próprio talento, não por influência);
- Son Seung Won como Bong Doo Shik (um escritor de livros online; é o mais romântico e gentil dos amigos);
- Jung In Sun como Han Yoon Ah (uma mãe solteira que aparece na Pensão Waikiki e deixa tudo de cabeça para o alto);
- Ko Won Hee como Kang Seo Jin (irmã mais nova de Dong Goo; deseja ser jornalista, mas ainda não conseguiu passar em nenhuma entrevista);
- Lee Joo Woo como Min Soo Ah (ex-namorada de Dong Goo e ex-modelo famosa; após ser enganada pelo "novo namorado", acaba pedindo abrigo na pensão do ex).

Minha opinião: Amei!!
Gente, vou logo dizendo que NUNCA ri tano na minha vida. Sério!
"Welcome to Waikiki" é uma comédia que gira em torno de três amigos que administram uma pensão. Acontece que a pensão não é o sonho de nenhum deles, é apenas uma maneira de ganhar a vida e conseguir dinheiro para realizar seus respectivos sonhos. Acontece que a pensão não anda muito bem...
Como se não bastassem as dificuldades de se manter uma pensão praticamente sem hóspedes, administrar as dívidas e tentar alcançar seus objetivos (individualmente), os amigos Kang Dong Goo, Lee Joon Ki e Bong Doo Shik, além da irmã mais nova de Dong Goo, Seo Jin, que também vive na pensão, precisam lidar com o aparecimento misterioso de um bebê.
Isso mesmo, além de todos os problemas, de uma hora para a outras eles precisam lidar com o fato de que agora há um bebê sob seus cuidados, cuja mãe, inicialmente, é um mistério.

A princípio a história gira em torno dos três amigos atrapalhados e sem qualquer vocação, cuidando de um bebê. No entanto, com o passar dos episódios vamos conhecendo a vida e o sonho de cada um deles. Dong Goo é cínico e "estouradinho", seu sonho é ser um diretor de cinema; Joon Ki sonha em ser um ator famoso, e deseja chegar ao topo sem a ajuda ou influência do pai, que é um ator renomado; Doo Shik sonha em ser escritor, mas escreve histórias de ficção científica e posta na internet, Seo Jin, por sua vez, sonha em ser jornalista.
Com "Welcome to Waikiki", não tem tempo ruim. Não há tristeza ou desânimo que sobreviva a qualquer episódio desse dorama, pois os três amigos são tão engraçados e azarados que acada episódio um, outro ou todos acabam se envolvendo em situações hilárias, improváveis e divertidíssimas. Acho que o dorama é todo trabalhando no "non sense", mesmo ahaha.
Claro que ao longo dos episódios alguns assuntos mais sérios são abordados, como ser mãe solteira na Coréia, assédio sexual em entrevistas de emprego, abuso de poder por parte de superiores no trabalho, etc. No entanto, o que prevalece é o humor e a relação entre os amigos.
Com o passar dos episódios esses "círculo de amigos" vai aumentando, incluindo Han Yoon Ah, mãe de Sol, a bebê encontrado na pensão no início do dorama, uma mãe solrteira com um passado bastante sofrido; e Min Soo Ah, a e-namorada de Dong Goo, que após terminar o namoro de forma nada simpática, começar um novo relacionamento e ser terrivelmente enganada, volta com o rabinho entre as pernas e acaba se tornando uma hóspede de longo prazo (e sem um tostão) na pensão do ex. Não tem como isso ser menos do que muuuuito engraçado.
Embora todos os personagens sejam extremamente engraçados, não posso negar que o maior motivo de risadas (e muita vergonha alheia) foi Joon Ki. gente, como eu ri com as situações absurdas em que ele se metia, com os papéis esdrúxulos que ele conseguia nos filmes e dramas, com tudo pelo que ele tinha que passar para conseguir cada papel, por menos que fosse. Todas as cenas são impagáveis! E o apelido que ele dá para a coitada da Seo Jin: Chewbacca. Só assistindo para saber o motivo ahahha E quando souberem entenderão que esse apelido é mais do que perfeito!
Além da comédia pura, também há momentos de romance, alguns previsíveis, outras bastante improváveis. E o que dizer de do doce e ingênuo Doo Shik, que se apaixona à primeira vista a cada dois ou três episódios haha. Judiação. Se alguém nessa vida tem o dedo podre pra romance, esse é Doo Shik.
E não posso deixar de mencionar que a grande estrela desse dorama não foi o trio de amigos, a mãe solteira ou a ex-namorada desabrigada, mas a linda, fofa e sorridente Sol. gente, que bebê mais linda!

Até agora eu só falei de todo o aspecto cômico do dorama, do quanto eu ri, do quão inusitadas são as situações, as relações, etc. O que eu não disse é que por traz de todas as risadas produzidas por esse dorama, também há muitas reflexões sobre sonhos, sobre como devemos lutar para realizá-los, sobre como a idade não importa quando o assunto é sonhar. Pode ser que nossos sonhos pareçam distantes, impossíveis, improváveis, nós só teremos certeza disso se lutarmos. É melhor falhar do que se arrepender por nunca ter tentado. Em "Welcome to Waikiki", todos os personagens estão em busca de seus sonhos e mesmo quanto tudo conspira contra, eles não desistem. E, mais importante de tudo, estão sempre juntos, (quase) sempre apoiando uns aos outros. Outra mensagem que o dorama nos passa é que quem tem amigos, tem tudo <3.

Quanto a trilha sonora, minhas músicas favoritas foram: I'm Doing Well (Choi Sang Yeob), Waikiki Wonderland (Ulala Session), I'll Come in (MIND U) e Grown Up (Cho Eunae).

Os 20 episódios estão disponíveis no Drama Fever (para usuários premium) e gratuitamente no Kingdom Fansubs (necessário cadastro).

***
Espero que vocês gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)