29 de abril de 2013

RESENHA: As Violetas de Março

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Sarah Jio
Número de Páginas: 304

Sinopse: Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio.Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar.
Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes. Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta.
Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história.
Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades.

Olá gente lindaaaa!
Ahhhh que sensação gostosa que a leitura de "As Violetas de Março" proporcionam. Não é daqueles livros onde há só romance ou só suspense e assim por diante. O livro dosa um pouco de cada coisa de uma maneira que, não poderia de modo algum, ser diferente. Há romance na quantidade certa, mistério na quantidade certa e, o que eu mais gostei: realidade na quantidade certa! O mais incrível (e humilhante para minha reles pessoa) é que Sarah Jio escreveu o livro em apenas dois meses!

Emily Wilson acaba de assinar o divórcio. Após seis anos de casamento, o marido, Joel resolve sair de casa para viver com outra mulher. A casa que tão carinhosamente ambos decoraram anos trás, com todos os móveis e utensílios que ambos escolheram juntos... como conviver com tudo isso se está sozinha?
A fim de tentar passar por essa fase de separação definitiva e não ficar em casa sozinha remoendo lembranças contidas em cada canto da casa, Emily resolve visitar sua tia Bee, em Bainbridge, ilha onde passava as férias até a adolescência. Emily nem se lembra de quanto tempo faz que não visita a tia, mas sente que é o momento perfeito para isso.
Ao chegar, pronta para passar o mês de março inteiro na antiga casa construída na década de 1940, Emily tenta voltar a escrever. Passaram-se sete anos desde o lançamento de seu único livro, que foi um grande sucesso, mas desde então ela não conseguiu escrever mais nada.
Porém, ao encontrar um livro, ou talvez seja um diário na gaveta do criado mudo ao lado da cama, Emily tem a chance de amadurecer um bela história em seu coração. Talvez ela volte a escrever, mas não antes de tentar desvendar o tal diário.
Com o passar dos dias, Emily quase não se lembra do motivo que a levou à ilha de tão absorta que ficou na leitura do diário. Quem seriam Esther e Elliot? Qual será o final da história de amor que tinha tudo para dar certo, mas que passou por tantos tumultos? 
"Esther, desde o dia em que esculpimos nossos nomes na Rocha do Coração quando tínhamos dezessete anos, eu sabia que pertencíamos um ao outro - para sempre." (Carta de Elliot para Esther, transcrita no diário - página 81)
Em meio às experiências presentes no diário, aos segredos de família e ao reencontro com um amor de adolescência, Emily vai se recuperando da tristeza do término de seu casamento sem nem perceber. Em certos momentos, além de nos perguntarmos sobre o que acontecerá com os personagens do diários setenta anos atrás, nos perguntamos qual será o futuro de Emily. Ela ficará com o ex-namorado Greg, com quem viveu bons momentos há muitos verões atrás, com o carismático e sedutor Jack, homem que acaba de conhecer e que a tia parece detestar ou voltará com o ex-marido Joel?
"Ele quebrou o biscoitinho para ler a tira de papel.
- "Você vai encontrar a resposta para aquilo que está procurando." Percebe? - disse ele. - Totalmente sem sentido. Você pode interpretar de um milhão de maneiras diferentes.
Abri o meu e fitei fixamente as palavras: "Você vai encontrar o amor verdadeiro no presente, olhando para o passado."
- O que o seu diz? - Greg perguntou.
- Nada de significativo - falei. - Você está certo. É totalmente absurdo. - Dobrei cuidadosamente o pedaço de papel e o coloquei em meu bolso."
(página 156)
Logo fica claro que todos têm um segredo. Bee, o vizinho Henry e a melhor amiga de Bee, Evelyn. Todos parecem compartilhar o mesmo segredo e ela acredita que tenha relação com o diário que anda lendo às escondidas. Será possível que aquelas pessoa tenha mesmo existido e não sejam apenas personagens criados por uma boa escritora?

"Perguntei a Bee se ela queria que eu ficasse com ela, se queria um ombro para chorar, mas ela disse que não, que apenas precisava dormir.
Eu também, mas não com as palavras de Evelyn flutuando em minha cabeça. Como ela conhcecia Esther? Como o diário foi parar ali, no quarto de hóspedes de Bee? E por que Evelyn acreditava que aquelas palavras foram feitas para ser encontradas - para ser encontradas por mim?"
(página 171)

*****
Devo dizer que "As Violetas de Março" me encantou. Comecei a ler sem nenhuma expectativa e sem ter lido nenhuma resenha sequer. Como você sabem, eu já disse muitas vezes que AMO histórias que ficam mesclando presente e passado, né?! Bem, neste livro, através do diário o leitor acompanha as duas histórias correntes e torce por cada personagem, torce por cada final feliz. Em vários momentos durante a leitura, o livro me fez lembrar "A Casa das Orquídeas" e "A Última Carta de Amor", justamente por essa mescla de épocas. Diversas vezes me peguei tentando adivinhar o desfecho e ligando as pontas soltas durante a trama (e, algumas vezes eu acertei na mosca).
A leitura flui facilmente e, antes que se perceba, você já leu muitas páginas e não sente vontade de parar de ler. Eu super recomendo para você que gosta de romance, para você que gosta de mistério e segredos de família. E, assim como todos os livros que apresentam cartas e diários.. o livro entrou para os favoritos. ^^

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

37 comentários

  1. Oi Amandaa,
    Também gosto dessa mescla de passado e presente, principalmente quando há segredos e mistérios envolvidos. Parece ser uma leitura muito gostosa. Certamente é um dos próximos que lerei da NC.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Este livro é dos que estão no topo de desejados...adorei a sinopse, resenha e a autora é super simpática...

    ResponderExcluir
  3. acredite, essa é a primeira resenha que vejo deste livro! apesar de estar fazendo um bafáfá tremendo né :P
    minha amiga leu e amou demais... ficou encantada por ele e agora estou doida para ler ;~~
    não acredito que a autora fez esse livro em apenas 2 meses?!?!?!?! :O

    ResponderExcluir
  4. Li esse livro a algumas semanas, se tornou um dos meus favoritos desse ano!!!
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ual, como assim escreveu um livro em 2 meses? E pelo jeito fez um ótimo trabalho não é?
    Também adoro histórias que mesclam passado e futuro! E ainda por cima o livro tem duas histórias em uma neh? É gostoso pq a gente fica torcendo pras duas terem finais felizes!
    Fiquei louca pra ler!
    Bejos!

    ResponderExcluir
  6. A capa do livro já tinha gostado e agora depois da resenha fiquei mais interessada RRS
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Deve ser muito emociante esta história! Não conheço nada da autora, mas pelo o que o pessoal vem comentando deste livro, estou ficando ansiosa para conseguir lê-lo.

    ResponderExcluir
  8. Li a resenha e gostei,gosto de historia da mocinha que termina com o ex e volta para sua cidade e encontro seu amor da adolescência e la descobre muitas coisas.....interessante.

    ResponderExcluir
  9. Já faz algum tempo que este livro está na minha listinha de livros que eu NECESSITO comprar, mau li uma resenha e já havia me apaixonado já pela capa, fato. Depois fui lendo resenhas que me agradaram e muito e fizeram a minha vontade de ler aumentar. Conheci este livro pouco antes de terminar de ler ''COmo Romeu e Julieta'' que também é uma obra perfeita e pra quem gosta de livros com esse estilo escritos de diários eu indico.
    Bom, to aqui na torcida.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Eu queria encontrar um diário assim como o do livro *----*
    Parece ser muito interessante, ainda mais porque histórias onde a personagem principal sofreu por causa de divórcio e encontrar a história de outro casal...Hare Baba, quero muito ler *o*

    ResponderExcluir
  11. Ia ser tão daora encontrar um diário assim, que relatasse algo tão antigo mas ao mesmo tempo tão interessante e bonito!
    A história aparenta ser bem gostosa de ler.

    ResponderExcluir
  12. Tão bom quando pegamos um livro sem nenhuma expectativa e ele nos surpreende né?
    A Casa das Orquídeas está na minha wishlist faz tempo e agora As Violetas de Março também entrou haha
    Tudo culpa dessa ótima resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Bem complexo isso. Hoje em dia poucas pessoas querem um relacionamento duradouro, e quando encontra a pessoa certa não a valorizam, é realmente uma pena. =/ Adorei a trama do livro e essa resenha me instigou a ler. haha Já li o 1º capitulo e estou super, mega, hiper curisoa para saber o restante da trama. *---* Essa capa que é um amor tbm <3

    ResponderExcluir
  14. Eu estou louca para adquirir.
    Aqui na minha cidade demora um pouco para chegar :(
    Eu fiquei super mega curiosa depois da sua resenha, adoro ler opiniões antes de embarcar na aventura de um novo livro! rs

    ResponderExcluir
  15. Ai, eu estou louca pra ler esse livro! Já li algumas resenhas e todas estão elogiando, sem contar que essa história parece fazer super meu gênero. Mistura de romance e suspense sempre dá certo ^^ Amo livros com segredos,que nos deixa curiosa pra desvendar. Amo livros que mesclam presente e passado². Sempre crio muitas expectativas, tomara que seja realmente bom como dizem :D ´tima resenha, beijos!
    http://prisioneiradaspalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Estou desejando esse livro.
    Acredito que seja uma leitura muito envolvente.
    Essa é mais uma resenha que leio e fico ainda mais encantada com essa história.
    Bjks.

    ResponderExcluir
  17. O livro me parece ótimo, logo que a história é emocionante logo no inicio da vida de Emily. Pela resenha vi que ela tem de enfrentar varias coisas. Com certeza é um dos meus desejados nesse mês.

    ResponderExcluir
  18. deve ser legal um livro assim que mescle tantos estilos. Eu prefiro romance mas gosto de um pouco de mistério então acho que vou gostar
    ainda mais por ela ser escritora

    ResponderExcluir
  19. Deve ser uma leitura bem agradável.. daquelas de fim de tarde .. Principalmente que não foca só em romance, ou só em qualquer outra coisa. Além disso, a mistura entre o passado e o presente deve ser muito bom, amo livros assim. Ouço todos falarem mas ainda não tenho :/

    ResponderExcluir
  20. O,O escreveu em apenas dois meses? e com toda positividade da resenha? O.ooo deve ser realmente bom!! A pitada de mistério me fez querer ler, adoro esse tipo de história.

    ResponderExcluir
  21. Eu tb adoro essa alternância entre passado e presente e fiquei espantada por ela ter conseguido escrever em dois meses apenas! Caramba!

    ResponderExcluir
  22. Oi,amei a resenha,uma leitura maravilhosa,realmente deve ser emocionante acompanhar Emily nesse retiro em busca da inspiração perdida.
    Também acho interessante livros ou filmes onde os protagonistas são escritores.

    ResponderExcluir
  23. Achei o máximo a inspiração da autora.Ser capaz de concluir uma obra em dois meses,é porque estava muito inspirada e motivada.Dou meus parabéns a ela pela obra,que pelo que eu li é muito boa,uma escritora a procura de algo que transforme sua vida e lhe dê outros caminhos para melhor viver.Gostei do seu ponto de vista e vou adorar descobrir mais sobre o livro.

    ResponderExcluir
  24. Eu estou apaixonada pelo livro desde o lançamento , mas é a primeira resenha que leio dele e me deixou muito feliz, apesar de que romance não me atrai muito, mas também gosto dessa coisa de presente e passado !

    ResponderExcluir
  25. Gostei muito do livro, muito.
    Apesar de achar as primeiras 100 páginas um tanto mornas e a protagonista rapidinha demais em se libertar da dor da separação no casamento, logo a história tomou um rumo delicioso. Especialmente quando descoberto o diário, que é uma história à parte, que só enriquece a leitura.
    Impossível não torcer pelas personagens. Adorei as velhinhas Bee e Evelyn, maravilhosas. E surpresas gostosas encantam a leitura!

    ResponderExcluir
  26. cara olhei o nome do livro, e pensei: esse livro deve ser muuito chato, mas não, achei muito interessante! e a história não era nada do que eu esperava

    ResponderExcluir
  27. Amo demais livros no passado, tanto que amo de todo o coraçao A casa das orquídeas, essas histórias que mexem com o passado, que emocionam, que refletimos, choramos e amamos com os personagens são os melhores! :D

    ResponderExcluir
  28. Ainda não li este livro, mas estou curioso.

    ResponderExcluir
  29. ''Não é daqueles livros onde há só romance ou só suspense e assim por diante.'' AAH GRAÇAS AO PAI! esses livros são tãão sem graça, ficam tão repetitivos é que nem livro de high school!

    ResponderExcluir
  30. Acho que essa parada de "mulher que está sofrendo, viaja para um lugar da sua infância, encontra um livro ou diário, e através dele começa a pensar na própria vida", já está bem batido. O que me levaria a ler esse livro são essas pitadas de mistério.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  31. Sempre que leio resenhas sobre o livro, fico cada vez mais ansiosa para ler. Cada vez gostando mais de livros desse gênero.

    ResponderExcluir
  32. Estou me corroendo de vontade de ler esse livro. Já vi tantos elogios em relação a ele que já perdi a conta. A capa é muito bonita e parece ter uma história interessante. Quero muito ler ^^

    Um beijo.

    @escrevendomundo

    ResponderExcluir
  33. gostei bastante da sinopse e fiquei simplesmente encantada pela capa e quero muito ler e me encantar, pois ja sei que esse livro vai me fisgar completamente, acho impossivel não se encantar por ela e seus personagens, além de uma leitura prazerosa promete ser reflexiva também e isso é muito bacana

    ResponderExcluir
  34. Adorei a resenha, fiquei maravilhada com a autora, e o que me impressiona e que o livre me parece muito bom, e que a autora e excelente por escrever um livro (que me parece ser) bom em tão pouco tempo.

    ResponderExcluir
  35. É realmente muito gostoso ler um livro que tem de tudo um pouco, e proporciona uma leitura tão gostosa.
    O livro parece muito bom, personagens bem construídos,história boa e uma capa linda.

    ResponderExcluir
  36. Sinto que esse livro vai mexer um dia comigo! Eu ainda não o tenho, mas a vontade que tenho de tê-lo é muita. Acho interessante o fato de a história mesclar entre o passado e o presente, e envolver romance e mistério nas 304 páginas. E com quem será que Emily terminará? Ah, quanto mistério, quanta curiosidade. :)

    ResponderExcluir
  37. Own que lindo,amei a história.Quase chorei aqui,porque eu realmente acho que às vezes a única coisa a se fazer é centrarmos em nós mesmos e descobrir quem somos.Fiquei curiosa pra descobrir mais sobre a história e sobre esse diário :D

    adriana medeiros

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)