21 de março de 2013

Na Telinha ou na Telona... #17


Olá gente lindaaaa!
Eu finalmente consegui terminar de assistir um dorama coreano que comecei há uns seis meses (ou mais): A Thousand Day's Promise.
E... é um K-drama lindo! "Então, por que você demorou tanto para assistir, Amanda?", vocês podem perguntar. Eu respondo: Porque a carga dramática do dorama é tão grande, a história é tão forte que, além de chorar a cada episódio, eu não me sentia preparada para o episódio seguinte. Por isso, sempre dava uma pausa durante o episódio e um intervalo de dias (semanas...) entre um intervalo e outro, até ter condições de prosseguir. Quando eu contar um pouco sobre a história vocês vão me entender.

Sinopse: Lee Seo-yeon, uma mulher de espírito livre, está tendo um caso secreto com Park Ji-Hyung, um arquiteto que tem uma noiva. Ao ouvir que os pais de Ji-Hyung fixaram a data de seu casamento, Seo-yeon termina com ele. Mas ela não tem tempo para lamentar sobre sua separação dolorosa, pois logo em seguida é diagnosticada com  Alzheimer, uma doença muito improvável para uma mulher de 30 anos de idade. Ji-Hyung, ao saber sobre a doença de Seo-yeon, rompe o noivado apenas dois dias antes do casamento para retornar à sua ex-namorada (amante). Apesar da oposição veemente de seus pais e até mesmo de Seo-yeon (que não quer ser um fardo para ele), resolve enfrentar tudo para cuidar dela, casando-se com ela. O marido é apaixonado e dedicado a cuidar de sua mulher doente, que está perdendo a sua capacidade de se lembrar. Apesar de sua condição constrangedora, o casal tenta se agarrar ao amor e experimentá-lo até o fim. Eles têm uma filha e encontram a felicidade na vida conjugal de vez em quando, mesmo que ambos estão bem cientes de que um fim trágico os aguarda.


ELENCO PRINCIPAL:


- Soo Ae como Lee Seo-yeon - trabalha como líder de equipe em uma editora de livros; sonha em ser escritora, mas tem sua vida virada de cabeça para baixo após um diagnóstico médico;
- Kim Rae-won como Park Ji-hyung arquiteto, filho de médico e de uma família tradicional; é noivo a quase uma década com Hyang gi, mas tem um caso (e é apaixonado) por Seo-yeon.
- Lee Sang-woo como Jang Jae-min - primo de Seo-yeon e amigo de Ji-hyung, é o primeiro a saber da doença da prima.
- Park Yoohwan como Lee Moon-kwon - irmão mais novo de Seo-yeon; um rapaz esforçado e 'única família' da irmã, com quem foi abandonado quando criança pela própria mãe.
- Jeong Yu-mi como Noh Hyang-gi - completamente apaixonada e dependente de Ji-hyung com quem tem um noivado arranjado a vários anos; moça delicada, ingênua e um tanto submissa. 


Como eu mencionei, o dorama apresenta um carga dramática tão intensa que, embora você se solidarize com a história e fique curioso em relação ao que está por vir, é quase impossível assistir dois episódios seguidos. Pelo menos foi assim comigo.
Lee Seo-yeon tem apenas 30 anos, mas possui uma vida de muito sofrimento. Abandonada com o irmão mais novo ainda quando criança pela própria mãe (que fugiu com outro homem logo após a morte do marido), cresceu sob os cuidados e caridade da tia (a quem ama como uma mãe). Não tem uma relação muito boa com a prima, que more de ciúmes dela. Há pouco tempo conseguiu comprar um apartamento para dividir com o irmão. Tudo parece bem, né?! Mas não.... após um ano tendo um caso com Park Ji-hyung, por quem sempre foi apaixonada (uma vez que este é amigo de seu primo, com quem morou boa parte da vida), eles precisam terminar. Ele tem um noivado arranjado por sua família há vários anos e, para evitar desonrar os pais, assim que a data do casamento é marcada, ele precisa se separar de Seo-yeon. Não bastasse levar um pé na bunda do amor de sua vida, Seo-yeon é diagnosticada com Alzheimer. Isso mesmo, Alzheimer com apenas 30 anos. Já imaginou o drama que deve ser isso? 
No início, ao ser diagnosticada, Seo-yeon não aceita, o que é aceitável, né?! Ela não conta para ninguém e se recusa a tomar a medicação prescrita pelo médico. Porém, seu irmão encontra o resultado de seus exames e aí, o circo é armado. Muito relutantemente ela começa a tomar os remédios, mas não quer que ninguém saiba.
Porém, Ji-hyung, vive tentando contatá-la, vive ligando e, quando não consegue, liga para o primo a fim de saber como ela está, como ela está reagindo à separação. Porque, para falar a verdade, ele próprio não está nada bem. Ele não ama a noiva e, embora ela possa perceber isso, está decidida a se casar. Ji-hyung, por sua vez, tenta esquiar-se, tenta dizer à mãe que não quer se casar, que ama outra pessoa, mas o quão difícil será terminar um noivado de quase uma década dias antes do casamento? Quais consequência isso traria para sua família?
Bem, o fato é que Ji-hyung precisava de um motivo definitivo (mais ainda que seus próprios sentimentos) para enfrentar seus pais (e os pais de sua noiva) e, quando fica sabendo da triste situação de Seo-yeon, decide largar tudo, enfrentar todos para ficar ao lado dela.
Claro que, a última coisa que uma mulher quer é a pena do homem que ama, né?! E ela sabe que, se ela não estivesse doente, ele talvez não teria terminado seu noivado por ela. Ela está decidida a mantê-lo afastado e, seguir sua vida normalmente até o dia em que comece a fazer coisas estúpidas que denunciem sua saúde.
Só posso dizer que, A Thousand Day's Primose não é um dorama com final feliz. De jeito nenhum. Mesmo que Ji-hyung fique ao lado dela e, de alguma forma consiga convencê-la de que ele a ama e que o que o motiva a querer estar perto dela não é pena, nós, desde o princípio sabemos qual será o desfecho.
Episódio após episódio nós sofremos com a evolução da doença de Seo-yeon e, consequentemente, com sua decadência e depressão.
Não bastasse isso, a consciência que ela tem da própria doença e do fato de ela "estar se perdendo de si mesma" torna tudo ainda mais triste. Afinal..... ela tem apenas 30 anos, né?! Quão desesperador isso deve ser?
Até o último minuto ela procura esconder sua situação dos colegas de trabalho e da família, mas chega o ponto em que é necessário abrir o jogo... gente.... como não se emocionar?
Apesar no milhão de lágrimas que derramei, eu super recomendo o dorama, pois acredito que ele passa uma bonita mensagem: APROVEITE MAIS A VIDA, AME MAIS, DIVIRTA-SE MAIS.... PREOCUPE-SE MENOS, IRRITE-SE MENOS... a vida, além de curta, pode nos apresentar diversos obstáculos e fardos que podemos não suportar. Ela pode nos surpreender de diversas formas, sejam elas boas ou ruins.

Quanto a trilha sonora, ela contribui ainda mais para te arrancar mais e mais lágrimas. E, é claro.... as músicas sempre começam na hora certa, né?! Tem duas, em especial, que são lindas (e tristes) e que me fizeram soluçar derramar algumas lágrimas quando tocadas em diversos momentos críticos de Seo-yeon e Ji-hyung, são elas: It Hurts Here (Baek Ji Young) e Like Words Being Said For The First Time (Shin Seung Hoon).

São apenas 20 episódios que você encontra disponíveis para download no Suporte Yö assim como a trilha sonora. E aí, vai conferir?

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

5 comentários

  1. Necessito assistir A Thousand Day's Promise... Muito bom a forma que você descreveu a estoria, super amei!

    Tem legendado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yassui!!!

      O dorama é legendado sim! Deus me livre de tentar entender coreano! hahahah
      Você, provavelmente vai encontrar online no viki.com. Assista e depois de diz o que achou, ok?!

      Beijos

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)