22 de março de 2018

Na Telinha ou na Telona... #116

Olá gente lindaaaa!
Hoje vim falar de mais um dorama que maratonei em fevereiro, "Go Back Couple" (Voltem, cônjuges) , também conhecido como "Go Back Spouses" e "Confession Couple".
Como vocês podem notar, após um tempo mergulhada na dissertação, consegui (finalmente!) tirar o atraso e me acabar de tanto assistir doramas no último mês. A-D-O-R-O!
"Go Back Couple" foi exibido pela emissora sul-coreana KBS2, de 13 de outubro a 18 de novembro de 2017 e prometia ser uma comédia, mas...

Sinopse: Choi Ban Do e Ma Jin Joo formam um casal infeliz. Agora com 38 anos, eles já não se aguentam mais por terem se casado ainda muito jovens. A paixão morreu, e também a tolerância, fazendo com que ambos se arrependam de suas decisões. Choi Ban Do sustenta a casa e Ma Jin Joo se sente sufocada sendo uma dona de casa. Aos poucos, eles começam a se odiar e a perceber que o casamento foi um erro.
Mas erros podem ser corrigidos. Choi Ban Do e Ma Jin Joo viajam no tempo e voltam para época da universidade. E antes mesmo de conseguirem se recuperar do choque, os amigos começam a aparecer. São as pessoas e os melhores momentos da vida de Choi Ban Do e Ma Jin Joo. Agora, pela segunda vez, eles vão se separar ou continuarão juntos?

ELENCO PRINCIPAL:

- Son Ho Jun como Choi Ban Do (trabalha vendendo remédios e paga seus pecados tendo que fazer todos os tipos de favores para os médicos e empresários, a fim de levar dinheiro para casa e sustentar a esposa Jin Joo e o filhinho);
- Jang Na Ra como Ma Jin Joo (é uma dona de casa que se dedica ao filho de três anos 24 horas por dias, fazendo com que ela não tenha tempo para cuidar de mesma);
- Heo Jeong Min como Ahn Jae Woo (melhor amigo de Ban Do; no passado era o mais fraco da universidade e se apaixona por uma líder de torcida; atualmente é super musculoso); 
- Lee Yi Kyung como Go Dok Jae (melhor amigo de Ban Do; no passado cultivava longos cabelos pretos, era charmoso, porém inocente; atualmente é caso, mas trai e é traído); 
- Han Bo Reum como Yoon Bo Reum (melhor amiga de Jin Joo; no passado era líder de torcida, atualmente é professora de ginástica para mulheres); 
- Cho Hye Jung como Cheon Seol (melhor amiga de Jin Joo; é virtuosa e sarcástica; atualmente viaja e escreve livros sobre viagem).

Minha opinião: Amei!
Bem, quem acompanha minhas indicações de doramas sabem que eu adoro viagem no tempo, por isso "Go Back Couple" chamou minha atenção, já que um casal infeliz tem a chance de voltar ao passado e mudar tudo. Trata-se de uma história de amor contada de trás "de trás para frente". Em vez de acompanharmos o início da relação entre os protagonistas, começamos justamente pelo fim: o divórcio do casal protagonista após 18 anos juntos.
A primeira cena do dorama é do casamento de Choi Ban Do e Ma Jin Joo, e a cena seguinte já é a do divórcio, mostrando que o "felizes para sempre" mostrado nos doramas nem sempre o fim da história. Em seguida, somos apresentados a alguns acontecimentos ocorridos um mês antes do divórcio, o que parece ter sido a gota
Em 2017, Choi Ban Do e Ma Jin Joo estão casados e infelizes após 18 anos juntos, 14 de casamento. Ambos estão naquela fase em que os casais questionam os motivos de terem se apaixonado e se casado, sem encontrar qualquer explicação razoável. Eles mal se comunicam, não entendem os problemas um do outro e culpam o outro por seu fracasso e infelicidade.
Ma Jin Joo, que no passado era uma jovem bonita, vaidosa e carismática hoje é uma ahjumma, uma dona de casa e mãe de um garotinho de 3 anos, a quem dedica as 24 horas do seu dia, , mal tendo tempo para fazer suas próprias refeições.
Choi Ban Do, por sua vez, passa a maior parte do dia (e da noite também) trabalhando. Ele vende remédios e tem de se sujeitar a todo tipo de humilhação por parte do médico e diretor do hospital para quem vende seus remédios, tendo de lidar até mesmo com os casos extraconjugais do sujeito, de modo a negligenciar o próprio casamento, a própria esposa e o filho pequeno.
Todos os dias Ban Do tem um dia de cão fora de casa, fazendo com que ele seja incapaz de encarar a própria esposa. Já Jin Joo se sente sobrecarregada por ter de cuidar do filho praticamente sozinha, já que o marido nunca está presente, nem mesmo nos momentos em que mais precisa, quaando o filho fica doente no meio da noite, por exemplo. Isso tudo e várias mágoas cultivadas e não discutidas ao longo dos anos de casamento começa a pesar e deixá-los infelizes. Assim, o resultado a que chegam é o divórcio.

E eis que no dia e que os papéis do divórcio são assinados e ambos retiram suas respectivas alianças, algo mágico acontecem: eles acordam 18 anos no passado, especificamente em 1999, ano que se conheceram. E ambos tem a chance de fazer tudo diferente, de evitar um ao outro, de tentar seguir caminhos separados. A chance de reviver a juventude, rever os amigos e... o primeiro amor.
E, como é de se esperar, há muitas cenas engraçadas, já que ambos voltam a ter 20 anos, mas com uma cabeça de 38 anos. Morri de rir com a Jin Joo, que mesmo de volta ao corpo de 20 anos, continua pensando e falando como uma ahjumma.
No entanto, mesmo se tratando de uma comédia romântica, "Go Back Couple" me fez chorar em quase todos os episódios, em especial nas cenas que envolviam a mãe de Jin Joo ou o filhinho do casal. No primeiro caso, a emoção fica por conta do fato de que, em 2017, a mãe de Jin Joo já é falecida, e Jin Joo se ressente do fato de não ter dado seu último adeus, assim, de volta ao passado, ela deseja ficar cada minuto ao lado da mãe, e ao mesmo tempo que é engraçado pelo fato de toda a família estranhar o comportamento "grude" de Jin Joo, é impossível não se emocionar. No segundo caso, nos solidarizamos coma tristeza de Jin JooBan Do ao percebem que o filho pode nunca vir a existir uma vez que eles mudem toda sua história.
E, claro, sabendo que tanto Jin Joo quanto Ban Do estão extremamente machucados pelo relacionamento fracassado (embora um desconheça a dor do outro por falta de diálogo), acabamos torcendo para que sejam felizes separadamente. E... as definições de ship errado são atualizadas nesse dorama, pelo menos até certo ponto.
E a maior parte das cenas engraçadas fica por conta do grupo de amigos do casal. Nossa como eu ri com essa turma! Fico imaginando quantas memórias engraçadas e divertidas eu própria tenho com meus amigos, que nos farão rir daqui a vinte anos. O que eu achei bem legal nesse dorama é o fato de que cada episódio apresenta um epílogo, que mostra, o que aconteceu originalmente em cada situação em 1999, pra termos uma noção do que os protagonistas estão fazendo diferente nessa segunda chance. E fiquei me perguntando se eu faria algo diferente se pudesse voltar ao passado...
É interessante acompanhar o processo de cura de Jin Joo e Ban Do, quando a mágoa que sentem um pelo outro vai passando e eles passam a ver as coisas com mais clareza, a ver os pontos em que erraram. Ver como a euforia de estar novamente com 20 anos vai passando e dando lugar à saudade do filho e a ansiedade por saber como voltar para o futuro. Enfim, para mim "Go Back Couple" não é um dorama sobre segundas chances ou sobre fazer novas escolhas, mas sobre como lidar com as antigas escolhas, como mudar o futuro a partir de reflexões acerca dos erros cometidos, não a parir de mudanças feitas no passado. É um dorama sobre a difícil realidade de (con)viver com alguém, sobre o fato de que as pessoas são diferentes, que as pessoas mudam, assim como todas as coisas e de como é importante que haja diálogo em todo e qualquer relacionamento. Temos o hábito de esperar que o outro saiba o que estamos pensando, que adivinhe nossos sentimentos, já que achamos tudo tão óbvio (eu já esperei isso incontáveis vezes, confesso), mas não é bem assim. As palavras têm de ser ditas. Uma cena que mostra isso muito bem é quando Jin Joo, aos prantos, pede o divórcio e Ban Do concorda. Há uns segundo de silêncio em que ambos esperam que o outro volte atrás, que o outro peça desculpas ou tente pensar em outra alternativa. Nessa cena fica claro que ambos ainda se amam, embora não saibam como dizer isso em meio à rotina cansativa. Dorama mais do que recomendado.

Em relação à ost, as músicas de que mais gostei foram: Confession (Choi Nakta), Dream (Lucia), Wind Song (Sohyang), AMAZING (Hong Dae Kwang) e Perfect Life (Every Single Day feat. Mxxg)

Se quiserem conferir esse dorama incrível, os 12 episódios estão disponíveis online no Drama Fever (para usuários premium), Viki (para assinantes Viki Pass) e gratuitamente no Kingdom Fansubs (necessário cadastro).

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)