17 de fevereiro de 2014

RESENHA: Poseidon

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Anna Banks
Número de Páginas:288

Sinopse: Galen é o príncipe de Syrena enviando à terra para encontrar uma garota que pode se comunicar com peixes. Emma está de férias na praia quando ela litaralmente corre de encontro a Galen. Ambos sentem um conexão, mas vai demorar vários encontros incluindo um mortal com um tubarão para Galen se convencer dos dons de Emma. Agora se ele pelo menos pudesse convencer Emma de que ela segura consigo a chave para seu reino... Contado a partir de ambos dos pontos de vistas, Emma e Galen, aqui está uma história de peixe fora d'água, humor que intriga e ondas de romance.

Olá gente lindaaaa!!
Hoje é dia de resenha! EEEEEEE o/
Eu sei que vocês surtaram com tantos lançamentos bons da editora Novo Conceito esse mês, por isso venho dividir com vocês minhas impressões sobre mais um desses lançamentos, o primeiro livro da trilogia "O Legado de Syrena", Poseidon.

Emma é uma jovem que sempre se destacou por diversos motivos, dentre eles sua aparência exótica. Com cabelos tão loiros que quase chegam a ser brancos e olhos violeta, ela não passa despercebida. Soma-se a isso o fato de a garota ter dois pés esquerdos e viver tropeçando pelos cantos. Se não chama a atenção pela aparência, com certeza ela dá um jeitinho de atrair todos os olhares para si da maneira mais constrangedora possível.
É assim que ela conhece Galen, se é que por conhecer você entenda esbarrar no garoto e ficar com a 'cara' colada naquele peitoral perfeito.
"Talvez ele esteja esperando que eu me equilibre. Talvez ele esteja esperando que eu reúna meu orgulho. Espero que ele tenha o dia todo para isso." (página 7)
A convite de sua amiga Chloe e sua família, Emma tem a oportunidade de passar as férias de verão em uma praia na Califórnia. Porém, o que era para ser diversão acaba se transformando em tragédia quando Chloe é atacada por um tubarão.
No momento do ataque, Emma estava com a amiga e por instinto, ela acaba 'comprando a briga' com o tubarão e nem se dá conta de que passa mais tempo debaixo da água do que seria normal para um ser humano. Porém, Galen está por perto e presencia a luta de Emma. Ele tem quase certeza: ela só pode ser uma Syrena.
Galen é um Syrena. E agora vocês devem estar se perguntando: "Que diabos é um Syrena?", a resposta é simples, uma 'sereia' (embora Galen e os Syrenas odeiem essa denominação dada pelos humanos). os Syrenas vivem no fundo do oceano (lógico) e são proibidos de ter contato com os humanos, Galen é uma exceção, pois é o Embaixador da Terra e tem como função observar os seres humanos e, com isso, impedir que seu povo seja descoberto.
Curioso em relação a Emma e as características que o fazem acreditar que ela é uma Syrena, Galen se mantem em terra firme e se matricula no colégio onde Emma estuda. Rachel, uma das poucas humanas em quem confia e que, após ter a vida salva por Galen não poupa esforços para ajudá-lo, dá um jeitinho de fazer com que Galen faça TODAS as matérias com Emma.
Claro que o reencontro entre Emma e Galen vai ser um tanto quanto confuso. Ela ainda se sente constrangida pelo modo como se conheceram e ele acredita que ela é uma Syrena e sabe disso. A bagunça está armada, né?!
"E sinto a respiração falhar. Galen. Ele está parado na porta... Não, ele está cobrindo a porta... Segurando apenas um fichário e com cara de irritado. E já está olhando para mim." (página 39)
Com o passar do tempo (pouco tempo, pois a história acontece bem rápido), e após um mal entendido criado pela mãe de Emma, ela e Galen fingem estar namorando. Ao passarem mais tempo juntos e após ele revelar que é um Syrena, ele suspeita que além de ser uma syrena, Emma é descendente de Poseidon, ao contrário dele que é descendente de Tritão.
O povo syrena é dividido em dois reinos (inimigos?), Poseidon e Tritão e, por conta de um acontecimento do passado, se Emma for mesmo uma Syrena de Poseidon e possuir o Dom, ela deve acasalar (isso mesmo, acasalar) com Grom, irmão de Galen e Rei dos Syrenas para garantir a segurança e a paz de todo o povo syrena.
"- Diz para mim o que você teria feito se fosse eu. O que teria feito se tivesse que escolher entre a sobrevivência da raça humana... (...) - diz ele, sem fôlego. Percebo que nunca vi Galen sem fôlego. - Diga se seria fácil abandoná-los se, com isso, pudesse ter a única coisa que quis a vida toda? Diga, Emma. O que você escolheria?" (página 260)
****
Gente, o que posso dizer sobre esse livro?
Nem eu entendi ainda o que achei da história. por um lado eu gostei da narrativa, mas por outro eu me decepcionei com várias coisas...
Senti falta da mitologia no livro. Sim, apesar do título e da tentativa de contextualização histórica, achei que ficou tudo muito vago. Espero que nos próximos volumes dessa trilogia o foco não seja no romance 'proibido' de Emma e Galen e sim na mitologia, ou que haja, pelo menos, um equilíbrio entre essas duas coisas.
Me diverti bastante com a inocência de Galen em relação ao mundo humano. De verdade. Porém esse jeito dominador dele me irritou algumas vezes. Outra personagem que me matou de irritação foi a Emma. Sério, gente, não consegui engolir a protagonista. Ela é extremamente chata, teimosa e irritável. Sem contar que aceitou muito facilmente toda essa história de syrenas e a possibilidade de ser uma.
Para mim os personagens secundários (Rayna e Toraf) é que foram interessantes, e espero um pouco mais de destaque para eles nos livros seguintes.
Mas uma coisa é certa: depois do final inesperado eu só posso aguardar ansiosamente pela sequência.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Um comentário

  1. Realmente os lançamentos de Fevereiro estão cada qual melhor....mas por incrível que pareça, este foi o que menos me chamou a atenção...nem sei dizer porque, acho que pelo fato de eu não gostar muito de fantasia, mas claro que vou ler e tirar minhas conclusões também né, hehe.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)