26 de fevereiro de 2014

(Pre)Destinação...

Déjà vu ou Déjà vi, segundo diversas definições é uma sensação de reconhecimento. Uma sensação de lembrança que ocorre através de uma memória de algo que aconteceu rapidamente e, de alguma forma ficou armazenado a longo prazo.  Porém, me pego pensando numa definição para o oposto a isso. Que nome dar à sensação, não de lembrança, mas de pressentimento.
Como chamar quando encontramos alguém e, de alguma maneira desconhecida, sabemos que essa pessoa nos será especial até o fim dos nossos dias? Pode ser que em um primeiro momento haja apenas uma rápida troca de olhares, mas não importa. Haverá um reencontro. Não se sabe quando. Não se sabe onde. Mas é inevitável.
Certa tarde a garota andava apressada pela calçada. Estava sempre correndo, sempre atrasada. Um garoto atravessava a rua, com seus inseparáveis fones de ouvido. O choque entre eles foi inevitável. Não apenas porque ambos estavam olhando apenas para os próprios passos. Mas porque o destino não brinca em serviço.
Em meio ao livros, sacolas, chaves e tudo que é possível encontrar em uma bolsa feminina, uma troca de olhar, tão rápida quanto um piscar de olhos e ao mesmo tempo tão lenta quando o desabrochar de uma flor. A partir daquele momentos eles estavam unidos. Finalmente. E, ainda que não fizessem ideia, esse seria apenas o primeiro encontro.
Um rápida troca de desculpas. Mal puderam observar o rosto um do outro. A garota apressada voltou a andar rapidamente. Estava sempre correndo, sempre atrasada. O garoto, com seus inseparáveis fones de ouvido também seguiu seu caminho, andando despreocupadamente. Tudo pareceria igual, não fosse o fato de que tudo havia mudado. Agora que o destino finalmente os colocou em seus devidos lugares, no caminho um do outro, o emaranhado de fios invisíveis que os unem, iniciaram seu desemaranhamento. É uma questão de tempo para o próximo encontrão, para a próxima troca de olhares. Pra que se percebam. Para que se notem. E nunca voltem a se separar. É inevitável. É mais que um pressentimento, é , de certa forma, um preenchimento.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)