5 de agosto de 2013

RESENHA: Vovó Vigarista

Editora: Intrínseca
Autor(a): David Walliams
Número de Páginas: 240

Sinopse: Se você acha que toda vovozinha é igual, precisa conhecer a avó de Ben. Ela poderia se passar por uma senhorinha qualquer: é velha, usa um casaquinho lilás e faz palavras-cruzadas. Toda sexta-feira Ben dorme na casa dela, e isso para ele é o fim. No jantar sempre tem repolho, a tevê nunca funciona e a avó o faz ir para a cama às oito da noite. E no dia seguinte nem tem aula!
Como qualquer outro menino, Ben acha tudo isso chato demais. Ou pelo menos achava, até descobrir que a coisa toda não passa de um disfarce: vovó, na verdade, é uma vigarista internacional, a ladra de joias mais procurada do mundo. Agora, juntos, eles vão planejar o maior roubo de todos os tempos.
Você, é claro, vai rir bastante. E pode até chorar. Mas nunca, nunca mais vai pensar em vovós como antes.
Olá gente lindaaaaa!
Hoje trago para vocês mais uma resenha resultada da minha semaninha sem internet.... mais tempo para ler, sabem como é. Vovó Vigarista é um livro infantil / infanto-juvenil lançado pela Intrínseca em junho e, vou contar pra vocês, viu.. que livro delicinha!

Aos 11 anos, o dia da semana que Ben mais odeia é a sexta-feira, quando após a escola os pais o deixam na casa da avó e só voltam para busca-lo no sábado. A avó é uma chata! Além de fazê-lo dormir cedo e ficar fazendo palavras cruzadas, ela fede a repolho! Sem exagero, tudo o que ela cozinha é de repolho: bolo de repolho, sopa de repolho.... arghhhh (não é de se espantar que ela cheire a repolhos, né?!).
"Só mais alguns anos, pensava, e seria mais alto, mais peludo, cheio de espinhas, e suas noites de sexta-feira seriam bem diferentes." (página 18)
Porém, sua opinião muda quando sem querer ele descobre que a avó é muito mais que uma simples vovozinha, uma velha chata. Ela é uma grande ladra internacional. Parece loucura, né?! Mas, não bastasse Ben encontrar muitas jóias no pote de biscoito ele pela a avó com a boca na botija numa tentativa de assaltar a joalheria.
"Bem correu para casa em sua bicicleta, sem sequer perceber a queimação nas pernas e a dor no peito. Estava indo tão rápido que achou que podia ser multado por excesso de velocidade. Sua mente girava tanto quanto as rodas.
Será que aquela vovózinha velha e chata podia mesmo ser uma criminosa?!
Uma vovó vigarista?!" (página 73)
A partir daí sua relação com a avó muda e muito. As sextas-feiras ficam bem mais interessantes, poque a avó lhe conta sobre suas facetas e seus maiores roubos. E revela, certa vez, que as únicas jóias que nunca conseguiu roubar foram as Jóias da Coroa, mas Ben está decidido a ajudá-la.
Ben sonha em ser encanador e, embora os pais queiram que ele seja um dançarino famoso, assim como os dançarinos que assistem no programa Dançando com Superestrelas (eles são VICIADOS nesse programa), Ben prefere se imaginar trocando canos e tudo mais que um encanador faz a se imaginar dançando. Por isso, Ben tem uma coleção razoável de sua revista favorita "Revista do Encanador" e é com o auxílio dela que Ben vai elaborar uma estratégia para que ele e a avó entre na Casa das Jóias e roubem as famosas Jóias das Coroa.
"Mas eu tenho uma pergunta, Ben.
- O quê?
- Como vamos escapar? Esse plano não nos serve de nada se formos pegos com a boca na botija, querido.
- Eu sei, vovó, por isso pensei em sairmos pelo mesmo lugar de onde entramos, pela tubulação de esgoto, e cruzar o Tâmisa de novo. São apenas cinquenta metros, e eu já nado mais de cem na aula de educação física. Vai ser moleza."
(página 139)
**** 
Aiiii que fofura! O livro, além de ser super engraçado, divertido e fofinho tem diversas ilustrações, gráficos e gravuras que deixa a história ainda mais interessante. O modo como o autor desenvolve a história é bem peculiar, hora falando diretamente com o leitor, hora fazendo piadinhas.... AMEI!
Sem contar que apesar da história em si ser bem infantil há uma mensagem bem bonita no final das contas.... sobre a o desapego que temos com os mais velhos, desapego este que muitas vezes é incentivado em casa (como no caso de Ben). Nos esquecemos que os mais velhos já foram jovens e com toda a certeza têm muita história para contar. É muito fácil para as crianças se deixarem influenciar e moldar por outras pessoas e acabam por perder o respeito pelos mais velhos (o que é uma pena....).
Vou confessar uma coisa: eu adoro livros infantis! #prontofalei. Mas preciso admitir que Vovó Vigarista me encantou e me surpreendeu mais do que qualquer outro do gênero que eu tenha lido. Uma história leve e profunda ao mesmo tempo que, além de entreter e divertir, também ensina uma ou duas coisinhas importantes.
Super recomendo!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

3 comentários

  1. Oi Amanda!
    Sabe, eu adoro quando um blogueiro fala sobre livros infantis. Tenho uma sobrinha pequena que gosta muito de ler e por isso eu vivo presenteando-a com livros. Só que eu acho um pouco difícil saber que livro dar.
    Adorei a dica!

    Beijoos

    ResponderExcluir
  2. eu tbm adoro livros infantis, e estou tããããão curiosa para ler este!!!!
    parece ser muuuito fofo mesmo hahaha

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)