22 de agosto de 2013

RESENHA: Perdida

Editora: Verus (Grupo Editorial Record)
Autor(a): Carina Rissi
Número de Páginas: 364

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...

Olá gente lindaaaaa!
Pode ser que eu seja uma das poucas que ainda não havia lido o livro "Perdida" da Carina Rissi, mas.... posso dizer que toda a vontade que eu tinha de ler e toda a espera pelo meu próprio exemplar valeu muito a pena. Perdida é uma história de amor pouco convencional que... peca no clichê? Sim, mas como eu sempre digo: quem se importa se há clichê? Eu AMO clichês! hahaha

Aos 24 anos, Sofia vive na correria do dia-a-dia... da casa pro trabalho, do trabalho para casa. Aguentando o chega mal humorado, mas com a esperança de algum dia ser promovida, ela passa seus dias suportando uma profissão que não gosta, mal tendo tempo para qualquer outra coisa.
Após a morte dos pais, alguns anos antes, a única pessoa com que Sofia pode contar é Nina, sua única e melhor amiga que, de um jeito ou de outro, está sempre tendo arrancá-la de dentro do apartamento e fazer com que ela se divirta um pouco, pra variar.
Em uma saída por obrigação com Nina e Rafa (o namorado de Nina), Sofia acaba passando da conta no quesito álcool e deixa seu celular cair dentro da privada. Òbvioooo que ele ficou por lá mesmo, né?! No dia seguinte, um sábado de manhã... uma manhã particularmente parada na cidade, quase não havia uma vivalma nas ruas, Sofia decide comprar um celular novo, já que não se imagina vivendo sem o mínimo de tecnologia que o aparelho pode lhe oferecer.
Porém, após ser atendida por uma vendedora sinistra e comprar um aparelho estranho, ela percebe que a porcaria do celular não funciona... acaba levando um tropeção enquanto voltava à loja para exigir seu dinheiro de volta e, algo estranho aconteceu. O celular finalmente ligou e dele saiu uma luz ofuscante que a cegou por alguns minutos e, quando voltou a abrir os olhos, tudo ao seu redor estava diferente. Onde estão as ruas? Os prédios? A pracinha??
"Fechei os olhos e os apertei bem forte, rezando para que, quando o abrisse outra vez, tudo tivesse voltado ao normal. Então ouvi um barulho. Abri os olhos e avistei um homem em cima de um cavalo marrom-claro vindo em minha direção. Estreitei os olhos para entender o que estava vendo.
Realmente era um homem em um cavalo!
(...)
Admirei o homem, completamente confusa. Suas roupas eram muito esquisitas e antigas. Muito, muito antigas! Vestia um casaco escuro e comprido, um colete sob ele, gravata - ou talvez fosse um lenço branco amarrado no pescoço - e botas pretas na altura dos joelhos. Ele estaria indo para uma festa à fantasia? Ou um casamento temático, talvez?" (páginas 29-30)
Imagine o choque de Sofia ao se deparar com pessoas estranhas. Estranhas de verdade! Que, mesmo com o calor, vestem-se com vestidos bufantes, espartilhos apertados e... a famosa moda cebola, camadas e mais camadas de roupas. Sem contar os modos extremamente antiquados...
Sofia não poderia estar se sentindo mais como um peixe fora d'água, como se sentia agora. Choque maior ainda é descobrir que foi parar em 1830! Como isso é possível?? Culpa daquela vendedora macumbeira! Agora Sofia tem que completar uma jornada, que ela nem imagina qual seja e encontrar o que procura, sem nem mesmo saber do que se trata. Ou seja, ela está perdida dois séculos antes do seu e não tem a mínima ideia de como voltar para casa.
O fato é que, assim que é encontrada e ajudada por Ian Clarke, o charmoso cavaleiro, que apesar de chocado com as roupas (ou falta delas) de Sofia, a leva para sua casa com toda a hospitalidade do mundo. Ian é um fofo, gente! <3
O maior problema, com certeza, será se adaptar às limitações impostas pelo século e a  falta de tecnologia... falta de eletricidade e de muitas outras coisas que nem ao menos paramos para pensar e dar o devido valor, mas que são muito mais importantes e úteis que um celular.
"Oh, Deus, por favor! Permita que eles já existam, por favor!
- Senhorita? - Ian me lançou um olhar preocupado. - Está se sentindo bem?
- Cadê os banheiros? - perguntei em pânico.
- Banheiros?
Ah não!
Não! Não! Não!
- Sim. Banheiros. Onde se toma banho... Por favor, me diga que você tem pelo nenos um nesta casa! Por favor!
Ian ficou confuso. Muito confuso. Então eu soube a resposta.
Nada de banheiros." (página 54)
Com o passar dos dias, tentando descobrir qual é a tal jornada que precisa completar e tentando justificar sua falta de modos para o século XIX, sem dizer a verdade a Ian, Sofia vai se adaptando ao lugar e se apegando às pessoas. Não é mais tão desagradável estar ali... é meio como estar em casa. Pode parecer loucura, mas... ela começa a se sentir em casa, em família. Sua pressa em ir embora nem é mais tão presente assim, mas ela sabe que sua partida é inevitável e que ela não pode, de jeito nenhum, se afeiçoar demais às pessoas, muito menos à Ian. (embora eu ache impossível não se afeiçoar  um cara gentil, fofo, lindo, com cabelo e olhos negros e um sorriso desconcertante como Ian).
"- Você é incrível, Ian! - A seu modo, ele tentava me proteger de um estranho sobre o qual não tinha nenhuma informação. Fiquei um pouco emocionada. - Você foi a melhor coisa que encontrei aqui, sabia?
Então seus lábios se abriram em um sorriso de tirar o fôlego, os olhos brilharam e achei que meu coração fosse parar de bater.
Oh-oh!
- E você foi a melhor coisa que encontrei em toda minha vida. - Seu olhar queimava, sua voz baixa e rouca me provocou arrepios, minha cabeça girava e meu coração acelerou de tal forma que temi que pudesse saltar do peito." (página 141)
****
Acho que todo mundo sabe o que acontece, né?! Acho que é óbvio que, mesmo sabendo das consequência, é impossível resistir aos encantos de Ian, né?! Ainda assim, mesmo com a previsibilidade de certos aspectos da história, em alguns momentos o leitor é surpreendido. Apesar dos clichês e tal.... o livro me prendeu do princípio ao fim e me encantou a cada página. Impossível não rir com as sais justas de Sofia, com o constrangimento constante de Ian diante do linguajar e do atrevimento de Sofia... impossível não torcer pelo casal.
Como muitos de você devem saber, a Carina divulgou que o livro vai ser adaptado para o cinema e eu estou surtando de expectativa e... apesar de no livro Ian ter apenas 21 anos, eu não consigo imagina um ator melhor para interpretá-lo do que o lindo, charmoso Ricardo Tozzi! <3

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

29 comentários

  1. Heeey!

    Desculpa o sumiço, mas estou de volta! Com a falta de tempo, era ou publicar direito no meu blog ou comentar no dos outros haha.

    Eu também ainda não li, mas quero me matar por isso a cada resenha que sai. OMG parece tão perfeito! Eu não osu fã de clichês, mas se a história for boa eu relevo! Não sabia que ia virar filme! *O* adoro o Ricardo, apoio a ideia dele fazer o filme hein? Mesmo nao sabendo muito bem como é o Ian, já que nao li ainda. Enfim, adorei sua resenha!

    Beijooos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Clichê? Não curto muito, mas tem livros que acabo deixando isso de lado e curtindo a trama. Pela sua resenha acho que com Perdida ia ser um desses que leio e gosto!
    Adorei sua resenha.
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu não costumo ler livros brasileiros mas esse parece ser bom e todo lugar que eu vou falam bem desse dele.
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  4. Não li ainda, mais estou muito curiosa com essa história. Já li outras resenhas que falam dela e gostei. Mais ao ler a sua essa curiosidade ficou mais aguçada, pois você colocou trechos do livro que adorei conhecer. Vou querer ler com certeza. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito da resenha, fiquei bastante curiosa para ler o livro, parece ser ótimo!

    ResponderExcluir
  6. Não li o livro ainda, mas fiquei morrendo de curiosidade agora que conferi a resenha, acho que temos que dar mais valor aos autores brasileiros, existem vários de nossa geração tentando se destacar só falta a oportunidade

    ResponderExcluir
  7. Sou louca para ler este livro, adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  8. sou louca para ler e até pedi dicas para minha amiga e ela disse que amou e que eu tinha que ler. Soube que o livro vai virar filme, certo? tomara mesmo rsrs precisamos de mais filmes brasileiros baseados em livros. bjus

    parabens pela resenha

    ResponderExcluir
  9. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas vi várias resenhas (tipo centenas). Morro de vontade de ler e assim que der eu vou comprar o livro. A história me intriga muito e parece ser leve, e a leitura passa rápido, além do romance ! Apesar de ser cheia de clichês, mas sempre acho bom uma boa dose de clichê pra passar o tempo.

    Beijos!
    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ains,
    que estória mais legal,
    Nunca li nada parecido com essa estória, e juro que ia amar ser a Sofia, só pra ter um Ian desses na minha vida kkkkkkkk espero que esse dois fiquem juntos no final, não importando se seja na realidade dele ou dela :]

    ResponderExcluir
  11. nossa Amanda, eu jurava que já tinha comentado na sua resenha! :O
    acho que eu li e esqueci de comentar hahaha enfim...
    também amo clichês! quando mais clichê um livro é, para mim é melhor ;$
    arruma ali no seu trechinho: "uma luz ofuscante que a cagou por alguns minutos" hahaha
    até lendo sua resenha já é facil perceber o que acontecerá no final hahaha
    isso parece ser bem divertido mesmo, o fato de Ian e Sofia terem atitudes diferentes por conta dos anos que separam eles :P
    também estou muito contente com a adaptação para o cinema que o livro terá! apesar de ainda não ter lido o livro, acho que o lindo do Ricardo Tozzi seria perfeito para o papel hahahaha

    ResponderExcluir
  12. Oie flor!
    Tem tempo que tenho vontade de ler este livro e ainda não tive oportunidade.
    A primeira coisa que me chamou a atenção neste livro foi capa (sim, sou a louca das capas rs). Me parece esse não é um livro só de capa bonita, o enredo parece incrível. E vamos combinar, quem não gosta de um conto de fadas? Ainda mais com ares modernos para chamar ainda mais atenção.
    Adorei a resenha e muito mais esse livro.
    Como eu gostaria de ganha-lo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ain, estou apaixonada pelo livro, o Ricardo Tozzi é perfeito!!! Imaginei o mesmo!!
    Queria tanto ganhá-lo!
    Vi a entrevista da Carina na Bienal, a expectativa de ir para as telonas é grande!!
    Beijos!!

    soueupri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Adoro livro da Carina Rissi , ainda não li este livro , mais pela sua resenha super interessante , pois imagina você está um dia na sua cidade e na outra vai para em outra epoca , ela ( personagem deve vivenciar muitas aventuras até conseguir voltar para casa, se o coração dela naõ fazer ela desistir.

    borboletasdosaber .blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Nunca li nada da autora :X Ela tem dois livros né??? e todo mundo fala tão bem, na verdade nem sei o porque de eu não ter dado uma chance...(acho que faltou oportunidade para comprar :D)
    Sua resenha me deixou com um quê de quero mais *--*
    Assim não dá...
    Adorei a resenha

    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Ah essa resenha é perfeita e eu to ainda mais ansiosa para a leitura desse livro eu preciso urgentemente ler ele, eu ando lendo livros nacionais e to me apaixonando por eles, espero que Perdida seja mais uma paixão minha.

    ResponderExcluir
  18. Esse é um livro que está na minha lista faz um tempinho e depois dessa resenha acabei me encantando mais ainda com ele, e estou louca pra comprar-lo.A historia parece ser tão romântica e encantadora já adorei ele. E está capa é linda demais!!

    ResponderExcluir
  19. Adoraria ler esse livro!!Adorei a história dele,acho muito legal essas histórias de viagens no tempo..E um livro tão fofo desse sendo de uma autora brasileira é tudo de bom!E ainda mais se vai sair um filme,acho incrível..
    Quero muito Perdida,a história é fofa e estou muito ansiosa em lê-lo e tê-lo também!
    Bjs'

    ResponderExcluir
  20. Gente, tá fazendo vergonha eu vim comentar nas resenhas deste livro, pois cada uma me aumenta a vontade de lê-lo e ainda não comprei o meu.
    Quero muito, muito mesmo, fazer esta leitura.
    Amei a resenha

    ResponderExcluir
  21. Acho que eu ficaria totalmente perdida se voltasse no tempo, ia sentir falta das facilidades da vida moderna. Parece ser um livro muito divertido.
    Nome de seguidora: Miriam Guiraldelli

    ResponderExcluir
  22. Ja tenho o primeiro livro dessa atora,amei,quando li a resenha tambem achei super interessante.

    ResponderExcluir
  23. Nossa! Me parece ser um ótimo livro, a trama é bem interessante, nem imagino como seria viver em outra época, sem as tecnologias de hoje..
    Se a história é boa eu não me importo de ser um pouco clichê..
    Quero muito ler "Perdida" =)

    ResponderExcluir
  24. Ainda não tive oportunidade de ler o livro, mas já li várias resenhas positivas em relação a ele. Realmente a história é cheia de clichês e bem previsível, mas se eles forem bem desenvolvidos, o negócio pode ficar muito bom. O legal é que mesmo com tudo isso, ainda houve umas surpresinhas. Fiquei bem curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  25. Ainda não li nada da Carina Rissi, mas gostaria muito de começar por Perdida, porque só essa coisa de viagem no tempo já me chama muito a atenção e a escrita dela parece ser muito boa de ler e a história tem aquele quê de contos de fadas que acaba sempre atraindo a gente.

    ResponderExcluir
  26. Adorei! Lembrei do filme Kate e Leopold, mas ao contrário.
    Imagine chegar no passado com todos os 'maus costumes' que a modernidade nos trouxe? rsrs... As facilidades de hj se confrontando com as dificuldades de quase tudo no passado... Mas encontrar o grande amor é uma boa desculpa para fechar os olhos para os probleminhas, não?

    ResponderExcluir
  27. Eu sou apaixonada pelos livros da Carina...ele tem um escrita tão fluída que o livro acaba te prendendo sem vc perceber...Perdida é um livro incrível e que casal mais fofo...estou louca pra ler o livro 02...Esse com certeza está na minha lista de compras.

    Parabéns pela resenha..você conseguiu captar a essência do livro.

    bjs

    ResponderExcluir
  28. Ao ler a resenha eu me imaginei no lugar de Sofia, realmente deve ser um choque você ir a uma época totalmente diferente da sua, mas ao mesmo tempo uma experiência sem igual. Parabéns pela resenha e o blog é nota 10!

    ResponderExcluir
  29. Ao ler a resenha eu me imaginei no lugar de Sofia, realmente deve ser um choque você ir a uma época totalmente diferente da sua, mas ao mesmo tempo uma experiência sem igual. Parabéns pela resenha e o blog é nota 10!

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)