11 de julho de 2011

RESENHA: A Vida sem Manchete

Editora: Belas Letras (Cortesia)
Autor: Gilmar Marcílio
Número de Páginas: 176

Sinopse: A sensibilidade que desperta os sentidos do escritor para sutilezas na simplicidade do cotidiano é a mesma que o faz perceber o que está intrínseco no mais complexo dos relacionamentos. Com a capacidade de observação pura da natureza, unida à profunda percepção da alma humana apoiada em fundamentos filosóficos, Gilmar Marcílio nos faz repensar a vida com suas reflexões que tocam o coração. Os textos de 'A Vida Sem Manchete' farão cada leitor descobrir uma forma diferente de pensar o cotidiano, dar uma nova dimensão para um momento vivido ou evocar um sentimento nostálgico. E dessa forma, enxergar os presentes que chegam de todos os lados, como tarros de luz deixados à nossa porta, enquanto olhamos distraídos para o lado errado das nossas vidas. 
Bem... essa é uma resenha diferente de todas as outras que fiz até agora. Na verdade, a única razão para tal diferença é que, eu realmente não faço idéia de como resenhar esse livro!! Eu explico: não se trata de uma estória com começo, meio e fim, como as que eu costumo ler. Aí você me pergunta: Como assim, Amanda?? o.O
Eu respondo: Trata-se de um livro cheio de discussões (filosóficas) a respeito de diversas situações, diversos temas recorrentes da VIDA, entre eles: a Juventude, sexo, Infidelidade.... e muitos outros.
Então, optei por transcrever algumas frases do livro... para despertar sua curiosidade, caro leitor!! *_*

"Dentro de mim nada está desabitado. Contenho multidões e, no entanto, não fui muito além da esquina." (pág. 20)
 "Quem se desfaz abre a porta. Quem retém mastiga a luz, escurece." (pág, 23)
"É mais fácil ficar se queixando, até porque a reconstrução de si mesmo exige trabalho e perseverança, atitudes que nem todos podem ou conseguem ter." (pág. 25)
"Tento não desejar ser outro senão o que sou. Esta é a minha medida para uma existência feliz."( pág. 29)
"Lucidez é sinônimo de interrogação, não de ponto final. O mundo está cheio de juízes proferindo sentenças. Não sejamos mais um." (pág. 31)
"Condenar, instintivamente, não é a maneira mais inteligente de lidar com o que nos incomoda." (pág. 67)
"Então, adeus arrogância, adeus pretensão de achar que sem a minha presença o mundo se tornaria um caos." (pág. 71)
"Não preciso parecer inteligente vinte e quatro horas por dia. Prefiro a leveza, a gargalhada, o aconchego." (pág. 85)
"Quem tolera costuma ser mais saudável, inclusive fisicamente. Pense no que vai economizar em médicos." (pág. 96)
"Somos muito, mas muito acomodados. As mulheres são mais corajosas e não costumam deixar que o caos se instale na vida afetiva para só depois dar um basta." (pág. 100)
"O que me perturba é constatar que em matéria de afeto, não existe uma fórmula que possa nos conduzir mais rápido para a tão sonhada entrega, a fusão redentora. A fronteira enfim alcançada." (pág. 117/118)
"O perigo está em dar o primeiro passo." (pág. 129)
" Aprender a salvar a própria pele ainda é o melhor roteiro para a vida." (pág. 134)
"Fidelidade não pode ser algo compulsório. É sempre uma questão de escolha." (pág. 147) 
*********************
Eu poderia transcrever várias outras frases que destaquei, mas a resenha ficaria muito extensa.... e acho que com essas frases já dá para ter uma noção dos diversos assuntos tratados no livro.
O livro, apesar de fino (apenas 170 páginas), me tomou um tempo muito maior que o normalmente necessário.... talvez por eu não estar habituada com esse tipo de leitura, não consegui me prender ao livro e, por isso demorei tanto para terminá-lo.
Particularmente, não é o meu tipo de livro favorito, pois acho meio "parado" demais... e isso me dá muito sono, mas se você gosta de filosofar sobre a vida, ou mesmo de conhecer outros olhares sobre assuntos cotidianos, eu recomento!

Classificação:
*************
Espero que gostem!

Beijos e amassos!!

2 comentários

  1. Ah, estou com esse livro aqui na minha fila de leitura. Confesso que até o momento ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele, espero que não seja tão difícil assim resenha-lo. Enfim, adorei a sua ideia.

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
  2. OI!

    Eu vim retribuir a visita e participação em meu blog.

    Esse não é o estilo literário que aprecio. Parece auto ajuda, certo? Já li alguns do gênero mto bons, mas não combina mto comigo.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)