11 de julho de 2011

NOVIDADE!!! #7

Confiram alguns grandes lançamentos da Editora Landmark!!
******
Box Especial com as seis grandes obras da mais importante escritora inglesa em primorosas edições bilíngues


Esta edição especial reúne:

- Razão e Sensibilidade: Foi o primeiro dos romances de Jane Austen a ser publicado e 1811. O enredo, embora simples, não deixa de ser profundo e questionador: a estória se estrutura em torno das irmãs Dashwood que ficam desamparadas com a morte do pai; sem dotes a serem oferecidos, elas têm poucas oportunidades de conseguir um bom casamento, mas a grandeza de seus sentimentos se revela importante contra a hipocrisia da sociedade preocupada apenas com as aparências.


- Orgulho e Preconceito: Já em seu início, demonstra o desenrolar da trama: a autora menciona que um homem solteiro e possuidor de grande fortuna deve ser o desejo de qualquer esposa. Com esta citação, Jane Austen faz três referências importantes: declara que o foco serão os relacionamentos e os casamentos, dá um tom de humor à obra ao falar sobre um tema comum da sociedade inglesa do século 18 e 19 e prepara o leitor para a caçada de um marido em busca da esposa ideal e de uma mulher perseguindo pretendentes.


Mansfield Park: É o trabalho mais autobiográfico de Jane Austen, refletindo o mundo de pretendentes religiosos e proprietários de terra, das caçadoras de maridos, dos esnobes e dos tolos do interior, no qual a escritora viveu e procurou o amor. Entretanto, o texto parece estar em conflito com as tradicionais heroínas e o tema corrente de Jane Austen (pelo viés social), fato que tem aturdido por décadas os críticos da autora.


- Emma: É um dos grandes romances de Jane Austen, publicado pela primeira vez em 1815. A protagonista da história é a primeira heroína criada por Jane Austen sem problemas financeiros, sendo que a mesma declara que isto é uma das razões de ela não se preocupar com casamento. Assim como em seus outros romances, Jane Austen relata as dificuldades da mulheres no início do século 19, criando, através de seus personagens, uma deliciosa comédia de costumes.


- A Abadia de Northanger: Foi publicado em dezembro de 1817, em conjunto com "Persuasão", apesar de ter sido escrito em 1798. A obra transparece toda a habilidade da autora em criticar socialmente seu tempo por meio de análises morais de seus personagens. Com boa dose de senso de humor, os excessos que beiram o ridículo dos romances góticos são criticados de forma cotidiana e plausível, um feito que, ente inúmeras razões, torna a autora uma das mais importantes e lidas por todo o mundo.


- Persuasão: É o último romance completo escrito por Jane Austen, sendo publicado postumamente e 1818 e é amplamente apreciado como uma simpática história de amor, de trama simples e bem elaborada, e exemplifica o estilo de narrativa irônica de Jane Austen, sendo original por diversos motivos, entre eles, pelo fato de ser uma das pouca histórias da escritora que não apresenta a heroína em plena juventude.  
********************
O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde

Sinopse: Publicado em 1890 – com uma segunda edição do ano seguinte, a que o escritor acrescentou seis novos capítulos e um prefácio –, “O Retrato de Dorian Gray” chocou a hipócrita sociedade vitoriana que viu nele um espelho dos seus defeitos, alheio àquelas que considerava serem as suas virtudes. A crítica apressou-se a envolver o romance num escândalo que passou de literário a social quando a relação de Wilde com o Lord Alfred Douglas se tornou pública (em 1891). No prefácio à segunda edição, Wilde distancia-se da polémica (“Não existem livros morais ou imorais. Os livros são mal ou bem escritos. É tudo”) e desencoraja os que procuravam encontrar no seu ciclo de amizades as figuras inspiradoras das suas personagens: “O que a arte espelha realmente é o espectador e não a vida.”

Obcecado pela beleza dionisíaca do jovem Dorian Gray, que conhece numa festa da alta-sociedade londrina em casa de Lady Agatha, Basil Hallward faz dele seu modelo. Nas várias sessões em que Dorian pousa para Basil desenvolve-se entre os dois uma amizade que coloca o artista numa posição de extrema fragilidade. Basil está fascinado pelo perturbador Dorian que, por sua vez, se deixa envolver pelo olhar cínico e irónico de Lord Henry Wotton, o mesmo que define a beleza como uma forma de génio. Confrontado com a beleza do seu retrato e a impossibilidade de a manter para sempre, Dorian promete a sua alma em troca da juventude eterna. Ao longo do romance, o quadro passa de retrato a duplo de Dorian, já que nele se inscrevem todas as marcas que o tempo e o comportamento deviam deixar no homem – é o retrato que envelhece, enquanto Dorian conserva os traços perfeitos que Basil inicialmente fixou.
Romance gótico ou comédia de costumes, “O Retrato de Dorian Gray” é uma obra em que Oscar Wilde confronta o leitor com a perfeição impossível, as convenções dispensáveis ou a mortalidade inevitável. Sempre com um tom provocador. “Toda a arte é inútil.”

Nº de páginas: 240
********
O Coração das Trevas - Joseph Conrad

Sinopse: O CORAÇÃO DAS TREVAS é um romance escrito pelo escrito anglo-polonês Joseph
Conrad. Antes de sua publicação em 1902, apareceu como uma série em três partes, publicado na  Blackwood Edinburgh Magazine entre fevereiro e abril de 1899. É amplamente considerada pela crítica especializada internacional como uma das 100 mais importantes obras da literatura mundial e inglesa do século 20 e parte do cânone ocidental. A história trata das experiências do aventureiro Charles Marlow, um inglês que obteve uma posição junto a uma companhia de comércio belga como capitão de um barco fluvial a vapor nos territórios das colônias da África. Embora Joseph Conrad não identifique qual rio localizado no Estado Livre do Congo (à época uma colônia propriedade privada do rei Leopoldo II da Bélgica), provavelmente trata-se do grande e importante rio Congo. Marlow é contratado para transportar marfim
rio abaixo. No entanto, a sua tarefa mais urgente é procurar e descobrir o paradeiro do senhor Kurtz, um dos mais famosos administradores dos entrepostos da colônia, cujo paradeiro e destino é ignorado por todos.
Joseph Conrad construiu uma narrativa simbólica com uma história dentro da própria história, ou uma narrativa moldura: Marlow conta a um grupo de amigos a bordo de um navio ancorado no estuário do rio Tâmisa, desde o anoitecer até o nascer do sol do dia seguinte, sua aventura congolesa. A passagem do tempo e o céu escurecido de um pôr-do-sol sobre Londres, enquadram a atmosfera densa e pesada da história dentro da história.
O CORAÇÃO DAS TREVAS serviu como história base para a produção de Francis Ford Coppola - Apocalipse Now - de 1979. O filme, famoso pela atuação de Marlon Brando como Kurtz, transpôs a história da região do Congo Belga para o Vietman durante os conflitos entre os Estados Unidos da América e as forças socialistas do então Vietman do Norte.
O lançamento de O CORAÇÃO DAS TREVAS pela EDITORA LANDMARK apresenta pela primeira vez esta magnífica e importante obra de Joseph Conrad em uma inédita edição bilíngue, resgatando toda a magnificência de uma das maiores obras da literatura ocidental.

Nº de páginas: 176
_____________________________________________________________

Espero que gostem!!!


Beijos e amassos!!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)