13 de março de 2017

RESENHA: Orange (mangá)

Editora: JBC
Autor(a): Ichigo Takano
Número de páginas: Vol 1 - 224 | Vol 2 - 208 | Vol 3 - 200 | Vol 4 - 200 | Vol 5 - 248


Sinopse: Na primavera do segundo ano do colégio, chega uma carta vinda de dez anos no futuro. Nela, estava contido o desejo da Naho de 26 anos para a Naho de 16 anos, dizendo para ela não passar pelos mesmos arrependimentos que eu passei. E a Naho adolescente vai descobrir que o arrependimento é em relação ao Kakeru Naruse, o aluno novo que é transferido de Tóquio e o motivo da Naho adulta ter escrito a carta!
Olá gente lindaaa!
Hoje venho resenhar os cinco volumes de "Orange", um mangá que me emocionei bastante. Como vocês sabem, não sou uma grande leitora de mangás, mas alguns acabam despertando minha atenção, seja pela capa, sinopse ou comentários positivos que vejo na internet. Até agora não me decepcionei. Bem, são cinco volumes, então não tem como eu falar muito sobre a história sem dar spoilers, por isso a resenha será bem curta (não quero correr o risco de falar demais e estragar a experiência de vocês).

"Orange" conta a história de seis amigos, Naho, Kakeru, Suwa, Azu, Hagita e Chino. Certo dia, Naho, a mais altruísta e tímida do grupo, recebe uma carta bem estranha. A carta parece ter sido enviada da Naho de 10 anos no futuro.
No início, Naho não dá muita atenção para isso, afinal quem acreditaria numa loucura dessas? Mas, depois que os acontecimentos narrados na carta passam a acontecer de verdade, Naho não pode mais ignorar o fato de que seu "eu" do futuro está tentando mudar a história de sua vida.
"Aos 26 anos, minha vida é cheia de arrependimentos. Escrevo esta carta porque não quero que você, o meu eu aos 16 anos, carregue esses arrependimentos pelo resto da vida."
Com o passar das páginas, acabamos descobrindo que o maior arrependimento da Naho do futuro é não ter conseguido salvar Kakeru, o garoto por quem Naho se apaixona. Não sabemos exatamente do que Kakeru precisa ser salvo, mas sabemos que para evitar que os acontecimentos se repitam, a Naho de 16 anos terá de passar por cima de sua timidez e tentar se aproximar de Kakeru, tentar ser sua amiga e sua confidente. tentar fazê-lo se sentir querido.
"'Arrependimento'. Um sentimento de fraqueza e a eterna vergonha de si próprio... por não ter realizado algo que poderia ter feito. A você, ou eu mesma de 10 anos atrás... Peço que tenha coragem. Pois evitar os meus arrependimentos é algo que que está ao seu alcance."
Os quatro primeiros volumes são narrados pelo ponto de vista da Naho do passado e, em alguns breves momentos, acompanhamos os acontecimentos do futuro, que conta o reencontro dos cinco amigos (sem o Kakeru) e a ideia de tentar mudar o passado. Porém, no quinto e último volume conhecemos o ponto de vista do Kakeru e... é tocante, emocionante e profundamente triste.
Com o passar da história e o companheirismo dos amigos, que acabam juntos tentando mudar a história de Kakeru, percebemos que "Orange" é sobre amizade, sobre arrependimento e, sobretudo, mas também sobre o modo como cada pessoa lida com sua dor, com suas perdas, com sua culpa.
O traço do mangá é lindíssimo e, pelo que vi em algumas imagens na internet, é bem similar ao anime.
E me emocionei profundamente (e só não chorei porque já tinham me avisado que a história ia mexer comigo, então já li desconfiada e preparada para tudo). O que eu mais tenho gostado nos mangás é a sutileza, o modo singelo como as mensagens são transmitidas, como os autores não precisam de muitas palavras para chegar ao fundo do coração do leitor. Claro que o texto imagético faz sua parte, mas as poucas palavras são selecionadas de modo perfeito. São certeiras, são impactantes e são poéticas.


O próximo passo é assistir ao live action que saiu recentemente e, pelo que vi do trailer e alguns vídeos no Youtube, as cenas mais importantes do mangá foram mantidas e recriadas com perfeição. Estou ansiosa para ler e tenho certeza de que irei gostar do filme tanto quanto gostei do mangá.
Sobre a edição dos mangás, vale destacar as capas lindíssmas que ficam completas quando o mangá está aberto. É a coisa mais linda, como vocês podem ver aqui.
Eu amei esse mangá do começo ao fim e, mesmo se você (assim como eu) não tem o hábito de ler mangás, vai amar "Orange". Super recomendo!
Ah, esse mangá estava na meta de leitura para 2017. Confiram os 12 livros que quero ler ao longo desse ano AQUI.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)