20 de outubro de 2016

Na Telinha ou na Telona... #67

Olá gente lindaaaa!
Hoje vim falar de mais um dorama e, desta vez, um dorama que se tornou meu queridinho dos últimos tempos. Estou falando do super comentado "Descendants of the Sun", que foi exibido entre fevereiro e abril dessa ano pela KBS2 e, além de de ter ganhado meu coração, também ganhou o prêmio de melhor drama (dorama) do ano no Korea Drama Awards.

Sinopse: Alguns relacionamentos estão destinados a acontecer, apesar dos desafios do tempo e do lugar. Yoo Si Jin (Song Joong Ki), líder da Unidade de Forças Especiais, conhece a cirurgiã Kang Mo Yeon (Song Hye Kyo) na emergência do hospital depois que Si Jin e seu segundo no comando, Seo Dae Young (Jin Goo), perseguiram um ladrão no dia de folga deles. Si Jin imediatamente se sente atraído por Mo Yeon, e ele a convida para sair. Mas Si Jin constantemente é chamado para missões militares durante seus encontros com ela, e ambos percebem que têm pontos de vista conflitantes sobre a vida humana (ele matará para proteger seu país, e ela precisa salvar vidas a todo custo), e por isso decidem terminar esse relacionamento que mal havia começado. Dae Young também tenta romper seu relacionamento com a médica do exército Yoon Myeong Ju (Kim Ji Won) porquê o pai dela, o General Yoon (Kang Shin Il), acredita que Si Jin seria o marido ideal para sua filha. Si Jin e Dae Young são designados para uma missão em um país fictício chamado Urk, despedaçado pela guerra, para ajudar a ONU na manutenção da paz na região. Por sua vez, Mo Yeon, depois de repetidamente não ser escolhida para ser promovida devido à sua falta de conexões, desiste de fazer cirurgias, deixando de lado seus princípios, e se torna uma médica famosa na TV, passando a cuidar da ala VIP do hospital. Mas quando ela recusa o assédio sexual do presidente do conselho do hospital, Mo Yeon é escolhida para liderar a equipe médica que é enviada para Urk. Lá, Mo Yeon tem um reencontro inesperado com Si Jin.

ELENCO PRINCIPAL:

- Song Joong Ki como Yoo Shi Jin (capitáo das forças especiais e líder da Equipe Alfa; além de atlético e corajoso, possui um senso de humor invejável mesmo em situações perigosas);
- Song Hye Kyo como Kang Mo Yeon (especialista em cirurgias; líder da equipe médica que é enviada como voluntária às Urk);
- Kim Ji Won como Yoon Myeong Joo (cirurgiã da Unidade de Comando de Combate Especial e primeira tenente; filha do comandante e apaixonada pelo primeiro sargento Seo Dae Yeon, embora não tenha a aprovação do pai);
- Jin Goo como Seo dae Yeong (primeiro sargento; integrante das forças especiais e melhor amigo do capitão Shi Jin; apaixonado pela filha do comandante; a pedido do pai dela, ele se afasta por não ser "bom o suficiente").

Minha opinião: Amei!
Como o relacionamento entre um soldado e uma médica pode dar certo?
É exatamente o que a médica Kang Mo Yeon se pergunta ao conhecer (e se interessar pelo) p soldado  Yoo Shi Jin. Ele tira vidas para proteger o seu país, ela precisa salvar todas as vidas. Como fazer com que dê certo.
Após conhecer Shin Jin em uma situação inusitada, Mo Yeon não consegue negar que ela mexe com ela, porém, antes mesmo que possam começar uma relação, ela decide terminar. Sempre que eles tentam ter um encontro para se conhecer melhor, ele recebe um telefonema misterioso e precisa correr para salvar o mundo. Não bastasse isso, ele nunca pode dizer onde vai. Sigilo total.
Assim, após terminar uma possível relação Mo Yeon segue focando em seu trabalho. Porém, sua vida profissional não está muito melhor que sua vida amorosa. Apesar de super inteligente e qualificada, ela acaba perdendo a vaga de professora para uma colega que "faz certos favores", se é que me entendem e acaba se tornando a imagem do hospital, participando de programas de TV e atendendo pacientes VIP's no hospital. Nada de cirurgias, como ela sempre quis. Apenas aparências.
Após rejeitar as investidas descaradas (assédio!) do presidente do hospital, ela o deixa tão irritado que acaba sendo enviada como voluntária, juntamente com sua equipe, em um pais estrangeiro, Urk (país fictício).

O que ela não imaginava era reencontrar Shin Jin, que também está trabalhando em Urk, na base militar.
Esse reencontro não apenas mexerá com Mo Yeon, como lhe mostrará um pouco o que Shin Jin faz, com que tipo de trabalho ele está envolvido e o quanto ele coloca a própria vida em risco pela segurança de outras pessoas. Porém, ele seguirá guardando segredos a fim de protegê-la.
E é aí que a gangorra começa. Eles se gosta, mas ela insiste em rejeitá-lo, pois não sabe se está preparada para namorar alguém que está sempre se colocando em perigo. Mas... quem resiste ao charme desse capitão, gente? Eu não, de forma alguma.
Compartilhando momentos de alta tensão em meio a um terremoto em Urk (dentre outros acontecimentos perigosos), Shin Jin e Mo Yeon vão ficar cada vez mais próximos e... gente, você não têm noção da química entre esse dois. Sério.
Mo Yeon é engraçadíssima e passa umas vergonhas memoráveis. Já Shin Jin... ah, preciso fazer uma pausa para suspirar alto aqui. Ele é uma graça, gente!
Sempre que eu via trechos de "Descendants of the Sun" eu não vi muita graça nele, admito, mas já no primeiro episódio eu fui conquistada. Ele não é lindo, maravilhoso em mega galã, mas ele é tão fofo! Não sei se é o ator, o personagem ou a junção dos dois, mas ele é cativante.
Os diálogos entre o casal são super divertidos, porque nosso capitão Shin Jin não perde a chance de fazer uma piadinha. <3
Acho que o jeitão engraçado e descontraído dele é o modo como ele melhor lida com as situações de perigo e mesmo de tristeza que tem de enfrentar em sua profissão. Muito amor, pelo capitão, nosso amado "Big Boss"
O casal secundário também é uma graça! O primeiro sargento, Seo Dae Yeong, e a filha do 
comandante, Yoon Myeong Joo, estão apaixonados e namoraram por um curto período, mas atendendo ao pedido do pai da moça, Dae Yeong resolveu se afastar, embora Myeong Joo não desista nunca. Torci muito para que eles conseguissem ficar juntos, principalmente porque, embora o sargento se fizesse de indiferente e forte, ele sofria calado por não poder estar com  Myeong Joo.
Outro ponto positivo é a relação incrível de amizade entre Shin Jin Dae Yeong
Eles são incríveis juntos, seja no campo de batalha, em missões secretas ou bebendo todas para esquecer os problemas. E é claro que o engraçadinho do Shin Jin sempre coloca Dae Yeong em problemas. Sabem como é, um fardo é mais leve quando dividido com um amigo, ainda que esse amigo não tenha nada a ver com isso. ahahha Melhor "casal" desse dorama! 
Enfim, embora tenha lido muitas críticas negativas, eu amei "Descendants of the Sun". Mesmo. Muito. Adorei o(s) romance(s), adorei a temática, já que nunca assisti nenhum dorama que envolvesse soldados (me gusta!) e adorei os personagens.

"Descendants of the Sun" fez tanto sucesso que além de ganhar o prêmio de melhor drama do ano, também deu o que falar por inspirar vários casais, que resolveram recriar as cenas mais marcantes do dorama em seu Pré-Wedding. Confiram que coisa mais linda, AQUI e AQUI!

E, pra variar, a trilha sonora é incrível e totalmente viciante. Confiram minhas favoritas (TODAS!): Everytime (Chen & Punch), Always (Yoon Mi Rae), This Love (Davichi), You are my Everything (Gummy), Once Again (Mad Clown & Kim Na Young), Say it! What are you doing? (K. Will), Wind Beneath Your Wings (M.C. The Max) e How Can I Love You (Xia Junsu).

Aos interessados, os 16 episódios de "Descendants of the Sun" estão disponíveis (gratuitamente! o/) no Viki, no Drama Fever e... na Netflix! Não tem desculpa para não assistir, gente!

***
Espero que vocês gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)