11 de maio de 2015

RESENHA: Caminho das Águas

Editora: Ler Editorial
Autor(a): Eva Zooks
Número de Páginas: 240

Sinopse: Uma guerra,o tempo, o reencontro, o amor, o passado. O que fazer quando a vida está ligada a um segredo? Quando todas as decisões o conduz há um caminho desconhecido e cheio de mistérios? O que fazer quando um segredo do passado vem a tona entrelaçando dois corações torturados? Somente ao percorrer o caminho das águas encontrarão a chave para desvendá-lo e viver um grande amor.

Olá gente lindaaaaa!
Hoje vim falar sobre o primeiro livro que recebi de cortesia da Ler Editorial, uma das novas editoras parceiras do blog.
Esse é um livro nacional e é do tipo que você senta e lê num dia só, pois além da premissa interessantes, a a escrita da autora é bastante fluida. Claro que desgostei um pouco de alguns pontos, mas falarei sobre isso mais adiante.

Anne é uma garota americana fascinada pela história de seu país, bem como pelas guerras e batalhas sangrentas que ocorreram na segunda metade do século XIX. Entretanto, o que começou com uma pesquisa para um livro, acabou tomando conta de sua vida, na verdade, seu fascínio pelo tema começou quando ainda era crianças, tomando conta de seus pensamentos até durante o sono.
Um certo soldado, em especial, assombra seus sonhos há um bom tempo. Ele precisa saber mais sobre ele, precisa saber mais do que é oferecido nos livros em que pesquisa. Ela precisa saber quem foi Ethan Brown.
"Anne, que ainda contemplava a foto e se lembrava do último sonho, não pode deixar de sentir uma amargura, ela deveria realmente precisar sair com pessoas de verdade, pois a cada noite não sabia o que chegava primeiro: o sono ou o sonho." (página 21)
Quando um tal Henry Starre entra em contato dizendo que tem algumas informações que pode ajudá-la em sua pesquisa, ela se sente receosa em aceitar a hospitalidade de um estranho, mas não é o tipo de proposta que se pode recusar. Henry mora em Maryland, estado que foi o cenário para uma das mais sangrentas batalhas da Guerra da Sucessão
Assim, com o intuito de desvendar o mistério acerca de Ethan, seu soldado, ela faz as malas e parte para o desconhecido, parte para o passado. (não, não se trata de mais um livro sobre viagem no tempo, mas Anne, em sua viagem ao estado em que tudo aconteceu, entrará em contato com muitos segredos do passado).
É em Maryland que Anne conhece James, filho mais velho de Henry Starre. Apesar de atraente e de possuir um par de olhos cinzentos que tanto se assemelham ao do soldado que ocupa seus pensamentos (e sonhos), James, além de se mostrar pouco receptivo e um tanto quando ranzinza, também apresenta marcas de uma grande angústia. Até aos olhos de Anne, uma desconhecida, ele parece ser atormentados por alguma coisa.
"- Ouviu o que eu disse, fique quieta. - James não estava preparado para falar sobre o que acabara de acontecer e muito menos analisar os motivos dessa mulher ver o que ele vira a vida toda." (página 50)
Quão chocada você ficara ao saber que o mesmo sonho que te atormenta há anos, também é um sonho frequente para outra pessoa? Pois é justamente isso o que acontece com Anne e James. Por algum motivo que ambos desconhecem (ou pelo menos Anne), durante anos ambos são atormentados por Ethan Brown, um soldado da Guerra da Sucessão, o objeto de estudo de Anne e o causado de toda a insônia de James. O pobre coitado quase nunca dorme, pois basta fechar o olhos para que Ethan apareça.
"Seguir os desígnios de um sonho. Atender os pedidos de um fantasma desesperado. Crescera sabendo que em algum momento teria que se submeter a ele." (página 81)
***
Além da história dos personagens, temos o prazer de conhecer um pouco sobre a história dos Estados Unidos (o que eu achei ótimo) e, também, somos agraciados pela descrição de diversos lugares, paisagens, construções importantes, etc.
No início da resenha eu falei sobre aspectos de que desgostei, bem, vamos à elas: desde o início da leitura eu estava com grandes expectativas, pois como eu disse, achei a premissa super interessante (e adoro histórias que envolvam segredos do passado e coisa e tal...), mas a rapidez com que os personagens se envolveram, não digo fisicamente, mas emocionalmente. Se alguém começasse a ler a partir do momento em que Anne se hospedou na casa de Henry e acompanhasse certos diálogos, imaginaria que se trata-se de um grupo de amigos de longa data e, James e Anne, duas pessoas que se conhecem há algum e compartilham alguma intimidade. Morri de pena de James em diversos momentos e todo o suspense acerca de seu grande segredo quase me matou rs. 
O final, apesar de ter amarrado bem a história entre James e Anne, deixou algumas pontas soltas e a sugestão de uma continuação, explorando outro segredo sobrenatural da família Starre.
A diagramação do livro é um show à parte, a cada início de capítulo há alguma imagem de um lugar, uma paisagem, e um "Q" sombrio em cada uma delas dão um charme a mais. Quanto a revisão, encontrei alguns errinhos, mas não foram tantos a ponto de preocupar ou atrapalhar a fluidez da leitura.
Eu recomendo a leitura, mas faço uma ressalva quanto a intensidade com que os personagens se envolvem (nas mais variadas situações...)

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)