11 de agosto de 2015

RESENHA: O Refúgio do Marquês

Editora: Charme
Autor(a): Lucy Vargas
Número de Páginas: 310


Sinopse: "Agora você é meu refúgio e, com certeza, o mais belo".
Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.
Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?
Olá gente lindaaa!!!
Posso me derreter, mais uma vez, pela literatura nacional contemporânea?
Vocês já estão cansados de saber que eu AMO romances de época, né?! Pois bem, desta vez eu me encantei pela escrita, pelos personagens e pela história criada pela autora Lucy Vargas. É a primeira vez que tenho a oportunidade de ler um livro da autora, mas este não é seu livro de estréia (embora seja o único publicado por uma editora até agora. Só posso dizer, antes mesmo de começar a resenha, que estou ansiosa por mais histórias da autora (e que todas tenha um nobre meio fora dos padrões considerados aceitáveis). Visitem o site da autora e conheçam seus outros livros.

A jovem viúva Caroline Mooren, recorre a uma parente distante em busca de trabalho, ou alguma indicação. Se não for isso, suas opções são poucas: ou volta para a casa dos pais com uma mão na frente e outra atrás, ou submete-se aos avanços do novo barão (que recebeu - título de seu falecido marido assim que ele morreu) ou vai viver na pequena casinha destinada a baronesa viúva, uma construção feita para se passar os últimos dias - coisa que está longe da realidade de Caroline, que tem apenas 26 anos.
Porém, a sra. Hilde, a marquesa viúva a quem Caroline recorre, não lhe concede um trabalho ou uma indicação, mas uma missão. Uma missão quase impossível: trazer seu ilho de volta a vida e colocar ordem na propriedade do marquês, que há anos está abandonada (embora ele e a esposa ainda vivam nela).
O marquês, diferente de qualquer coisa que Caroline pudesse ter imaginado, não se parece em nada com os nobre almofadinhas com os quais está acostumada, pelo contrário, ele é no mínimo inadequado. Bronzeado demais para os padrões da nobreza, musculoso demais, selvagem demais. Está sempre com as botas sujas e os dois botões do colarinho abertos. Nada adequado, embora muito atraente. Sua esposa por sua vez, encontra-se enfurnada em seu quarto há cinco anos. Ninguém consegue dizer de que mal ela sofre, pois de fato não há doença alguma (não clinicamente). Caroline encontra-se diante de uma tarefa difícil, mas é determinada e teimosa o bastante para não se deixar intimidar pela hostilidade de seu anfitrião.
"E esse homem tinha segredos e receios demais. Não tinha nada que ficar perdendo seu tempo imaginando e debatendo sobre o que conversar com alguém como Caroline. Ele ainda achava que ela precisava ir embora. Não porque não gostava dela, mas ela era muito nova para se conformar." (página 143)
Henrik, o marquês, desaprovou a estadia de Caroline em sua casa desde o primeiro momento. Ele sabe que aquela casa não é o lugar ideal para uma dama tão jovem. Ele teme arrastá-la para a escuridão que é sua vida. Ele vive anestesiado há anos e, de certo modo, prefere assim. Se ele voltar a se deixar sentir, pode sucumbir ou ficar louco - como sua esposa deseja. 
Porém, ao perceber a teimosia de sua hospede, é impossível não se divertir a suas custas. Ela tem uma língua bastante afiada para uma dama e não se deixa intimidar. Em poucos dias ele vê sua casa cheia de criados novamente e tudo parece estar voltando aos eixos. Mas ele sabe que um dia ela terá de partir e não sabe como dará continuidade a tudo o que ela iniciou em tão pouco tempo.
"Sabe o que está me oferecendo? O mesmo de sempre. Por acaso, é isso que gostaria? Exatamente o que tem agora? Essa dor, sofrimento, angústia... O desprezo que sente por ela. - Caroline deu uma batidinha no peito dele. - Esse vazio - ela enfatizou. - Eu não quero isso." (página 203)
Adorei o modo como um foi curando as feridas do outro. O modo como esses dois "encrenqueiros" interagiram ao longo do livro todo: ele "mal-comportado" sempre que possível e ela tentando fazer dele um verdadeiro cavalheiro, ajudando a marquesa viúva a encontrar uma nova pretendente (para o caso de a atual marquesa finalmente bater as botas). Gente, a mãe do marquês é uma figura! Mas, com o passar das páginas, é possível compreender o motivo de a mulher desejar tanto substituir a esposa do filho (eu torci a cada página para que ela morresse, de fato).
Como um bom romance de época, não faltam intrigas, fofocas, debutantes desesperadas para conseguir um bom partido e mães dispostas a qualquer coisas para laçar um nobre para suas filhas solteiras. Há também um pouco de mistério envolvendo o passado do marquês e também o de Caroline. O livro só não ganhou cinco estrelinhas, porque acho que o passado e o casamento de Caroline poderia ter lido mais explicado, senti falta de saber o quão ruim foi sua experiência.
"Eles ficaram tão próximos que o nariz dele tocou o dela e suas bocas se encontraram, selando um beijo curto, mas suficiente para deixar seus lábios úmidos. O marquês a olhou. Ele se arrependia de não conseguir se manter longe, mas apenas disso, jamais pelo que sentia por ela." (página 242)
***
Se você gosta de romances de época, vai adorar acompanhar a história de Caroline e Henrik. Com personagens cativantes (como a governanta e a pequena Lydia). Só posso finalizar essa resenha dizendo uma coisa: eu nunca vou me cansar desse gênero!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!



14 comentários

  1. Saudações Lady Amanda
    A premissa do livro é incrível, exatamente o tipo de romance de época que eu procuro!

    Venha visitar o Castelo
    Att
    Ana P. Maia ♛
    The Queens Castle

    Promoção 2 anos The Queen’s Castle

    Resenha Premiada – Filha da Floresta

    ResponderExcluir
  2. Oiii!

    Eu me apaixonei por romance de época esse ano sabia? Estou viciada e de nacional só li o da Babi <3
    Achei esse enredo incrivel. E assim como todo romance de época parece ser viciante e divertido; A capa é linda *-*
    Quero saber pq vc quis matar ela SHUAHSUAHSUAHS

    http://www.entrechocolatesemusicas.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Estou louca para ler esse livro. Adoro um romance de época e todos estão falando super bem de O Refúgio do Marquês. Eu também nunca vou cansar desse gênero, é maravilhoso né?
    Espero poder ler esse livro em breve. Parabéns pela resenha.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
  4. Amanda amei esse livro, a escrita da autora me surpreendeu com tantas revelações, um figurino muito bem detalhado, quem ama romance de épocas sabe o quanto gostamos desses detalhes né. A capa como sempre maravilhosa, a Editora está de parabéns pela capa e diagramação lindas. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem? Tive uma impressão com sua resenha de que sendo um romance de época esse livro contem também uma certa dose de comédia e eu gosto disso (mesmo nunca tendo lido um romance de época). Fiquei curiosa para conhecer esses personagens e principalmente a senhora mãe do Marquês :3
    Alias, eu nunca tinha pensado em romance de época de acordo com a sua citação "como um bom romance de época, não faltam intrigas, fofocas, debutantes desesperadas para conseguir um bom partido e mães dispostas a qualquer coisas para laçar um nobre para suas filhas solteiras" e acabou me lembrando muito Orgulho e Preconceito, que tem disso tudo (só vi o filme, mas enfim).
    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  6. Ai, que pena que não peguei esse pra mim. Deixei a resenhista escolher e agora fiquei chupando dedo. rsrsr A capa é linda, romance de época é amor demais, e tenho visto muitas resenhas positivas. Bom ver que a literatura nacional vem ganhando espaço nas editoras e nos corações dos leitores.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Assim como você, também amo romances de época! Nunca me caso deles haha
    A capa ficou super caprichada, desde que lançou estou de olho nele, mas a sua resenha foi a primeira que li e esclareceu bem a história.
    Ai como eu queria lê-lo... Com certeza ele terá sua chance muito em breve hahaha

    Beijinhos ;*
    http://www.guardiadebibliotecas.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ei Amanda, tudo bem?

    Recentemente descobri o prazer de ler romances de época e to doida para ler cada vez mais.
    Não conhecia nenhum do gênero nacional.
    Achei super legal.
    Parabéns pela resenha.

    Bjin da B
    Mundo B - Paixão, Amor e Outros Vícios
    http://www.brendalandim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Não sou muito chegada em romances de época, e esse não me interessou mesmo. Por mais que a esposa do cara seja tudo de ruim, não consigo achar legal ele se envolver com outra mulher, sendo que ela ainda está lá. Acho que só quem conviveu com uma traição dentro da própria casa consegue entender isso.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Oi Amanda,
    como você eu sou fascinada e louca pelos romances de época, sempre que vejo um lançamento não deixo escapar.
    Agora sobre este livro, eu conheço a autora, mas não sabia de sua obra, que confesso ter ficado muito encantada e totalmente louca para ler. Porem, fiquei um pouco decepcionada por saber que autora não deu detalhes do sofrimento da personagem, o que deveria ser melhor explorado e explicado.
    Adorei a resenha e não vejo a hora de poder ler.

    Beijos Ana Zuky

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda, tudo bem??
    Nossa não imaginava que o enredo desse livro fosse tão envolvente assim... quando vi esse lançamento confesso que não me empolguei muito... porque leio romances de época, mas não tinha me interessado por esse. Porém sua resenha mudou completamente a minha opinião a respeito e claro que eu fiquei curiosa para saber as reviravoltas que a mocinha causa no não tão convencional Marquês... Xero!

    ResponderExcluir
  12. Oi Amanda, tudo bem? Sempre leio muitos elogios sobre os livros da Luci e já faz tempo que quero ler algo da autora. Fico feliz em saber que O Refúgio do Marques tenha agradado tanto. Isso prova como temos autores nacionais talentosos só esperando a vez para entrar no mercado editorial.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Amanda sua linda, tudo bem
    Eu também adoro épicos como você e não vejo a hora de ler esse livro. Eu tive a sorte de conseguir o meu autografado no dia do lançamento. A autora contou uma curiosidade do livro que é muito engraçada e eu vi que você colocou na resenha: ele ficava sempre sem o colete e com os primeiros botões do colarinho abertos, mas isso já era suficiente para um escândalo na época, risos...Já vi que os diálogos são afiados, adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Amanda,

    Este livro está com tudo no mundo da blogosfera e eu estou mais que doida para ler.
    Sim, você pode e deve se derreter pela LITERATURA NACIONAL que merece ser mais valorizada, pois a maioria dos brasileiros e brasileiras investem mais na Lit Internacional, o que é uma pena porque temos por aqui escritores(as) que verdadeiras joias.
    Já estou aqui me abanando um marquês bronzeado demais, musculoso demais e selvagem demais para a época, Oh! Oh! Oh! Quero muito ler este livro.

    Bjs
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)