16 de setembro de 2013

RESENHA: Exodus

Editora: FAROL
Autor(a): Julie Bertagna
Número de Páginas: 343

Sinopse: Uma Escolha Capaz de Mudar o Futuro. É 2100 e o mundo como conhecemos não existe mais. As cidades estão debaixo d’água e a civilização foi revertida a um estado primitivo. Em uma ilha isolada do norte, Mara, de apenas quinze anos, tem vontade de liderar seu povo em busca de um recomeço. Esta história comovente e poderosa leva à reflexão sobre a crise climática que enfrentamos hoje e as relações humanas levadas ao extremo.

Olá gente lindaaaaa!
Quer ler uma história sobre perda, caus e esperança? Então leia Exodus! Uma distopia que choca e toca o leitor bem no fundo do coração (pelo menos foi o que aconteceu comigo). Quando se fala em distopia, quase sempre pensamos encontrar apenas os mesmos elementos de sempre: uma sociedade caótica, uma minoria da elite em um lugar seguro e super avançado e o restante da população vivendo em condições sub-humanas. Em Exodus você não estará livre desses aspectos, mas também será apresentado a um universo paralelo diferente de tudo o que já lei ( ou eu sou a única que não havia lido nada parecido?). 

Estamos em 2100 e o nível dos oceanos não para de subir. Com o forte aquecimento do planeta, o inevitável descongelamentos dos polos aconteceu. Mara, com apenas 15 anos vive uma realidade nada invejável, vive em Wing, uma pequena ilha que a cada dia fica menor, pois as ondas continuam a subir. O velho Tain, um dos mais velhos da ilha, a quem Mara ama e respeita como se fosse seu avô, acredita no Mundo Novo, as cidades que foram construídas para resistir a qualquer tempestade e abrigar a todo mundo. Porém, há muitos anos não se tem notícia sobra o tal Mundo Novo, pois qualquer tipo de comunicação entre a ilha e outros lugares (se é que restou algum outro lugar) é impossível.
"Todas as previsões estavam erradas, e todos os acordos políticos que impediriam o aquecimento global fracassaram, não deram em nada. Os governos do mundo inteiro não conseguiam entrar em um acordo para nada - ou cumprir qualquer  tratado que já estivesse em andamento. De repente, ficou tarde demais: grandes inundações se abateram mundo afora. " (página 202)
Durante as tempestades, em dias que fica impossível sair de casa, Mara se refugia em Weave, com seu ultrapassado ciberwizz, um tipo de aparelho que permite que ela esqueça sua realidade e viaje pelo ciberespaço. É seu segredo. 
"A Weave não  é um jogo ou uma ruína pitoresca para se brincar. É um mundo perdido. O mundo dos mortos. Pende no ciberespaço tal qual uma teia de aranha abandonada, extinta e morta - uma teia-fantasma suspensa entre os velhos satélites de comunicação que orbitam o afogado planeta Terra.

É um túmulo virtual." (página 64)
É nesse 'jogo', navegando pelo ciberespaço que Mara descobre que há mesmo uma cidade construída acima do mar e capaz de suportar todas as mudanças climáticas e, é para lá que Mara deve convencer os habitantes da ilha a ir. Porém, como convencer todos a superar o medo do desconhecido? Embora as a ilha esteja visivelmente afundando, os moradores têm esperança que o nível do mar vai parar de subir. Apenas o velho Tain acredita que em breve a ilha será engolida pelo oceano e é ele quem ajuda Mara a convencer o restante da ilha a se arriscarem mar adento à procura do Mundo Novo.
Quando a população finalmente decide se arriscar, acreditei realmente que o final seria previsível e me perguntei como poderia haver mais dois livros, se tudo iria se resolver neste primeiro livro. Eis que fui surpreendida. Mara irá enfrentar muitos obstáculos, passará por muitas perdas, fará novos amigo com muitas histórias tristes em comum e, a descrição das condições em que diferentes personagens vivem, a esperança que cultivam apesar de tudo e a possibilidade real de algo tão chocante acontecer me emocionaram profundamente.
Eu sempre fico chocada quando leio distopias que, apesar fictícias apresentam aspectos tão reais, tão possíveis... isso me assusta.
"- Nossos ancestrais roubaram nosso futuro.
- Sim, e as pessoas da cidade do céu construíram uma ilha segura acima do nível do mar só para elas mesmas. Não cabe a elas a tarefa de encontrar uma ilha para nós - Gorbals diz, encolhendo os ombros e olhando de relance para a cidade sob a qual está preso. Os olhos escuros de Mara seguem seu movimento e ela franze a testa, sem ter mais certeza sobre nada." (página 182) 
*** 
Apesar da pouca idade, Mara se mostrou uma personagem forte, em muitos sentidos. Talvez a vida difícil a tenha feito amadurecer rapidamente e, esse é mais um ponto que por pouco não me arrancou lágrimas. A história possui diversas passagens cruéis, daquelas que choca e te deixa indignada. Porém, ainda que mais para o final e ainda que não seja o foco e não haja um grande desenvolvimentos, há uma 'pontinha' de romance que, ao invés de me arrancar suspiros, me arrancou lágrimas. Exodus foi um livro que me tocou fundo. Uma ficção que além de entreter, nos conscientiza quanto ao que o Homem está fazendo com o planeta. Até que ponto os danos que causamos ao meio ambiente serão reversíveis?
É claro que eu recomendo e, mal posso esperar para ler os livros seguintes. ;)

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

7 comentários

  1. Com certeza vou querer ler :D Adorei sua resenha
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu adoro distopias, e essa realmente parece bem original e intrigante. E essa coisa do aquecimento e nível do mar é um problema real, embora não nessa proporção. O livro já me ganhou, espero poder ler logo! Ah, otima resenha!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada sobre esse livro, é a primeira vez e me interessei bastante, espero ter a oportunidade de ler em breve por que co certeza é um estilo que gosto muito e quando temos opiniões boas como a sua com certeza vale a pena.

    Bru

    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre quis ler esse livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha dele, nem sabia o quão complexa era a história. Achava que era um romance ou algo do tipo. Agora fiquei mais curiosa ainda e morrendo de vontade para ler!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uma estória incrível e cheia de grandes emoções. Não esperava tudo isso desta série. Você foi a que melhor descreveu este livro. Me deixou muito empolgada com seus comentários e com a vida da personagem. Espero conseguir ler este livro também. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Me chamou muito a atenção esse livro, mas nunca tinha lido uma resenha dele, para falar verdade não sou muito de ler resenhas, gosto de ler e me surpreender sem saber de nada no livro, pois é kkkk' Mas resolvi ler a sua resenha, gostei muito e agora quero ler esse livro *o* Parabéns pela resenha. Beijão :*

    ResponderExcluir
  7. Adoro distopias, e tento ler o máximo possível. O que acho legal nelas são as críticas sociais que elas trazem. Nessa, em específico, achei interessante que ela nos faz refletir isso que você comentou. Até que ponto o ser humano está prejudicando o meio ambiente, ao ponto de algum dia, o planeta tornar-se inabitável?!?! Estou super curioso pra ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)