19 de outubro de 2017

Na Telinha ou na Telona... #103

Olá gente lindaaaa!
Hoje vim falar sobre o dorama mais tenso que eu já assisti, o sensacional "Save me".
Save Me é baseado no popular webtoon Out of the World (Sesang Bakeuro) escrito por Jo Geum San. O dorama foi ao ar de 5 de agosto a 24 de setembro pela emissora sul-coreana OCN.

Sinopse: Han Sang Hwan (Ok Taec Yeon) é um lindo e charmoso filho de um político. Por conta do sucesso de seu pai, ele encara muita pressão para se tornar algo na vida, e mesmo assim, tem falhado. Depois de encontrar uma mulher em um traumático incidente, Han Sang Hwan percebe o quão fraco ele é, e jura mudar diante das circunstâncias. 
Im Sang Mi (Seo Ye Ji) é a mulher com quem Han San Hwan se encontrou. Graciosa e muito quieta, ela se muda de Seul para Muji após a transferência de seu pai. Falidos, seu pai decide depender de um culto religioso. Tentando ajudá-lo, Im Sang Mi segue o pai até a organização secreta e acaba envolvida em planos sinistros. 
Três anos após o encontro, Han Sang Hwan encontra Im Sang Mi mais uma vez. Im Sang Mi ainda está presa no culto que é controlado por Baek Jung Ki (Jo Sung Ha de K2). 
Desta vez, Han Sang Hwan decide não ser fraco. Quando Im Sang Mi pede ajuda, ele não hesita. O filho do político chama seus amigos, Seok Don Chul (Woo Do Hwan de Sweet Stranger and Me), um rebelde desempregado que vive aos tapas com Han Sang Hwan, Woo Jung Hoon (David Lee de Let's Fight Ghost) e Choi Man Hee (Ha Hwe Jung). Os quatro decidem salvar Im Sang Mi, mas o culto não gosta quando alguém decide partir ou quando outras pessoas tentam interferir. 
Agora é uma batalha de sobrevivência. Enquanto eles sofrem nas mãos do culto, os jovens logo descobrem que o caminho para a bondade pode ser perigoso. 

ELENCO PRINCIPAL:

- Ok Taecyeon como Han Sang Hwan (Filho do amado governado, Sang Hwan, tem que suportar a pressão que recebe diariamente. Até porque o rapaz não pode dar um deslize senão irá manchar a reputação do seu pai);
- Seo Ye Ji como Im Sang Mi (é uma estudante normal de Seul que se muda para a pequena cidade de Muji; apesar de quieta e introvertida, nnão pensa duas vezes antes de enfrentar quem quer que seja para defender o irmão gêmeo, que tem uma deficiência fisica e sofre bullying);
- Woo Do-Hwan como Seok Dong-Cheol (um dos quatro amigos e o mais pobre deles; órfão de mãe e filho de um pai alcoólatra, tem como única família sua avó);
- Jo Sung Ha como como Baek Jung Ki (líder espiritual de uma estranha igreja que é, na verdade, uma ceita religiosa);
- Jo Jae Yoon como Jo Wan Tae (um dos diáconos/discípulos da igreja; homem ganancioso e sem nenhum escrúpulo);
- Park Ji-Young como Kang Eun-Sil (dicípula e 'braço direito' do pastor; ela acredita cegamente que o pastor é um enviado do Deus do Novo Mundo);
- Jung Hae-Kyun como Im Joo-Ho (pai de Sang Mi; após vários acontecimentos trágicos na família, ele encontra conforto e esperança na religião, mas isso sai de seu controle);)
- Yoon Yoo-Sun como Kim Bo-Eun (mãe de Sang Mi, que acaba "enlouquecendo" ao ver sua família ser destruída).

Minha opinião: Amei!

Confesso que "Save me" foi uma contradição para mim: comecei a assistir meio com "o pé atrás", porque vários comentários na internet diziam que era assustador, um terror psicológico e tal, as após poucos (uns 4) episódios, eu dei uma desanimada porque não acontecia "nada". Mas a partir do 5º episódio, fui totalmente fisgada e foi uma agonia esperar a liberação dos episódios semanais.
Bem, se tem uma coisa que vocês precisam saber sobre "Save me" é que mesmo quando aparentemente nada está acontecendo, esse "nada" vai importar para a história e o clima em torno desse "nada" vai sempre te deixar tenso, desconfortável e sem saber o que virá a seguir. Até a paleta de cores usada na fotografia do dorama te deixa tenso e incomodado. Sempre parecendo que algo terrível está prestes a acontecer. E de fato sempre há algo obscuro...
A história começa com a chegada da família Im, composta pelo pai Im Joo Ho, a mãe Kim Bo Eun, e filhos gêmeos Im Sang Mi e Im Sang Jin, mudando-se para Muji, uma cidade interiorana fictícia. Com a promessa de uma casa, um emprego e uma vida confortável em Muji, o chefe da família vende tudo o que tem em Seul e vai com a família e toda sua mudança para a tal cidade de Muji. No entanto, ao chegar na cidade todos se dão conta de que foram enganados: não há casa alguma, emprego algum. É quando as coisas começam a dar errado para a família Im. Infelizmente é só o começo, pois tudo desanda mais e mais com o passar dos episódios.

No colégio Sang Mi e Sang Jin, que sofre de uma deficiência física, precisam se adaptar aos novos colegas e ao bullying bastante agressivo, vindo de "filhos de pessoas poderosas na cidade". Em casa, precisam aceitar a ajuda de fiéis de uma igreja que decidiram lhes estender a mão.
Não demora muito para que esse fiéis, Sra. Kang e Sr. Jo convença os pais de Sang Mi a frequentar um local chamado Guseonwon, um lugar nas montanhas onde fica a igreja e onde mora a maioria dos fiéis que se dedicam à religião, e o pastor, o Pai Espiritual. Já na primeira visita, Sang Mi percebe que não se trata de uma igreja normal e não tem a mínima vontade de voltar ou de fazer parte desse grupo de religiosos.
No entanto, todos em Guseonwon parecem bastante solidários e receptivos, sempre ajudando financeira e emocionalmente a família Im, de modo que os pais e até mesmo o irmão de Sang Mi foram facilmente conquistados.
Sem suportar o bullying sofrido no colégio, o fato de se achar um fardo para a família e a esperança de encontrar um lugar melhor com no Novo Mundo (como ele viu no folheto religioso que recebeu em Guseonwon), Sang Jin acaba tirando a própria vida. E ainda que Sang Mi, com a ajuda de Dong Cheol (único membro de quarteto de amigos que se dispões a ajudá-la), tentem evitar a tragédia, não há muito a ser feito. Após essa tragédia, a família Im fica ainda mais desestruturada e não demora muito para que o pai de Sang Mi resolva se mudar com a família para Guseonwon e se dedicar ao tempo e ao Senhor do Novo Mundo.
Os fiéis dessa religião (que não tem nome) acreditam que devem viver segundo as regras de Guseonwon para serem capazes de embarcar no barco da salvação e direção ao Novo Mundo, onde está o Senhor do Novo Mundo. Nos três anos que se seguem à mudança da família Im para Guseonwon, Sang Mi continua não acreditando numa única palavra dita pelo tal Pai Espiritual e seus discípulos, pelo contrário, para ela nenhum deles é minimamente confiável. No entanto, dizer algo sobre isso só faz com que ela seja taxada de louca ou possuída por Satanás. É como dar murro em ponta de faca.
Mas, quando ela é informada de que foi a escolhida para ser Mãe Espiritual e livrar todos os fiéis de seus pecados por meio de seu sacrifício, Sang Mi entra em desespero e começa a pensar em como escapara desse lugar.
E a partir daí, além de perceber que sair de Guseonwon não é uma tarefa fácil, Sang Mi começa a descobrir cada vez mais atrocidades, mentiras e muita sujeira envolvendo aqueles a quem os fiéis tanto reverenciam, repeitam, acatam.
Lembram do quarteto de amigos que eu citei ali em cima? Pois bem, são eles que farão o possível para ajudar Sang Mi a escapar do inferno. Em um primeiro momento, ainda sem ter ideia do que Sang Mi está passando, Han Sang Hwan, filho de um famoso e amado governado, que se arrepende de não ter ajudado Sang Mi três anos atrás, se envolve em um pequeno acidente de carro com a van em que Sang Mi está (sendo levada de volta a Guseonwon após uma tentativa de fuga) e acaba vendo Sang Mi no interior da van e conseguiu ler nos lábios da garota um pedido de socorro: "Salve-me".
Preciso dizer que a essa altura do dorama eu já estava odiando meio mundo e desejando uma morte lenta e dolorosa pra uma galera, viu?!
Além da forte crítica ao fanatismo religioso (alguns dizem que a crítica se dirige à fé cristã), "Save me" aponta para o fato de que frequentemente algumas igrejas, religiões, grupos religiosos ou como queiram chamar, se aproveitam da fragilidade e vulnerabilidade das pessoas em momento de desespero, para obter ganhos próprios (dinheiro, por exemplo). E, sejamos coerentes... não precisamos ir para a Coréia para ver algo desse tipo, né?!
Até os episódios finais do dorama, é difícil saber o que pensar. Não temos certeza se esse trio do capiroto, formado pelo Pai Espiritual e seus dois escudeiros, Sra. Kang e Sr. Jo apenas agem de má fé ou se acreditam em toda a ladainha que criaram. Só sei que não quero ver a cara de nenhum dos três e do pai da Sang Mi por um bom tempo (estou louca para assistir Empress Ki, com meu amado Jo Chang Wook, mas vi que o Sr. Jo interpreta o eunuco do príncipe. Deixa quieto. Tô de boa dessa criatura!) Sério, eles são tão bons atores, conferiram tanta realidade e credibilidade a cada cena que eu peguei ranço. Se eu vejo um desses três na rua, saio correndo (mas se vir o pai da Sang Mi, acho que taco pedra pra largar de ser besta!).
Tanto a Sra. Kang quanto o pai de Sang Mi (além de muitos outros fiéis) ilustram bem o quanto uma pessoa pode perder o próprio controle para defender aquilo em que acredita. A Sra. Kang, acreditando cegamente em cada besteira dita pelo pastor, fez inúmeras coisas absurdas; o pai de Sang Mi, por sua vez, estava disposto a entregar a própria filha ao pastor, ainda que a garota não quisesse. E a negação da filha era tida como possessão demoníaca. Loucura, né?!
Sang Mi, por sua vez, é uma personagem extremamente forte, determinada e inteligente, sabendo quando agir, quando calar, quando investir, quando dar um passo atrás. Quero mais doramas com personagens fortes assim! Mas, por favor, nada de fanatismo religioso por um bom tempo.
Que meus desejos se realizem. Eu creio! (#entendedoresentenderão)

Quando a ost, não fiquem surpresos se eu disser que até as músicas tem uma "tensão". Deem uma olhada (ou ouvida?): I am (Inkey), Hallucination (The Vane) e Out Of The World (Inkey).

Se quiserem conferir esse dorama diferentão, que chegou com os dois pés no peito da sociedade coreana conservadora, os 16 episódios estão disponíveis online no Drama Fever (para usuários premium) e gratuitamente no Kingdom Fansub (é necessário fazer cadastro), online e para download.

***
Espero que vocês gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)