24 de fevereiro de 2016

5 Razões para AMAR Jane Austen!

Olá gente lindaaa!!!
Hoje eu fim falar de algo que eu A-D-O-R-O: Jane DIVA Austen!
Quem acompanha o blog há mais tempo, deve saber do meu amor pela autora Jane Austen (tanto que meu projeto de Iniciação Científica e meu TCC foram sobre ela). Então, hoje eu vou listar CINCO razões (dentre tantas mais que eu poderia listar) para amar Jane Austen. Tenho certeza de que você irão concordar com todas elas!

1. Mr. Darcy <3



Impossível elencar razões para amar Austen sem citar seu mais famoso (e desejado) personagem. Sim, na minha opinião esse é o principal motivo para amar Jane Austen! Mesmo quem nunca leu Jane Austen conhece e (e deseja) encontrar seu próprio Mr. Darcy. Gente, ela reuniu um trilhão de características que amamos em um único personagem e, no entanto, lhe deu características reais, lhe deu defeitos e fraquezas, quase o tornando real. Não é sem razão que mesmo após dois séculos, Mr. Darcy segue sendo o objeto de desejo da mulherada, e o genro que muitas mamães pediram a Deus. No fundo, toda mulher (leitora ou não de Jane Austen) espera encontrar seu próprio Mr. Darcy: um cara real, que apesar de seus defeitos, é capaz de enxergar além do próprio umbigo, capaz de crescer e passar por cima de seus próprios julgamentos em nome de seus sentimentos.

A imagem é do Mr. Darcy da adaptação da BBC de 1995, interpretado por Colin Firth. Na minha opinião é a adaptação mais fiel e não há, nem haverá, alguém capaz de dar vida ao personagem com tanta perfeição quando Colin Firth. <3 Se quiserem conferir essa adaptação, tem os seis episódios legendados no Youtube

2. Mocinhas à frente de seu tempo: com personalidade



Não posso deixar de falar da nossa eterna heroína, Elizabeth Bennet, embora ela seja apenas uma das personagens fortes de Austen. Mas ela é um ótimo exemplo, devo dizer. Mesmo em um período em que o casamento era o único meio de subsistência para uma jovem sem posses, Lizzie recusou não um, mas dois pedidos de casamento. Isso, porque ela desejava se casar por amor, não para calar a boca da sociedade ou satisfazer a família sem dinheiro e a mãe casamenteira.
Apesar de as mulheres da época (século XIX) serem criadas quase sempre para serem boas esposas, recebendo ensinamentos que não variavam muito além do bordado, canto, e demais prendas que pudesse agradar um possível pretendente, as heroínas de Austen vão além desses esteriótipo de mulher: são letradas, inteligentes, sagazes.. Além disso, possuem personalidade própria, não se deixando influenciar pelos outros, ou, se o fazem, se arrependem e dão a volta por cima em algum momento (como Anne Elliot em "Persuasão").

3. Críticas à sociedade da época

Não tem como não se deliciar com os diálogos inteligentes e as críticas veladas (e às vezes nem tanto) à sociedade da época. Seja por meio de diálogos ou comportamentos "inadequados" de suas heroínas, Austen deu bem o seu recado: ser mulher naquela época não era nada fácil. Se hoje a mulher já sofre pressão de todos os lados, imaginem só naquela época. Vamos combinar que, apensar das várias conquistas femininas daquela época até os dias de hoje, muita coisa ainda se mantem, né?! Quem não tem uma tia, vizinha ou qualquer que seja a criatura e vive disparando perguntas do tipo "Tá solteirona?", "Vai casar quando?", "Vai acabar ficando pra titia", "Se não casar logo vai ficar difícil engravidar.", "Estudo? Pra quê? Você já devia estar pensando em casamento", "Homens não gostam de mulheres independentes, eles precisam de alguém pra cuidar e que também cuide deles".... blá, blá, blá. Ah, faça me o favor! Quem diabos disse que toda mulher nasceu pré-programada para se casar e procriar apenas? Se essas situações ainda se fazem presentes hoje, imaginem como era no século XIX. Austen, com muita ironia e bom humor, deixa clara sua insatisfação com o papel da mulher na sociedade da época, de modo a nos apresentar a realidade daquele período e, contudo, dar vida a personagens que fogem à regra. Um ato de rebeldia, eu diria. 

4. Personagens caricatos e alegóricos

Ah, e o que dizer daqueles personagens ridiculamente caricatos que não se enxergam? Há vários exemplos, como Mr. Colins (Orgulho e Preconceito), todo pomposo, se achando a última brisa do deserto quando, na verdade, é extremamente pedante e desagradável; Walter Elliot (Persuasão), perdido em sua própria vaidade, tão preocupado com as aparências mesmo quando sua renda já não é capaz de manter seu padrão de vida cheio de firulas; ou, ainda, a própria Sra. Bennet, desesperada em casar suas filhas, desejando a todo custo conseguir bons partidos, embora não seja capaz de manter sua própria filha caçula sob rédeas curtas... Ah, são tantos personagens recheados de características e trejeitos que os fazem, evidentemente, caricaturas de classes.

5. Happy Ending

Sou canceriana romântica incurável, então nunca pode faltar um bom e velho final feliz. Os casais de Austen passam por perrengues, vários encontros e desencontros, mágoas, palavras não ditas ou mal-entendidos, no entanto, no final dá tudo certo. Do jeito que tem que ser. De realista e conformista já nos basta a vida real, né?

Razão extra:
Jane Austen nunca sai de moda!

E não sai de moda mesmo, gente! A exemplo disso podemos citar as 5456758696 adaptações de suas obras, as várias obras derivadas (livros, filmes, canais no Youtube...) e os vários objetos inspirados nos livros ou na própria autora. Jane Austen está mais contemporânea do que nunca, talvez por escrever sobre a natureza humana, sobre amor e sobre a sociedade. Algo que me diz que mais dois séculos se passarão e Austen ainda estará na boca do povo!

***
Beijos e amassos!!!

2 comentários

  1. JA. Maravilhosa? Maravilhosa.
    Ela é uma autora singular que, mesmo na época em que vivia, com o papel escasso da mulher na sociedade, ela escrevia sobre romance e vida de uma maneira espetacular que se perpetuou até hoje. Sou apaixonada por Jane Austen.

    Beijos!
    vaiumspoilerai.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Saudações Lady Amanda,
    Não acho que só 5 razões precisam ser dadas huahuahauahah há uma infinidade de fatos e ações que fazem Jane Austen ser - suspiro - Jane Austen!
    É um tipo de amor eterno e incondicional.


    Venha visitar o Castelo Att Ana P. Maia ♛ The Queens Castle

    Stânix - O poder dos elementos

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)