15 de setembro de 2014

RESENHA: A Promessa do Tigre

Editora: Arqueiro
Autor(a): Colleen Hoouck
Número de Páginas: 128

Sinopse: Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

Olá gente lindaaa!!!
Ahhhhh que gostinho de quero mais!
Quem acompanha o blog sabe que eu sou APAIXONADA pela série "A Maldição do Tigre" e que tenho verdadeiro tombo pelo tigre negro, Kishan. Pois bem, esse prequel me deu a oportunidade de matar só um tiquinho a saudade dessa série principalmente do Kishan <3

Confiram as resenhas dos quatro livros da série:


Os acontecimentos de "A Promessa do Tigre" são cronologicamente anteriores a série, mas especificamente, mais de 300 anos antes de Kelsey tirar a sorte grande e ter dois príncipes indianos aos seus pés. (#invejamonstra).
Bem, em "A Maldição do Tigre" o leitor tem conhecimento de que esse par de deuses gregos príncipes foram amaldiçoados pelo desprezível Lokesh e que uma certa Yesubai - filha do dito cujo - tem um dedinho nessa história. Ou seja, desde o começo da série, quando ouvimos ou lemos o nome da garota, nossa primeira reação é rosnar e pensar "Essa vaca!" Rrrrrrrr. Mas, após conhecer sua história e considerar o fato de que ter um pai diabólico não é nada fácil, é impossível não simpatizar com a jovem.
"Ela já suspeitava que ele tivesse cometido um mal terrível no passado, mas agora sabia que era capaz de algo ainda pior. Muito pior." (página 17)
Aos 16 anos de idade, Yesubai passa a maior parte de seu tempo trancafiada em seu quarto e, de certa forma, temendo a chegada de seu pai - que passa um bom tempo fora de casa, guerreando, destruindo reinados, enfim fazendo o que faz de melhor: maldades. Yesubai sabe que, se o pai obter sucesso em suas incursões, ela recebe flores, algo que adora e o único luxo que o pai lhe permite, caso contrário, há grandes chances de o pai descontar suas frustração na filha, agredindo-a. 
"Mesmo quando criança, eu me perguntava quando meu próprio desabrochar acabaria e eu começaria a murchar até não restar nada, isolada em meus aposentos, de onde não retirava nutriente algum e onde nunca podia sentir o sol no rosto." (página 24)
Em sua sede de poder e sabendo que os herdeiros do trono Rajaram possuem as duas partes do Amuleto de Damon que lhe faltam para ter ainda mais poder sobre tudo e todos, pela primeira vez Lokesh acredita que Yesubai lhe será útil. Sem nunca ter aceitado o fato de a falecida e inútil esposa não ter lhe dado um herdeiro, ele nunca nutriu ou demonstrou qualquer afeto pela filha (afinal ele nem deve ter coração, gente. Pensem em um ser desprezível!). Mas, agora a ideia de ter uma filha lhe parece uma boa coisa, afinal, ela poderá se casar com Dhiren, o herdeiro do imperador Rajaram e dar um jeito de matar o restante da família quando tiver as partes do amuleto em mãos. 
Sob a ameaça de perder a única pessoa que lhe amou e a quem retribuiu na mesma medida, sua ama de leite Isha, Yesubai está disposta (já que não tem escolha) a se tornar a assassina que o pai deseja. Porém, ao passar um tempo na casa dos Rajaram, a ideia se torna cada dia mais desprezível. O imperador e sua esposa são amáveis e a tratam como uma filha e, enquanto o homem a quem está prometida está fora cuidado lutando bravamente, Yesubai acaba por passar muito tempo na companhia de Kishan. Aí já viram, né?! Se eu pudesse eu avisaria a moça que só olhar para ele é perigoso demais. Impossível não se apaixonar! (gente, eu já disse que amo esse indiano? <3).
"Suas feições não eram como as dos homens que já haviam cruzado o meu caminho. O formato do rosto e da boca era de alguma maneira diferente, e os olhos dourados com pequenas linhas ferrugem, da cor da hena recém-preparada, eram tão incomuns que se tornavam marcantes. Ele era exótico e raro como a flor que eu acabara de descobrir - um homem encantador e fascinante." (página 50)
Tudo isso a gente (que já leu a série) já sabia, né?! Mas sempre houva a dúvida quanto aos sentimentos de Yesubai e a sensação de que ela era tão cruel quanto o pai por seduzir os dois irmãos. A Promessa do Tigre nos apresentou uma jovem sofrida que é totalmente impotente diante do poder e crueldade do pai e que possui um coração doce apesar de tudo, capaz de amar sua ama de leite  como se fosse sua própria mãe e incapaz de usar o único dom/poder que parece ter herdado do pai (a invisibilidade) para fugir e deixar sua querida Isha para trás. Em seu desespero para salvar a vida dos irmãos Rajaram, em especial a de Kishan, Yesubai pensar poder enganar o próprio pai, mas fracassa. Depois comete o erro de acreditar nas palavras dele.
"Pensa que me importo com o fato de ele amar você? Pensa que não vejo que você é louca por ele? Eu não sou bobo, Yesubai. Não se engane. Eu tenho completo controle de cada um de vocês e das suas vidinhas." (página 97)
***
Além de nos fazer entender e gostar de Yesubai, A Promessa do Tigre também serviu para justificar um pouco o final do quarto livro da série, O Destino do Tigre. Quem lei minha resenha sabe o quão revoltada eu fiquei com algumas coisas, principalmente no que se refere ao Kishan, mas após o final desse prequel, as coisas ficaram um pouco mais claras (e aceitáveis).
O livro é bem curtinho e mesmo sendo um pouco mais morno que os outros livros da saga, nos dá a chance de matar um pouco a saudade da escrita da autora e desse indianos tão queridos, mas confesso que fiquei com um gostinho de 'quero mais Kishan'. Você me entendem, né?!
Super recomendo, claro!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

17 comentários

  1. Oi Amanda, muito boa a sua resenha. Não tenho muita curiosidade em ler essa série, mas acho interessante a premissa. Nossa, acho essa capa muito estranhaaa... não tem nada a ver com as outras que são lindas.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Amanda, tudo bem?

    Eu só li o primeiro livro dessa série. Até que gostei bastante, mas acabei deixando de lado. Tenho que voltar a ler. O fato da série se passar na Índia é muito legal. Sempre bom sair do eixo Estados Unidos / Europa

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda.
    Eu adorei o prequel, acho que ele veio pra esclarecer pequenos detalhes e complementar toda a história.
    Esse prequel me deu uma outra visão de Yesubai, e reforçou minha predileção por Kishan.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  4. Oii,

    Eu não li nada sobre a serie, nao tenho muita curiosidade em ler, mas gostei bastante da sua resenha :)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  5. Amanda, vou confessar que fiz um pouco de leitura dinâmica da sua resenha.. Essa série esta na lista de livros que ainda quero ler, e pelo q vc estava falando, parece que muita coisa do conto fala sobre coisas que acontecem na história... E como odeio spoiler de qqr tipo, achei melhor garantir! Haha!
    Esses contos sempre me deixam com certa ansiedade, pq normalmente não sao o que quero. Mas pelo que parece, esse em especifico acrescentou detalhes à história que a tornaram mais completa né? Isso parece muito bom!
    Enfim, como ja percebi vc gosta mesmo da serie, e isso so me deixa mais empolgada para ler! Só falta tempo, e dinheiro, agor ahahaha

    ResponderExcluir
  6. Estou super interessada em A maldição do Tigre, todo mundo fala tão bem! Amanda, e essa queda/tombo/abismo pelo Kishan?? Você me deixou louca para conhecê-lo agora haahahah, sua obessessão vai passar pra mim! Achei bem legal o que você citou sobre a Yesubai, é interessante quando a gente vê toda uma evolução de um personagem e acaba descobrindo que ele não era bem aquilo que imaginavámos, assim como pessoas no mundo real, tem mutia gente que a gente leva a mal e não sabe a história que está por trás, no caso, da personagem um pai cruel e autoritário.

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Geralmente, tenho um pé atrás com prequels. Esta série, apesar de você falar tão bem dela, não me interessa muito, apesar de eu achar o cenário e nomes dos personagens muito interessantes. Sem falar que as capas são muito bonitas e chamativas. Acho meio triste quando lemos uma história que aparentemente já sabemos o seu desfecho, quando estamos lendo algo do tipo, eu particularmente, fico um pouco chateado com tudo o que é apresentado para depois chegar em um final limitado, entende? Mas fico feliz que tenha gostado de mais este livro.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  8. Amanda, sempre me interesso por essa série, mas nunca paro para lê-la.
    Eu adoro prequels, acho uma ótima forma de matar a saudade dos personagens queridos e também de explicar uma coisa ou outra que possa ter ficado em aberto na série..
    Que bom que este de atendeu nos dois sentidos =)

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  9. Oi, Amanda. Eu não li nenhum livro da série ainda, não sei se vou gostar porque não curto triângulos. Mas me tira uma dúvida, já que é super fã da série... Essa prequel tem spoilers dos livros? Posso ler primeiro que o livro 1? Às vezes penso em começar, mas bate uma preguicinha de ver tanto livro. E dor no bolso tb. rs
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Giulia, acho que não é bem um spoiler, porque os acontecimentos desse prequel ocorrer 300 anos antes de a saga começar. A única coisa que o leitor fica sabendo é como os príncipes foram amaldiçoados, mas o próprio nome da saga deixa claro que há uma maldição, né?! haha
    Acho que vale super a pena! Apesar do triângulo, há muita aventura e o diferencial é toda a cultura indiana e chinesa, as lendas e todo esse universo místico e mítico que a autora aborda. ^^

    ResponderExcluir
  11. Oi Amanda. Estou louca para ler esse livro, mas minha colunista leu é amou. Enfim, eu sempre fui TEAMREN, mas aquele final do Kishan me deixou boquiaberta e revolta com aquilo, então eu preciso ler esse prequel para entender os significados do quarto livro. Amei sua resenha, e tá bem tô ansiosa pela leitura para matar a saudade dos tigres lindos.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  12. Oie,

    Conseguir achar um pessoa tão apaixonada pelo Kishan ! Ebaaaaa <3 <3 Acho que vou gostar muito dessa historia, mas só vou comprá-la assim que eu terminar a série, já vou começar o terceiro livro, então tá pertinho hahah.

    MAyla

    ResponderExcluir
  13. Pena que o livro é meio morno, acho narrativas assim tão decepcionantes... mas que bom que pelo menos você matou um pouco das saudades e ainda teve uma justificativa para algumas coisas que te revoltaram!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    O bom desse livro foi a solução de respostas que você ainda não tinha, né? Apresentar uma realidade anterior ao que você já sabe é interessante também. Eu não li nada dessa série devido a falta de oportunidades, mas gostaria muito de ler. Espero que consiga em breve
    Amei a resenha. Ficou linda <3

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Amanda!

    Sobre essa série, eu tenho muita vontade de lê-la, mas não tenho condições financeiras para comprá-la, hahaha. São muitos desejados para pouco dinheiro! Tenho uma amiga que adora a série e está sempre me falando para eu ler logo. Um dia, quem sabe! Não gostei muito da capa que foi feita para a obra, mas paciência! Adorei a resenha <3

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!!!
    Nunca li nenhum livro dessa série, só conheço por meio de resenhas, e nunca consegui ficar com vontade de lê-los. Sempre comentei nas resenhas da série que eu achava as capas lindas, mas dessa eu não gostei. rsrs
    Apesar de não ter interesse em ler o livro, gostei muito da sua resenha!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  17. Eu ainda não li a série, mas tenho muita vontade, só vejo comentários positivos e as capas são lindas demais, tudo cooperando para o meu interesse kkk Mas eu ainda não tive oportunidade de ler, infelizmente o primeiro livro está fugindo de mim, nunca recebo ele :S Enfim, adorei a resenha e espero ler esse livro, mas só depois de ler a série toda.

    Beijos :*

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)