28 de julho de 2014

RESENHA: Atraído (Tangled #1)

Editora: Universo dos Livros
Autor(a): Emma Chase
Número de Páginas: 272

Sinopse: Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia. Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido? Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade. Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí- la de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram. Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder. Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor?

Olá gente lindaaaa!
Finalmente li "Atraído", o primeiro volume da trilogia Tangled, e, vou logo dizendo que foi um dos livros que eu mais gostei do gênero. Há uns dois anos eu comecei a ler o livro em e-book (uma tradução livre de alguma fã que encontrei em pdf na internet), mas por ter que ler na tela do computador, acabei desistindo após poucos capítulos. Assim, quando soube que a Universo dos Livros lançaria no Brasil, eu tinha certeza que PRECISA desse livro.

O livro possui um diferencial que, por si só, já torna o livro mais interessante: ele é narrado (literalmente) por um homem, nosso protagonista sexy e pegador Drew Evans.
Drew é o típico 'garanhão' que se orgulha de sua solteirice e de seu poder sobre as mulheres. O cara não precisa se esforçar para que a mulherada fique aos pés dele. Ele é lindo, inteligente, sedutor e rico. As mulheres caem a seus pés o tempo todo por causa dessas qualidades. Mas, há um detalhe: ele é praticamente alérgico a compromisso. Suas relações nunca duram mais que uma noite. Ele nunca ouviu um não como resposta, até conhecer uma irresistível morena em um bar. Além de não cair nas suas graças, a mulher foi embora sem nem ao menos dizer seu nome.
Já não bastasse sua obsessão pela desconhecida, na segunda-feira seguinte ele fica surpreso ao conhecer a nova funcionária contratada por seu pai, nada menos que a morena do bar! Seu nome é Katherine Brooks, ela é linda, talentosa e... trabalha na empresa de Drew. Isso é um problema já que uma de suas regras mais importantes é nunca, eu disse NUNCA se envolver com alguém do trabalho.
"Sua mão macia toca a minha, e dois pensamentos invadem minha cabeça ao mesmo tempo.
O primeiro é: Deus me odeia. O segundo é: tenho sido um menino mau, muito mau durante toda minha vida, e esta é a minha punição. Você sabe o que dizem sobre punições, certo?
Isso mesmo, é uma merda." (página 28)
Kate tem 26 anos, é super inteligente e eficiente, chegando a disputar uma campanha milionária com Drew, que fica fulo de raiva ao se ver competindo com uma 'iniciante'. Ri muito com o descontrole dele em relação a ela. Drew não faz questão de disfarçar seu interesse em Kate, afinal, já que é para quebrar a regra de não se envolver no trabalho, que pelo menos seja com alguém como Kate, mas ela é noiva, na verdade está em um relacionamento há quase onze anos! Como competir com isso?
Preciso dizer: a Kate é dura na queda, viu?! Outra mulheres teriam se rendido por muito menos! ahah
"Indiferença não é a reação que estou acostumado a receber das mulheres. Na verdade, é um pouco difícil de lidar com isso." (página 69)
O que mais gostei no livro, além do próprio Drew e da sobrinha fofa que coisa mais gostosa do mundo de três anos, foi o modo como ele conta sua história, desde seu inicial estado de gripe (leia-se, amor) à como ele conheceu Kate e tudo mais. Ele dá diversos toques ao público feminino, toques que me chocaram um pouco, confesso e me fizeram me perguntar até que ponto são reais, uma vez que a autora é uma mulher. Drew vai narrando os acontecimentos e nos fazendo imaginar a cena como se ela passasse em uma tela. Muito criativo.
Entretanto, apesar de todo o charme e humor, se todos os homens forem igual ao Drew é de se ficar assustada, viu?! Um cara que LITERALMENTE só pensa em sexo não deve ser normal. Ou é? O cara fica excitado até mesmo olhando para um par de sapatos de salto! ou para uma freira!
"Se você estiver em um relacionamento e a garota nem se importar em gritar com você? Você está ferrado. Indiferença é como o beijo da morte para uma mulher. É o equivalente a homem desinteressado em sexo. Em qualquer um dos casos - terminou. Você está acabado." (página 182)
***
O segundo livro dessa série, "Enroscado", já foi lançado e, aparentemente, é narrado por Kate (não, não é a mesma história pela visão dela. É continuação mesmo!) e eu estou doida para ler. Admito que o livro é super clichê, não acresce nada à sua vida mas é uma distração deliciosa, muito melhor que outros livros gênero que eu já li (pelo menos não tem sexo logo nas primeiras 100 páginas!).
Recomendo!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Um comentário

  1. Ultimamente tenho me interessado por esse estilo de literatura (e por influência do Rei Consorte) e o que eu mais gostei desse é ser narrado pelo protagonista. Na maioria vejo terceira pessoa ou a mulher, nunca o homem.
    Fiquei curiosa e não ter sexo logo de cara já ajuda hauahuahauhauahauhauah

    Lerei, certeza!

    A Rainha, Ana P. Maia ♛ - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)