29 de outubro de 2012

RESENHA: Dizem por aí...

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Jill Mansell
Número de Páginas: 430

Sinopse: O namorado de Tilly Cole acaba de se mudar do flat deles com metade de suas coisas. Sem nada para prendê-la, Tilly decide rapidamente morar mais perto de sua melhor amiga, Erin, em um vilarejo minúsculo em Cotswolds. Lá, Tilly é contratada no mesmo momento como faz-tudo em uma empresa de design de interiores. Para sua surpresa, a cidade pequena transborda escândalo, sexo, fofoqueiros e boatos, focados basicamente em Jack Lucas, o homem lindo de muita classe e melhor amigo de seu chefe. Todos falam para Tilly ignorar o encanto por Jack, que ela será apenas outra em sua cama se ela se deixar levar; mas Tilly, que trabalha ao lado de Jack, enxerga uma parte carinhosa e cuidadosa dele que não é revelada à cidade. É impossível que ele seja a mesma pessoa de quem todos falam. Ou é possível? Tilly deve separar os fatos da ficção e seguir seu instinto neste divertido romance moderno.

Olá gente lindaaaa!!
Cá estou resenhando "Dizem por aí..." pela segunda vez, porque eu fiz a proeza de excluir (sem querer) a resenha que estava prontinha. ¬¬
Bem, antes de mais nada preciso dizer que, a primeira coisa que eu pensei quando terminei de ler este livro foi: "Porque eu não li antes?" rs. Na verdade acho que isso foi a segunda coisa que eu pensei, pois a primeira foi: "Aiii que fofo! Quero ler de novo!" 

Como seria chegar em casa, no apartamento que você divide com seu namorado e descobrir que o sacana se mandou sem dizer nada? Bem, é com esse fato que Tilly se depara ao voltar do trabalho: seu namorado e metade das coisas do apartamento não estavam mais lá. Não que 'perder o namorado' seja algo com que ela se importe muito, se levar em conta que ela já estava empurrando o relacionamento com a barriga, mas... o fato de que o valor do aluguel do apartamento é muito alto para se pagar sozinha é algo em que ela tem que pensar.
"- O Gavin se mandou. Bem - disse Tilly alcançando a carta sobre a lareira - , ou isso, ou ele foi sequestrado.
- Se bem que, quando eu o vi hoje a tarde colocando as coisas dele na van, ele não estava com sequestradores - observou Babs, com uma expressão solidária. - Só com a mãe e o pai dele." (página 7)
Ainda pensando no que fazer a respeito do apartamento, Tilly resolve passar o fim de semana visitando sua amiga Erin e um pequeno vilarejo chamado Roxborough em Cotswolds (Inglaterra). E é nesse final de semana que as coisas vão mudar. Vendo (sem muito interesse) o jornal local, com notícias nada interessantes e anúncios nada convidativos, Tilly acaba encontrando um 'trabalho divertido" como faz tudo para Max, um gay rabugento (e super engraçado), dono de uma empresa de design de interiores  e, pai de Lou, uma adolescente de 13 anos divertidíssima.
Em pouco tempo, Tilly está de volta ao vilarejo, mas desta vez para ficar. Definitivamente. E, ela logo percebe que em uma cidade tão pequena é quase impossível ter privacidade ou mesmo uma vida particular...
Todo mundo sabe que SEMPRE tem um bophe, né?! E desta vez, não é diferente e Jake Lucas não foge a regra: lindo, sexy, sedutor, mulherengo e com uma história trágica e comovente que só faz atrair mais e mais mulheres. Para ajudar, Jake é o melhor amigo de Max, o que significa que, querendo ou não, Tilly terá que conviver com ele quase que diariamente e.... usar toda sua força de vontade e determinação para se manter fora da lista de conquistas do bonitão. O que, diga-se de passagem, não será uma tarefa fácil. Nem de longe.
" - Você está olhando para o meu trazeiro?
- Jesus, vai começar de novo! - exclamou Max. - Você pode dar um tempo, por favor? Deixe a pobre garota em paz.
Tilly parecia bastante grata.
- Mas tenho certeza de que ela estava - insistiu Jack. - Podia sentir os olhos dela em mim. Dava para sentir.
"Por favor, que isso não seja verdade"." (página 74)
Mesmo com toda a resistência de Tilly aos encanto de Jake, a atração entre eles é inegável.... mas por uma questão de autoproteção, ela faz de tudo para se manter afastada ou mesmo para não deixar que Jake perceba o efeito que ele tem sobre ela. Em outras circunstâncias eu poderia dizer que é puro 'cú doce', mas dá para entender o porquê de Tilly não querer se envolver... com certeza a dor causada por uma decepção amorosa (de verdade e não como ocorreu quando foi abandonada por Gavin) é muito maior do que a que ela está sentindo por ter que resistir a ele.
Confesso que eu não teria tanto sucesso em me manter longe de Jake... em conseguir me manter longe dos braços boca, corpo.. de Jake. É muita perfeição e sedução, minha gente!
Mas... repito: para Tilly, não será nada fácil resistir!
"- Que se dane! - Jake pisou no freio com força. Dessa vez, sem nenhuma entrada disponível, ele parou em uma passagem e desligou o motor. - Foi por isso que eu parei antes.
Ele a puxou para junto de si e o beijo, que ela passara meses imaginando, finalmente aconteceu." (página 215)
****
Um romance contemporâneo, divertido e suuuuper fofo. Quem leu (também) a minha resenha de "Uma Proposta Irrecusável" sabe o quanto eu gostei da a escrita da autora e, esse livro só veio para confirmar que ela tem tudo para entrar no grupo dos autores favoritos. O que eu mais gosto na escrita de Jill Mansell é que ela não foca apenas nos personagens principais (o tal casal 20), pelo contrário, no final das contas, os personagens que, em um primeiro olhar nos pareceriam secundários, acabam ganhando destaque e fazendo toda a diferença no desenrolar da trama. Cada um deles nos cativa de tal maneira que,  acabamos torcendo para um possível final feliz para todos. Sem contar que, todos ele são suuuper engraçados.
Se eu recomendo? Sem dúvida alguma!!! Leia, e leia já! Não perca tempo como eu e mergulhe de cabeça nessa história cheia de encantos, trapalhadas.... e algumas vergonhas alheias! hhahah

Quer levar esse livro para casa? Então participe da promoção "De mulher pra mulher", pois "Dizem por aí..." está entre os prêmios. ;)

Classificação: 

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!

3 comentários

  1. Parece ser muito bom o livro, quero lê-lo, a capa é linda...

    Beijos
    http://saindodarealidadel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Vou ser sincera: não li a resenha! rsrs. Eu tenho esse livro, mas ainda não tive tempo de ler. Então to evitando ler resenhas dele, pra não criar muita expectativa sabe?!
    Também adoreeei Uma Proposta Irrecusável e você citou um ponto forte no último parágrafo (sim, eu li o primeiro e o último, só não li os que falavam da história, rsrsrs): que a Jill não foca apenas os personagens principais, eu até que senti falta da história da Lola e do Doug, mas tudo fica muito melhor quando ela fala mais dos personagens secundários, que acabam nos cativando mais do que os principais. Eu gostei muito mais do Gabe do que do Doug!!! hahaha.
    Espero poder ler em breve esse livro! To super ansiosa, rs.

    Beeijos, Flá. { http://pequenascoisaas.blogspot.com.br/}

    ResponderExcluir
  3. Essa autora te conquistou mesmo. Mas. nada melhor do que ter um livro delicioso de se ler.
    Comprei o "Uma proposta irrecusável" mas, ainda nao li. Estou louca pra ler esse Dizem por ai. Pra saber o que acontece oras. Como td se resolve. Se ele volta e tudo isso,
    Adorei a resenha.
    Bjks!

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)