2 de dezembro de 2018

#LeituraColetiva - O conto da aia | #quotes (capítulos de 17 a 31)

Olá gente lindaaaa!
Na última semana demos continuidade a nossa #LeituraColetiva de "O conto da aia", de Margaret Atwood, e lemos os capítulos de 17 a 31.
Confiram minhas quotes favoritas!



"Se eu pensasse que isso nunca mais aconteceria eu morreria.
Mas isso está errado., ninguém morre por falta de sexo. É por falta de amor que morremos. Não há ninguém que eu possa amar, todas as pessoas que eu podia amar estão mortas ou em outro lugar."
(página 125)
"Acredito na resistência do mesmo modo que acredito que não pode haver luz sem sombra; ou melhor, não pode haver sombra a menos que também haja luz." (página 128)
"Nenhuma esperança. Sei onde estou, e quem sou, e que dia é hoje. Esses são testes, e estou sã. A sanidade é um bem valioso; eu a guardo escondida como as pessoas antigamente escondiam dinheiro. Economizo sanidade, de maneira a vir a ter o suficiente, quando chegar a hora." (página 133)
"Vocês são de uma geração de transição, disse Tia Lydia. É muito mais difícil para vocês. É duro quando homens as insultam. Para as que vierem depois de vocês, será mais fácil. Elas aceitarão seus deveres de boa vontade com o acordo de seus corações.
Ela não disse: Porque elas não terão lembranças de nenhuma outra maneira.
Ela disse: Porque não vão querer coisas que não podem ter."
(páginas 143-144)
"Sentamo-nos em nossos bancos, umas de frente para as outras, enquanto somos transportadas; agora estamos destituídas de emoção, quase destituídas de sentimento, poderíamos ser trouxas de tecido vermelho. Sofremos a dor da falta. Cada uma de nós segura no colo um fantasma, um bebê fantasma." (página 155)
"Mas lembre-se de que o perdão também é um poder. Suplicar por ele é um poder, e recusá-lo ou concedê-lo é um poder, talvez de todos o maior." (página 163)
"Viva o presente, aproveite-o ao máximo, isso é tudo que você tem." (página 173)
"Eu me levanto, no escuro, começo a me desabotoar. Então ouço alguma coisa dentro do meu corpo. Eu quebrei, alguma coisa deve ter rachado, deve ser isso." (página 176)
"O fato é que sou amante dele. Homens no poder sempre tiveram amantes, por que as coisas haveriam de ser diferentes agora? As combinações e arranjos não são exatamente os mesmos, é verdade. A amante costumava ser mantida em uma pequena casa ou apartamento, e agora eles misturam as coisas. Mas, por baixo da superfície, é a mesma coisa. Mais ou menos. A mulher de fora, elas costumavam ser chamadas, em alguns países. Eu sou a mulher de fora. É minha função oferecer o que de outro modo falta." (página 195)
"Todas aquelas mulheres tendo emprego fazendo seu trabalho: difícil de imaginar, agora, mas milhares delas tinham empregos, milhões. Era considerado uma coisa normal." (página 207)
"Foi então que suspenderam a Constituição. Disseram que seria temporário. Não houve sequer um tumulto nas ruas. As pessoas ficavam em casa à noite, assistindo à televisão, em busca de alguma direção. Não havia nem um inimigo que se pudesse identificar." (página 208)
"Essa é uma das coisas que eles fazem. Obrigam você a matar, dentro de você." (página 231)
"Tenho o pão suficiente de cada dia, então não perderei tempo com isso. Não é o problema principal. O problema é engoli-lo sem sufocar com ele." (página 233)
"O Inferno podemos fazer nós mesmos." (página 233)
"Toda noite quando vou para a cama penso: vou acordar de manhã em minha casa e as coisas estarão de volta como eram. Não aconteceu esta manhã, também." (página 237)

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

2 comentários

  1. Hey. Eu amei o conto da aia quando li, apesar de ter uma história extremamente forte. acho que todo mundo deveria ler porque apesar de ser uma história fictícia, o ser humano é capaz de fazer isso com o outro. tem uns quotes que carregam muita verdade, eu os amei por isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karoline!
      Eu estou amando a leitura, embora fique mais e mais angustiada a cada página. O ser humano é mesmo capaz de coisas bizarras, né?!
      Esse tipo de distopia sempre me deixa abalada, pois acredito que tudo o que isso é tão possível, que nossa humanidade é tão frágil...

      Obrigada pelo comentário!
      Beijos

      Excluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)