23 de junho de 2014

RESENHA: Incendeia-me (Estilhaça-me #3)

Editora: Novo Conceito
Autor(a): Tahereh Mafi
Número de Páginas: 384

Sinopse: UM DIA EU POSSO ROMPER UM DIA EU POSSO R O M P E R E ME LIBERTAR NADA MAIS VAI SER IGUAL O destino do Ponto Ômega é desconhecido. Todas as pessoas com quem Juliette se importa podem estar mortas. Talvez a guerra tenha chegado ao fim antes mesmo de ter começado. Juliette foi a única que restou no caminho d O Restabelecimento. E sabe que, se ela sobreviver, O Restabelecimento não sobreviverá. Entretanto, para destruir O Restabelecimento e o homem que quase a matou, Juliette vai precisar da ajuda de alguém em quem nunca pensou que pudesse confiar: Warner. Enquanto eles lutam juntos para combater o inimigo, Juliette descobre que tudo que ela pensava saber sobre seu poder, sobre Warner e até mesmo Adam era uma mentira.


Olá gente lindaaaa!
Eu finalmente li "Incendeia-me" (que estava loooooouca para ler desde que recebi um exemplar da editora) e, já estou com saudades da trilogia! 

Confira a resenhas dos volumes anteriores:
Estilhaça-me (#1) | Destrua-me (#1,5) | Liberta-me (#2) | Fragmenta-me (#2,5)

ATENÇÃO: Esta resenha contém spoilers dos livros anteriores!

Após o fracasso da última batalha entre o Ponto Ômega e o Restabelecimento, Julliete acorda e se vê sozinha com Warner. De algum modo ela ainda está viva após os últimos acontecimentos. Ele a salvou. Secretamente. Assim, todos pensam que ela está morta. É hora de dar a volta por cima.
Por outro lado, ao que parece todos do Ponto Ômega estão mortos. Todos.
"Meus olhos estão se enchendo depressa com lágrimas e eu pisco e pisco, mas o mundo está uma bagunça e eu quero rir porque tudo em que consigo pensar é em como é horrível e lindo, que nossos olhos embaçam a verdade quando não aguentamos ver." (página 10)
Aliada a última pessoa que poderia imaginar, o próprio Warner, Julliete está decidida a se vingar. A acabar com o Restabelecimento e, principalmente, com Anderson.
Em um primeiro momento Julliete tem que lidar com a ideia de que todas as pessoas com as quais ela se importava estão mortas, digo "em um primeiro momento", pois logo o mal entendido é desfeito. Algo ainda mais improvável acontece, os antes inimigos agora têm que trabalhar juntos. Por um bem maior. Pelo mesmo objetivo.
Mais ainda, Julliete precisa lidar com várias mudanças. Warner não parece ser o mesmo. Ou melhor, ela se dá conta de que nunca conheceu o verdadeiro Warner e agora que parece estar conhecendo, não tem certeza sobre o que deve ou não sentir em relação a ele. Adam está diferente (e não é para menos), ele parece furioso, ele grita, ele xinga e ele não consegue entender o fato de estarem se unindo ao inimigo, o fato de Julliete defender o inimigo. Gente, eu detestei o modo como a autora Julliete ficou tão surpresa com a reação do Adam. Eu achei bem razoável. Eles eram namorados, ela terminou com ele por que queria protegê-lo (sei, sei...), ela é sequestrada, ele pensa que ela está morta e, quando finalmente descobre que ela está bem, vivinha da Silva, ela se alia ao inimigo. EU ESTARIA FURIOSA, CARAMBA! Eu, sem dúvida, estaria me sentindo traída pelo fato de a pessoa que eu amo estar do lado do inimigo que, só por acasa, tentou me matar. Essa raiva toda não parece razoável para vocês? E, mais ainda, a própria Julliete está diferente. Ela não tem mais muito o que perder. Ela não tem mais medo de tudo.
"Ele me disse isso uma vez, eu me lembro. Disse que amava essa característica minha. Que eu era muito boa. Muito doce. Que eu era a única coisa boa que restava nesse mundo.
Acho que eu sempre soube que não era verdade."
(página 265)
Warner, por outro lado, me surpreendeu a cada frase, a cada página... me apaixonei. Mas, que fique claro que eu ainda sou Team Adam (e ainda amo ele, ok?! Amo os dois!).
Tudo o que pensávamos sobre o vilão é desconstruído. A vida de Warner é, aos poucos, apresentada ao leitor e, ao saber de cada sofrimento, cada coisa absurda a que ele foi submetido desde a infância, a única coisa que queremos fazer é pegá-lo no colo de consolá-lo. Por outro lado, ele não foi o único a sofrer, né?! A sociedade criada pela autora não deixou ninguém sair ileso. Todos estão destroçados. Sem família, sem esperança...
"- Eu nunca aleguei que vivo com base em nenhum conjunto de princípios - Warner me diz. - Nunca aleguei que sou correto, bom, nem justifiquei minhas atitudes. A verdade simples é que não me importo. Eu fui forçado a fazer coisas terríveis na vida, amor, e não estou buscando nem o seu perdão nem a sua aprovação. Porque eu não tenho o luxo de filosofar sobre escrúpulos quando estou sendo forçado a agir movido por instintos básicos todos os dias." (página 44)
O livro trata de mais que apenas mais um triângulo amoroso literário, ele fala sobre a superação de dificuldades (claro, é uma distopia), mas fala também de auto-aceitação. Julliete só é capaz de lutar como gente grande, de andar com as próprias pernas a partir do momento em que para de mimim, para de se fazer de vítima e se aceita como ela é.
Ahhh, e o que dizer do Kenji? Ele é meu personagem favorito EVER! Suas piadinhas nas situações mais impróprias, o modo descontraído com que ele tenta lidar com assuntos sérios... se não fosse ele, para animar o pessoal... Eu só acho que ele merece protagonizar algum livro da autora. Só acho. ^^
Ri MUITO com ele e também com algumas cenas tensas em que o fofíssimo do James fazia perguntas indiscretas ao Warner. Gente, o Warner desconfortável diante de uma garoto de 10 anos é impagável!
Eu sei que o que todo mundo quer saber é se Julliete cai escolher o fofo e machucado Adam ou o sexy e machucado Warner. Infelizmente não posso dar um spoiler dessa magnitude, mas, para alimentar mais ainda a curiosidade de você, deixo o trechinho abaixo.
"- Você sabia - ele está sussurrando - que eu acordo todas as manhãs convencido de que você foi embora? (página 314)
***
Gente, eu queria poder falar mais e mais sobre o que achei desse livro. De verdade. Mas, a resenha já está enorme e, se eu continuar escrevendo, vou acabar soutando um spoiler atrás do outro. Só posso dizer que o amadurecimento da Julliete (embora ela tenha me irritado em diversos momentos) me surpreendeu bastante. O final romântico é lindo, o final distópico é cheio de esperanças (eu só acho que daria para transformar a trilogia em uma série....). Ok, vocês já perceberam que eu não estou preparada para dizer adeus à trilogia, né?! Não estou MESMO! :/
Super recomendo o livro e a trilogia inteiiiira. É a minha queridinha.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!




9 comentários

  1. O povo todo incendiado e eu sem Estilhaça-me. ='( Quero uma promo pra comprar os 2 primeiros e poder ler a trilogia. Só ouço comentários bons a respeito delas. E sua resenha 5 estrelas me animou ainda mais.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  2. Que bom que você viu amadurecimento na Juliette, adoro isso em um livro! E você está mesmo apaixonada por achar que a trilogia deveria ser transformada em série! rs... Eu acho que se foi tão bom é melhor deixar assim mesmo, vai que perde o brilho... hehe... estou super ansiosa para finalizar a leitura, depois da sua empolgação ainda mais!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  3. Eu so li o finalzinho, afinal de contas essa trilogia está na minha lista de ultra desejados! Saber que o final te deixou assim só indica o quanto o livro foi bom e aiiin...... preciso ler para ontem >.<

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  4. Oieeee, eu já tive a oportunidade de ler o primeiro livro, achei a história bem legal porém não comprei o segundo livro por causa da capa, essas duas primeiras capas ficaram horríveis, então decidi deixar a série de lado, porém agora com a novidade daquelas novas capas para colocar como uma primeira capa em cima da original (assim como nos livros de capa dura) eu animei em continuar a leitura, já solicitei as capas secundárias e assim que elas chegarem, vou comprar os volumes físicos e vou ler, espero gostar dos outros assim como eu gostei do primeiro rsrs, Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi Amanda.
    Eu to com esse livro na estante e mega curiosa e ansiosa pra começar a leitura.
    Até que enfim a Julliete amadureceu hein, gostei dessa parte, vou mais empolgada pra leitura.
    E o que me deixou ainda mais feliz foi saber que Warner te surpreendeu a cada página...sou team Warner até o fim rsrs.
    Evitei ler muitos detalhes sobre a história porque não quero que nada atrapalhe o encanto da minha leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda, eu achei super legal a sua resenha, e continuo louco para ler essa série parece ser bem boa... Parabéns pelo Blog! Já estou seguindo :)

    Vida Longa e Próspera \V/,
    http://estilogeek.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Amanda, tudo bem?
    Eu concordo com tudo que disse, é perfeitamente aceitável tudo o que Adam sentiu!!!!!!! Porque ela deixou ele passar por tudo isso???? Essa história de salvar a vida dele é sempre a mesma, os autores são muito maus!!!!!!!! Eu fico só rindo, porque cada resenha que eu leio defende um deles: uns querem o Warner, outros o Adam, e outros, como você, os dois, risos...
    Quem será que vou querer????
    Não vejo a hora de ler essa trilogia.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amanda!
    Eu também não estou pronta para dar Adeusssss! Eu li e foi perfeito e senti o mesmo que vc! Pode vir mais coisas por ai! Se a autora for boa, ela vai fazer mais livros! Eu amei ele, foi PERFEITO para mim! Assim como vc amei cada linha, cada suspiro, cada página do nosso Warner! Eu diferente de vc sou time Warner desde o começo! Só serviu pra me apaixonar mais! Amo Adam , Keji, James!
    A superação e a mudança da Juliete foram incríveis! Eu ameiiiiiiiii muito! TUDO!
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  9. Ai Amanda, eu to ficando louca aqui por não conseguir ler o último volume da série :/ . Mas infelizmente só na Bienal!

    Beijo

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)