14 de novembro de 2013

Na telinha ou na Telona... #20

Olá gente lindaaaa!
Nossa, há quanto tempo não posto essa coluna, hein?! 
Minha vida acadêmica não está fácil não, viu?! Não tenho tempo para mais nada, mas no último final de semana eu fiquei um pouco rebelde e resolvi assistir dorama mesmo tenho um zilhão de coisas para fazer. Eu mereço um pouco de distração! hahah
Na verdade eu comecei a assistir The Heirs, o novo dorama com meu DIVO Lee Min Ho (*suspiros*), mas o dorama ainda está sendo exibido na Coréia, então tenho que esperar a liberação (e consequente tradução) do episódios. Mas........ como eu já estava no clima doramístico, resolvi assistir um dorama japonês que baixei há séculos, o Akai Ito.
Trata-se de um dorama bem curtinho, mas com uma mensagem bem bonita sobre o destino. Sobre a linha invisível que nos liga à alguma pessoa, à alguém que nos foi predestinado.

Sinopse: O título "Akai Ito" ou "Linha Vermelha" significa, na cultura japonesa, o laço existente entre duas pessoas. Um laço que não está ao alcance de nossos olhos, mas que nos mantém conectados através de sentimentos.
Durante a primavera do segundo ano do ginásio, Mei encerra uma paixão por causa de uma decepção amorosa. Nesse momento, ela conhece Atsushi, dono de uma gentileza silenciosa. Os dois fazem aniversário no mesmo dia, 29 de fevereiro.
Mas o que eles não sabiam é que já haviam se conhecido anos atrás.
"Você acredita em destino?", "Acredito sim".
Acreditando nessas palavras, Mei achava que esse amor seria eterno.
Porém, quando Atsushi descobre o passado triste existente entre os dois, ele desaparece. E, coincidentemente, com o seu desaparecimento, acontecem várias coisas na vida de Mei.
Ligados pela "linha vermelha", será que Mei voltará a reencontrar Atsushi?

Sinopse retirada do blog Doramas Fans Society, onde você encontra o dorama disponível para download.


ELENCO PRINCIPAL:

- Minamisawa Nao como Takemiya Mei (jovem de 16 anos que, após uma desilusão conhece um garoto que acredita ser sua alma gêmea);
- Mizobata Junpei como Nishino Atsushi (jovem que desde a infãncia espera reencontrar sua alma gêmea; filho de uma viciada em drogas e por quem ele é responsável);
- Sayuri Iwata como Haruna Takemiya (amiga de infância de Atsushi que o entende, pois passou pela situação de ser filha de um viciado em drogas);
- Ryo Kimura como Riku Takahashi (jovem conhecido por ser encrenqueiro, mas que ao se apaixonar por Mei começa a mudar);
- Rei Okamoto como Mia Amagishi (melhor amiga de Mei, que passou de rebelde solitária a garota extrovertida após se tornarem amigas);
- Nanami Sakuraba como Sara Nakagawa (garota tímida que sempre foi solitária até conhecer Mei)

Minha opinião: Adorei!
O título do dorama tem todo um significado, Akai Ito é uma lenda chinesa sobre o destino. Segundo a lenda, os deuses amarravam uma corda vermelha invisível ao redor dos tornozelos dos homens e mulheres que estão destinados a ser a alma gêmea um do outro. A lenda foi adaptada e se tornou popular também no Japão, onde a história fala sobre um fio invisível que é amarrado no dedo mindinho de duas pessoas que estão destinadas a se encontrarem e viverem juntas.
"Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se independentemente do tempo, lugar ou circunstância. O fio pode esticar ou emaranhar-se mas nunca irá se partir."
É mais ou menos isso que o dorama aborda... aquele tipo de dorama (filme, série...) que assistimos com um caderninho e uma caneta à mão, pois há diversos trechos poéticos e super citáveis. <3

"Se nós temos tanto apreço assim, por que será então que nós não podemos viver sem machucar ninguém?"

"Nosso primeiro encontro dois por acaso. Nosso segundo encontro foi o destino. Se isso é verdade, será também o destino se eu te perder?"

Mei e Akkun fazem aniversário no mesmo dia, 29 de fevereiro, uma data especial, pois acontece apenas uma vez a cada quatro anos. Em seu aniversário de 8 anos, eles se esbarram e descobrem esta coincidência entre eles, porém se separam e não mais se encontram por vários anos seguintes.
No ensino fundamental eles fazem parte do mesmo grupo de amigos e Akkun até tenta ajudar Mei a passar por uma desilusão amorosa, mas eles não sabem quem o outro é.
Mei foi apaixonada por seu amigo de infância por vários anos, mas quando está cogitando se declarar o garoto lhe pede ajuda para se declarar à uma garota: a irmã de Mei.
Em meio a isso sua relação de amizade com Akkun vai se estreitando e, quando, por acaso a data de aniversário de Mei é revelada, Akkun fica feliz por ter, finalmente, encontrado a garota que ele quis rever durante tantos anos. Ele acredita no destino e sente que Mei foi destinada à ele.
Tudo muito lindo, mas... quando eles parecem prontos para ficar juntos, muitas coisas ruins acontecem. A mãe de Akkun que é viciada em drogas há anos, está internada em uma clínica de reabilitação pela quarta vez, Sara tenta se suicidar na frente de Mei após interpretar erroneamente a relação entre Mei e Taka, o garoto por quem é apaixonada. Não bastasse isso, a mãe de Mei pede para que Akkun se afaste da filha. Quais seriam sua razões para isso?
O dorama, apesar de ter apenas 11 episódios e todos eles serem bem curtinhos, aborda diversos assuntos fortes, como o uso de drogas como refúgio, como fuga dos problemas, o suicídio (pelas mesmas razões) e o destino.
Mei é uma garota bem passiva em se tratando de defender a si própria, mas que nas horas necessárias, é capaz de defender seus amigos.
A relação entre o grupo de amigos é bem bacana, é engraçado de ver eles interagindo, mas apesar dos sorrisos, cada um deles guarda os próprios
segredos e as próprias mágoas.
A medida em que alguns segredos do passado vão sendo revelados, o fio do destino que une os protagonistas vai se emaranhando mais e mais, mas nós vamos acompanhando como esse fio é forte e
torcemos por um final feliz. SUPER recomendo esse dorama, principalmente para quem quer assistir algo rápido.

Vamos falar de Mizobata Junpei, que interpreta o Akkun. Eu e meu tombo por orientais não permitiu que eu não me encantasse por ele. O personagem é bem sofrido, bem contido, mas ainda assim dá aquela vontade de pegá-lo no colo e dizer que vai ficar tudo bem.
O ator é uma gracinha e em diversos momentos achei ele parecido com o coreano Kim Hyun Joong (Boys Before Flowers, Playfull Kiss).
Quanto à trilha sonora, a música que se destacou foi 366 Nichi, da banda japonesa HY.

Gostou?? 
Você pode fazer o download dos episódios legendados no Dorana Fans Society ou assistir online no Dopeka. 

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)