15 de janeiro de 2012

RESENHA: Crescendo

Editora: Intrínseca
Autor(a): Becca Fitzpatrick
Número de Páginas: 286

Sinopse: Nora deveria saber que sua vida estava longe de ser perfeita. Apesar de começar uma relação com seu anjo da guarda, Patch (quem, título à parte, pode ser descrito como qualquer coisa, menos angelical), e sobreviver a um atentado a sua vida, as coisas não parecem melhorar. Patch está começando a se afastar e Nora não consegue descobrir se é para o seu próprio bem ou se o seu interesse voltou-se para sua arqui-inimiga, Marcie Millar. Sem contar que Nora é assombrada por imagens de seu pai e ela fica obcecada querendo descobrir o que realmente aconteceu com ele naquela noite em que ele partiu para Portland e nunca voltou para casa. Quanto mais Nora se aprofunda no mistério da morte de seu pai, mais ela começa a se perguntar se sua ascendência nefilim tem algo a ver com isso, assim como o por quê de ela estar em perigo com mais freqüência do que as garotas normais. Já que Patch não está respondendo suas perguntas e parece estar atrapalhando, ela tem que começar a procurar as respostas por si só. Confiar demais no fato de que ela tem um anjo da guarda põe Nora em perigo de novo e de novo. Mas ela pode mesmo contar com Patch ou ele está escondendo segredos mais obscuros do que ela pode imaginar?
Olá galerinha!!! Bem... não me lembro te ter lido um livro em apenas um dia. Mas foi assim com Crescendo.

Nora por um momento imaginou que sua vida ficaria bem... que poderia ter um namoro normal (ainda que o namorado, propriamente dito, não fosse um exemplo de normalidade, mas...). Ela está apaixonada por Patch, seu mais recente anjo da guarda, isso é fato, mas... ele parece não corresponder. Mas porque? Tudo começa a desmoronar quando Nora se declara. Patch se afasta e começa a se exibir em todos os lugares com Marcie, a pessoa a quem Nora mais detesta no mundo. 
"Se eu der aos arcanjos motivos para imaginarem que estou remotamente apaixonado por você, eles vão me mandar para o inferno. Para sempre."
Todo mundo (principalmente na época de colégio) tem um(a) arqui-inimigo(a) e, com Nora não é diferente. Marcie é a pessoa mais egocêntrica e sem coração que Nora conhece, ela só pensa em si mesma e não titubeia nem por um minuto sequer antes de humilhar alguém, mas seu alvo favorito é Vee, melhor amiga de Nora.
O caso é que, Patch, com a intenção de irritar Nora ou... por se identificar com a personalidade obscura de Marcie, começa a se afastar de Nora.  Tudo, menos isso!
Para Nora é difícil aceitar essa situação e, ao mesmo tempo que sente raiva de Patch por fazê-la sentir-se tão mal, também não consegue evitar sentir falta dele. Mas em todas as situações possíveis Nora e Patch acabam entrando em conflito, fazendo com que Nora perca mais uma vez as estruturas. Será possível machucá-la ainda mais? Será possível que Patch seja capaz de magoá-la mais? 
"- Para onde você vai?

- Marcie ficou lá dentro. Vou pegar uma carona com ela.
Meus pulmões pareceram se paralisar, nenhum ar entrava ou saía.
- E eu? Você é meu anjo da guarda;
Patch lançou-me um olhar penetrante.
- Não sou mais, Anjo."
Como se não bastasse, agora sozinha, Nora sente cada vez mais que está sendo observada. O tempo todo. E vez ou outra ela pode jurar que viu seu Pai. Não é possível, seu pai está morto. Morto! Traída, perseguida, assombrada pelo pai, Nora não sabe em quem confiar... não sabe nem se pode confiar em si mesma. Seus próprios olhos parecem enganá-la. O que ela pensa ver, na verdade, não é real.
Será que ela agiu certo ao terminar de vez com Patch? Será melhor para os dois? Nora sabe que não devem ficar juntos, ela não se perdoaria se por sua causa Patch fosse mandado para o inferno, mas.... como ele faz falta.
"Em determinado momento, me arrependi por não ter fugido com patch. Qualquer felicidade, por mais breve que fosse, seria melhor do que a longa e constante tontuta de acordar, dia após dia, sabendo que nunca poderia tê-lo."
O misterioso assassinato de seu pai começa a vir a tona e.... Nora não sabe mais se está segura. Cartas anônimas e revelações sem o menor sentido a deixam desnorteada. Será que seu pai ainda está vivo? Quem está tentando lhe contar algo? Será que todos são quem dizem ser? E Patch... ele é alguém em quem possa confiar?
"Senti aversão e choque. Tudo tinha entrado em foco: as palavras gentis, os olhos negros e cintilantes, sua grande experiência em mentiras, sedução, mulheres. Eu havia me apaixonado pelo diabo."

********
Ok, ok.... a Nora me irritou bastante em Crescendo! Ela fica se lamentando e se auto-degradando por causa de Patch, mas.. quem pode culpá-la. Eu acho que estaria na mesma deprê. Imagina se declarar para o namorado (lindo de morrer!) e ele passar a agir como um idiota. Com certeza a única reação esperada é se perguntar o que há de errado e, ficar dividida entre o amor que ainda sente e a decepção. Nora, eu te entendo! Mas o que realmente me irritou no livro foi o Patch. Sim, é possível se irritar com um anjo diabolicamente lindo. Ele realmente começa a agir como um idiota sem nem ao menos tentar se explicar. Claro que no final tudo se esclarece, mas antes disso você passa o livro todo xingando baixinho. 
Tenho que confessar que a série perdeu um pouco do charme. Não sei explicar por que mas, aquele mistério, com um misto de atração e perigo não está tão presente. Acho que perdeu um pouco a pegada, mas ainda assim teve um final surpreendente que me deixou pedindo mais. Não foi um final tão bem resolvido quanto eu gostaria.... eu NECESSITO ler Silêncio (3º livro da série).
Recomendo, mas não vou dar 5 estrelas pelo estresse que me fez passar durante a leitura. ahhaha

Classificação:

*****
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

2 comentários

  1. Eu gostei do segundo livro *-* Aliás, adoro o Patch mas ainda assim ele não é lá o meu personagem favorito. Quando leio essa série me dá a sensação de que a autora só criou o Patch daquele jeitinho e tem todo aquele apelo ao sexo só para vender.. sei lá, é assim que me sinto quando leio essa série >< mas ainda assim, eu gosto. Estou ansiosa pra ler o terceiro mas nem sei quando isso vai acontecer D;

    Beijos,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei Crescendo e sua resenha também. Perfeita

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)