6 de janeiro de 2012

RESENHA: A Arte da Invisibilidade

Editora: Dracaena (Cortesia)
Autor(a): Allan Pitz
Número de Páginas: 132

Sinopse: “A arte da invisibilidade visa condicionar o homem moderno ao intelectualismo de avanço real e lógico, natural, em acordo com sua época. E, ousadia das ousadias, visa trazer de volta o homem pensador, que vagaria pelas prisões hipnóticas sem se deter a nenhuma delas. Apenas isso.”.

Compre já o seu:
Você se interessa, gosta, curte ou simplesmente conhece algumas das várias teorias da Conspiração? Bem, se sua resposta for sim, esse livro será um prato cheio!!
Allan, aborda de maneira bem pessoal, nada de impessoalidade e distanciamento, pelo contrário... ele rasca TOTALMENTE o verbo, e fala de diversos assuntos polêmicos.
Fala da "alienação" da sociedade, da "padronização de personalidades.... todos agem de acordo com o que é imposto pela sociedade, todos vivem em função dela e nem ao menos se questionam sobre isso.
Para o autor, a Arte da Invisibilidade é fazer justamente o contrário, é questionar, é "trazer de volta o homem pensador, que vagaria pelas prisões hipnóticas, sem se deter a nenhuma delas."
"Tento crescer as opiniões num mundo de opiniões", berra o garoto.Tento viver dignamente num mundo de opiniões", berra o adulto.Será que algum vez tive opinião própria e vivi dignamente?", pergunta-se o velho."
Allan classifica, ainda, a sociedade integrada como "uma droga continuísta altamente questionável..." 
Para ser visível na sociedade é preciso ser igual. Sim, igual. Igual a todo mundo. Pensar como todo mundo, agir como todo mundo. E, quando isso não ocorre, é como se a pessoa deixasse de fazer parte da unidade, é rotulado de diversas formas, fica invisível...
"O ativistas da unidade tentam de tudo para revelar os "diferentes" e expulsá-los do contexto formador atual."
****** 
Confesso que quando iniciei a leitura, imaginei que terminaria em alguns minutos, pois o livro é bemmmmmm fininho, mas.... doce engano!
Acredito que o livro, por tratar de assuntos "mais sérios", para ser melhor entendido e ter as idéias presentes nele absorvidas por completo, exija uma certa maturidade que talvez eu ainda não tenha. Isso, com certeza dificultou um pouco a leitura. 
Realmente não é o tipo de livro com o qual eu esteja habituada, mas foi com certeza uma experiência válida.
Mas.... acho que me daria melhor lendo alguns dos outros livros do autor, como "A Morte do Cozinheiro" .

Classificação:
****
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

3 comentários

  1. Não sei se faz o meu tipo de leitura D:

    Beijos,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto muito de ler, então não importa o título ou o genero, tenho preferidos e tal e aprendi a não julgar o livro pela capa, pode ser que o livro seja legal, ficou boa a resenha.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho curiosidade nesse livro, mas acho a idéia de conspiração muito legal e até acredito nela. E eu gostei da capa do livro,, mas assim mesmo não fiquei curiosa pela leitura.
    Ótima resenha!
    Beijos ;*

    Ana Carolina
    http://loucospor-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)