1 de setembro de 2011

RESENHA: Devoção

Editora: Novo Conceito (Cortesia)
Autor(a): Dick Hoyt & Don Yaeger
Número de Páginas: 208


Ele acreditou que seria capaz. 
E por seu filho, superou seus próprios limites.

Sinopse: (...)  Então, um dia, Rick pediu a seu pai para participar de uma corrida beneficente, mas havia um porém, Rick também queria correr. Dick nunca havia participado de uma corrida antes, mas o maior desafio estava no fato de ter de empurrar a cadeira de rodas de seu filho ao mesmo tempo. Contudo, uma vez mais, a família Hoyt estava determinada a superar qualquer obstáculo que pudesse impedir sua caminhada. Agora, depois de mais de 1.000 corridas, incluindo inúmeras maratonas e triatlos, Dick Hoyt continua a empurrar a cadeira de rodas de Rick. Conhecidos em todo o mundo e carinhosamente chamados de a Equipe Hoyt, permanecem cada vez mais dedicados, inspirando milhões e incorporando em todo o seu lema e marca registrada: “Yes, you can!” (Sim, você pode!)


Oi galerinha....
Esse livro fou uma linda cortesia da Editora Novo Conceito. Escrito por Dick Hoyt e Don Yaeger... e com certeza, mudou muito do que eu pensava. Me emocionou!
Essa com certeza é a resenha mais longa que já fiz... mas é muito difícil tentar resumir uma história tão comovente como esta!

Dick Hoyt era jovem quando se casou com Judy..... e ambos tinham planos de construir um família enorme, com muitos filhos. E Dick, queria formar um time de futebol. Tudo parecia estar dando certo, pois logo Judy engravidou do primeiro filho.
Tudo mudou quando, durante o nascimento de Rick houve complicações... 3 minutos antes do nascimento, o cordão umbilical enforcou o bebê o deixando sem oxigênio. Tal fatalidade o deixou com uma grave lesão cerebral: tetraplegia espasmódica. Rick nunca andaria, falar ou teria qualquer controle sobre seus membros.
Como se ambos não estivessem abalados o suficiente, os médicos ainda sugeriam que colocassem Rick numa instituição para deficientes ao invés de cuidar dele... afinal ele nunca passaria de um vegetal.
"Os médicos tentaram  nos convencer de que Rick receberia um tratamento melhor em uma instituição e que não havia nada que pudéssemos fazer para ajudá-lo em casa. Disseram que nosso filho não passava de um vegetal. Nós nem ligamos. Não conseguíamos nos imaginar abandonando Rick e continuando a viver sem ele, como se nunca tivesse existido. Não importava o que havia de errado com ele, Rick ficaria em casa conosco."
Aos poucos a família foi crescendo, e com o nascimento de Rob e Russ a alegria estava completa, e a relação entre os 3 irmãos não poderia ser melhor!
As dificuldades que Dick e Judy enfrentaram não pararam por aí, foi uma vida toda de lutas... grandes lutas.
Graças a tecnologia e à boa vontade de alguns engenheiros, conseguiram desenvolver um aparelho como qual Rick pudesse se comunicar, o TIC. Ele ia acionando uma "alavanquinha" na cadeira de rodas com a cabeças e as letras iam surgindo na tela do computador. Daí em diante ele nunca mais "se calou", era um verdadeiro tagarela. Mas tal avanço não bastou para colocá-lo numa escola pública, todos duvidavam das capacidades mentais de Rick, achavam que ele nunca compreenderia nada. Por mais que tentassem provar que Rick era inteligente e  capaz, a resposta era sempre a mesma: não. Então Judy resolveu levar o fato ao conhecimento dos político e tentar convencê-los a mudar as leis ou criar uma que ajudasse seu filho e todos os outros deficientes. Ela conseguiu. E após muitas tentativas, Rick, finalmente foi aceito numa escola publica!
"Assim que comecei a perceber que ele, de alguma forma, queria ajudar no evento, Rick terminou de digitar o que queria. Ele tinha escrito que queria participar da corrida.(...) Ele queria correr comigo."
O dia da primeira corrida chegou, Dick estava com 37 anos e sem nenhum preparo para correr tantos quilômetro... muito menos empurrando uma cadeira de rodas. Mas se era isso que Rick queria, era o mínimo que ele podia fazer por seu filho.
"Ele (Rick) não conseguia parar de sorrir ao ver seus colegas e professores atrás do cordão de isolamento. Foi ali que soube que não ia decepcioná-lo. Aquilo era algo que ele precisava fazer, e eu precisava fazer por ele."
Depois dessa primeira corrida, não pararam mais de correr. E os treinamentos, com certeza, fiseram a diferença a cada corrida. O importante não era ganhar, era terminar a corrida, a maratona. Mas, as coisas continuaram complicadas algumas vezes... em algumas corridas havia resistência quanto a participação de pai e filho. Não havia uma categoria para eles. Mas Dick e Rick sempre davam um jeito de derrubar as barreiras que insistiam em lhes impor.
Mas a maior conquista de Rick, não foram as corridas.... foi sua formatura. Não do segundo grau... mas sim da faculdade. Isso mesmo, Rick se formou em Educação Especial na Universidade de Boston. Sem dúvida uma grande conquista. E seu discurso, com certeza, fez rir e chorar...
"Então, que tipo de vegetal sou eu?"
Preciso dizer mais? Não, né?!! Dick e Rick superaram todas as expectativas JUNTOS. Foram muitas conquistas: corridas, maratonas, triatlos, Ironman. 
"Depois de correr por mais de dez anos, Rick não era considerado alguém empurrado por mim. Ele era a estrela. Rick e eu víamos cada corrida - fosse 5 quilômetros, maratona ou triatlo - não como um obstáculo a ser superado, mas como um desafio excitante com potencial para nos deixar ainda mais próximos, apenas pelo fato de completarmos a prova.
*************** 
O que dizer deste livro? Eu simplesmente me emocionei e me surpreendi a cada página. Uma história real de superação e lição de vida. Eu me envergonhei por ser tão desanimada, às vezes... por reclamar de coisas tão fúteis... por não dar valos à saúde... por esquecer de agradecer a Deus todos os dias. Eu amei o livro. Com certeza, fez de mim uma pessoa melhor. Todos deviam ler esse livro.
Ah... porque me interessei pelo livro?? Eu, por acaso encontrei um vídeo sobre Dick e Rick e chorei litros soube que PRECISAVA ler!!

Classificação:

Confiram o vídeo, se emocionem e aguardem a promoção do livro que sai ainda esse fim de semana.
******
*****
Espero que gostem!

Beijos e amassos!!

3 comentários

  1. Eu ainda não li esse livro, mas pelo o que você disse na resenha parece ser bem legal. Adoro livros assim, me faz parar e refletir sobre minha vida e sobre o mundo.

    Beijos!
    Sonhos de Garotas

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece ser muito emocionante. Quero ler *-*

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Com certeza deve ser um livro ótimo mesmo.
    Liçao de vida.
    Quero muito *--*
    Bjos

    ResponderExcluir

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)