14 de março de 2011

RESENHA: 3096 Dias


Editora: Verus
Autor: Natascha Kampusch 
Número de Páginas: 223

Sinopse: Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil, a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias. Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psicológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.

É um livro no qual, Natascha Kampusch conta sobre experiência de seu sequestro e o tempo que passou no cativeiro, nada mais, nada menos que oito anos e meio.
Ela fala das várias faces de seu sequestrador e das mudanças físicas e psicológicas pela qual passou durante esse período. Detalhas suas frequentes surras, sua restrição alimentas.... entre outras "agressões" psicológicas. Conta como sua transição da infância para a adolescência, já que foi sequestrada aos 10 anos de idade e só conseguiu fugir aos 18 anos e das mudanças que ocorreram em seu interior.... como o cativeiro interior foi muito mais forte e agressivo que o cativeiro em si.
Fala também da felicidade e ao mesmo tempo da dificuldade em reencontrar sua família, afinal foram anos de separação. Denuncia a negligência da polícia austríaca em relação ao seu desaparecimento.
Enfim, ela consegue tocar no fundo do coração e da consciência do leitor!


********
Minha opinião: Eu gostei muito do livro. Natascha conseguiu expressar através de palavras todo o sofrimento pelo qual passou durantes esse longo período. O tempo todo eu consegui me imaginar em seu lugar e em certos momento senti até PÂNICO!
Apesar de não ser uma história feliz nem romântica, eu suuuper recomendo!!

Classificaçãp:

*Beijinhusss!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)