7 de janeiro de 2019

RESENHA: As coisas que você só vê quando desacelera

Editora: Sextante
Autor(a): Haemin Sunim
Número de páginas: 256

Sinopse: De tempos em tempos, surge um livro que, com sua maneira original de iluminar importantes temas espirituais, se torna um fenômeno tão grande em seu país de origem que acaba chamando a atenção e encantando leitores de todo o mundo.
Escrito pelo mestre zen-budista sul-coreano Haemin Sunim, As coisas que você só vê quando desacelera é um desses raros e tão necessários livros para quem deseja tranquilizar os pensamentos e cultivar a calma e a autocompaixão.
Ilustrado com extrema delicadeza, ele nos ajuda a entender nossos relacionamentos, nosso trabalho, nossas aspirações e nossa espiritualidade sob um novo prisma, revelando como a prática da atenção plena pode transformar nosso modo de ser e de lidar com tudo o que fazemos.
Você vai descobrir que a forma como percebemos o mundo é um reflexo do que se passa em nossa mente. Quando nossa mente está alegre e compassiva, o mundo também está. Quando ela está repleta de pensamentos negativos, o mundo parece sombrio. E quando nossa mente descansa, o mundo faz o mesmo.

Olá gente lindaaa!
E eis que minha primeira leitura de 2019 não poderia ter sido melhor. Nada como começar o ano não apenas com o pé direito, mas com o coração leve e a mente cheia de boas reflexões. "As coisas que você só vê quando desacelera" é um livro leve, cheio de conselhos, frase motivacionais e reflexões que nos fazem perceber que talvez não estejamos olhando com atenção para a direção certa ou estejamos olhando as coisas com os olhos errados, com pré julgamentos, com expectativas equivocadas, etc.
Sabem aquele balanço que muita gente faz no fim do ano, com a esperança de não repetir os mesmos erros no ano seguinte? Pois bem, acho que esse livro tem exatamente essa premissa: fazer com que coloquemos nossos erros e acerto na balança, a fim de percebermos tudo o que aprendemos com nossas experiências.
O livro é dividido em oito capítulos - respectivamente: Descanso, Atenção Plena, Paixão, Relacionamentos, Amor, Vida, Futuro e Espiritualidade - e em cada um deles apresenta reflexões certeiras, necessárias e extremamente uteis (pelo menos foram para mim). Além disso, há diversas ilustrações lindíssimas e que são tão terapêuticas quanto o próprio texto.
Confiram abaixo alguns dos trechos que mais me chamaram a atenção e que eu espero colocar em prática em 2019.

"Há um ditado budista que diz que todo mundo é buda aos olhos de Buda e porco aos olhos de um porco. Ou seja, o mundo é experimentado de acordo com o estado mental de cada um. Quando nossa mente está alegre e compassiva, o mundo também está; e se está repleta de pensamentos negativos, o mundo ganhar esse aspecto." (páginas 22-23)
"Quando estivermos à vontade com nós mesmos
e nos aceitarmos por completo,
os outros vão nos considerar acessíveis
e irão gostar de nós justamente por quem somos." (página 33)
"Ame-se apesar das suas imperfeições.
Você não sente compaixão quando enfrenta
desafios ao longo da vida?
Você está muito ávido por ajudar seus amigos, mas trata
a si mesmo muito mal.
Acaricie seu coração de vez em quando e diga para si
mesmo: 'Eu amo você'." (página 38)
"[...]
De tempos em tempos devemos respirar fundo
e perceber os silêncios entre os sons." (página 43)
"[...] Da mesma forma  que não é possível controlar o humor do seu chefe ou o clima, você não é capaz de controlar os próprios sentimentos. Eles estão apenas de passagem como nuvens no céu. E também se dissipam sozinhos." (página 68)
"Há apenas aqueles que conhecem os próprios defeitos 
e os que não os conhecem.
Ninguém é perfeito.
Todo mundo tem defeitos." (página 102)
"[...] 
Os seres humanos são como espelhos:
refletimos uns aos outros." (página 132)
"Vivemos em meio a incontáveis relações:
família, amigos, colegas, vizinhos, etc.
A vida é boa quando esses relacionamentos são bons.
Estar feliz sozinho é algo que não dura muito." (página 140)
"Uma das piores sensações é acreditar
que você não é importante.
Olhe à sua volta.
Será que você ignorou alguém
de propósito ou intencionalmente?" (página 155)
"Você é lindo,
não porque seja melhor que os outros,
mas porque há apenas uma pessoa com um
sorriso como o seu.
Que você se apaixone pelo ser único que é." (página 162)
"[...]
Ofereça a dádiva da sua verdadeira presença." (página 168)
"Quanto mais você sabe,
mais acha que não sabe.
Quanto menos você sabe,
mais acha que sabe." (página 180)
"Vista confiança.
Está sempre na última moda." (página 181)
"Não deixe que as opiniões dos outros determinem
quem você é.
Em vez de se preocupar com o que os outros pensam,
dedique-se aos seus sonhos." (página 186)
"Que as pessoas saibam a diferença entrea certeza de uma fé e a tolice de atacar outras crenças.Que a fé nunca se torne uma arma ideológicapara justificar a violência." (página 234)

Classificação: 

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)