29 de junho de 2015

RESENHA: Muito Além do Tempo (Timeless #1)

Editora: Jangada
Autor(a): Alexandra Monir
Número de Páginas: 272

Sinopse: Uma tragédia atinge a família de Michele Windsor, e ela é forçada a morar com os avós que nunca conheceu. Em sua mansão histórica em Nova York, repleta de segredos de família, Michele encontra um diário que tem o incrível poder de fazê-la retroceder no tempo, até o ano em que foi escrito, 1910. Lá Michele encontra o rapaz que ela viu em sonhos durante toda sua vida. Em pouco tempo, ela se vê apaixonada por ele. Quando se dá conta, Michele está vivendo uma vida dupla, lutando para conciliar seu mundo de estudante com suas viagens ao passado. Mas, quando se depara com uma descoberta terrível, ela é lançada numa corrida contra o tempo para salvar o homem que ama, e empreender uma busca que determinará o destino dos dois.

Olá gente lindaaaa!!!
Ahhh como eu adoro histórias com viagem no tempo! Toda essa mesclagem entre presente e passado me fascinam e, se tiver um romance e algumas pitadas de destino no meio, aí que eu gosto mesmo. Esse foi o caso de "Muito Além do Tempo"!

Michele vive com a mãe em Los Angeles e, apesar de ser herdeira da famosa família Windsor, ela leva uma vida normal, sem que seu amigos saibam de sua origem. Desde sempre, Michele conhece sua real história, sabe que a mãe se apaixonou e saiu de casa para viver com o pai de Michele, uma vez que a família Windsor não aceitavam a relação dos dois, Porém, pouco tempo depois, foi abandonada pelo amado e descobriu que estava grávida. Anos se passaram e a mãe de Michele nunca se reconciliou com os pais.
"Coisas ruins acontecem com todo mundo e, quando acontecem, você pode simplesmente desmoronar e morrer. Você tem que lutar. Senão, é você quem perde no final das contas, Mas, se for em frente e lutar, você ganha." (página 22)
Porém, quando uma tragédia acontece e Michele perde a mãe em um acidente de carro, é informada que, em seu testamento, a mãe havia indicado os pais como tutores de Michele até que ela completasse a maioridade. Assim, de uma hora para a outra, Michele se vê em Nova York, na famosa mansão dos Windsor, os avós que nunca conheceu e por quem não nutre sentimento algum.
As coisas estão apenas começando e Michele nem imagina como sua vida está prestes a virar de pernas para ao ar. Quando finalmente encontra coragem para abir as caixas com os pertences de sua mãe, encontra um colar com uma chave pendurada, uma chave bastante conhecida, embora não devesse. A vida toda Michele foi atormentada por um mesmo sonho, um homem desconhecido e um colar dourado com uma chave de aste circular. A mesma chave que agora está ao seu alcance. Uma chave que agora sabe ter pertencido ao pai.
"Enquanto a seguia por corredores decorados com pinturas francesas e italianas, sentiu um formigamento na pele. De novo teve a sensação de que aqueles corredores, aquele lugar, eram estranhamente familiares." (página 34)
Com a chave em mãos, Michele encontra um antigo diário de uma antepassada e, num passe de mágica, é mandada para o ano de 1910, onde nem imagina que encontrará o próprio destino. Após algumas viagen no tempo, sempre por meio do diário antigo e da chave, Michele percebe que ela pode viajar para qualquer tempo se tiver a chave e um objeto antigo. É assim que, mais uma vez em 1910, ela encontra o homem de seus sonhos. Não no sentido clichê da palavra, mas no sentido literal. Diante de seus olhos está o rapaz com quem tem sonhado durante toda sua vida.
"- É ele mesmo - Michele sussurrou, estarrecida. Seus olhos sorveram cada detalhe do rosto incrivelmente belo do rapaz que assombrava seus sonhos, e que agora estava ali, em carne e osso. O olhar de ambos se encontrou, e Michele pôde jurar ter detectado um vislumbre de reconhecimento passar pela expressão dele." (página 87)
Tudo parece perfeito. Ela não mais se sentirá solitária na gigante mansão dos Windsor, onde nem mesmo é possível fazer as refeições no mesmo cômodo. Ela finalmente parece ter encontrado alguém por quem valha a pena viver. Mas, como viver um grande amor cm alguém que vive a um século de distância? Como conseguiu viver um grande amor sem fazer seu amado parecer louco, já que ele é o único que parece vê-la?
Além de acompanharmos o romance e toda a aventura que envolve as viagens no tempo, conhecemos um pouco de cada tempo por onde Michele passa e vamos conhecendo outros personagens, antepassados da família Windsor e acompanhamos o que as ações de Michele no passado desencadeiam no presente. Fiquei emocionada quando Michele preciso tomar uma difícil decisão e, depois quando descobriu o desenrolar dessa decisão. Espero que Philip cumpra a promessa que fez em 1910...
Conforme a história foi tomando forma, foi possível prever algumas coisas, mas isso não deixou as coisas menos interessantes. O final foi uma covardia com o leitor, principalmente levando-se em conta que não há previsão para o lançamento do segundo volume. Só posso dizer que aguardarei ansiosa. 

***
Aos que gostam de uma história sobre viagem no tempo, romance e uma ótima trilha sonora, "Muito Além do Tempo" está mais do que recomendado.
Mas, aos que ficarem curiosos com as músicas citadas no livro (de autoria da própria autora), não se animem: as músicas só podem ser adquiridas no site da autora por quem possui iTunes e o download não é gratuito. Ficarei na curiosidade.

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!


Nenhum comentário

Postar um comentário

Adoro saber a sua opinião. ^^ Deixe um recadinho com sua sugestão e faça uma blogueira feliz! :)